"Já não se tra­ta de re­cu­pe­rar os ma­te­ri­ais em ques­tão, mas sim, das có­pi­as dos mes­mos"

Jornal Cultura - - Eco De Angola -

tri­mó­nio ar­tís­ti­co e cul­tu­ral afri­ca­no que os an­ti­gos co­lo­ni­za­do­res rou­ba­ram, nos ter­ri­tó­ri­os co­lo­ni­za­dos do con­ti­nen­te afri­ca­no. Res­pon­den­do à es­ta ques­tão, os po­lí­ti­cos (ecle­siás­ti­cos in­cluin­do) das an­ti­gas po­tên­ci­as co­lo­ni­ais di­zem sem­pre que es­tão pron­tos pa­ra co­o­pe­rar, nes­te sen­ti­do.

Na ver­da­de, já não se tra­ta de re­cu­pe­rar os ma­te­ri­ais em ques­tão, mas sim, das có­pi­as dos mes­mos. In­fe­liz­men­te, na prá­ti­ca, os pró­pri­os afri­ca­nos nun­ca mos­tra­ram es­ta von­ta­de, por­que não con­se­guem dis­po­ni­bi­li­zar os va­lo­res avul­to­sos que a ope­ra­ção vai oca­si­o­nar, ao que­re­rem co­pi­ar tu­do que lhes per­ten­ce, a par­tir dos vá­ri­os mu­seus e ar­qui­vos do mun­do oci­den­tal , on­de es­tão es­pa­lha­dos es­ses pa­tri­mó­ni­os de ori-

2.

gem afri­ca­na. Até ho­je, vá­ri­os acor­dos de co­o­pe­ra­ção fo­ram as­si­na­dos, en­tre paí­ses afri­ca­nos e oci­den­tais, so­bre ques­tões cul­tu­rais e ci­en­tí­fi­cas, mas a mai­or par­te des­ses acor­dos nun­ca fo­ram im­ple­men­ta­dos, li­mi­tan­do-se ape­nas nos pa­péis.

3.

Dou­tro la­do, es­ses paí­ses oci­den­tais di­zem cla­ra­men­te que gra­ças a eles, es­tes pa­tri­mó­ni­os ain­da se con­se­guem ex­plo­rar ho­je, in­te­lec­tu­al­men­te, ser­vin­do de pro­va ci­en­tí­fi­ca. Acres­cen­tam di­zen­do que os ma­te­ri­ais que fi­ca­ram nos pró­pri­os paí­ses de ori­gem já não apre­sen­tam as de­vi­das con­di­ções, pa­ra a sua apro­vei­ta­men­to, de for­ma ci­en­tí­fi­ca, por­que es­tan­do po­bres os afri­ca­nos não têm pos­si­bi­li­da­des fi­nan­cei­ras nem am­bi­en­tais, pa­ra po­de­rem con­ser­vá-los.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.