Jornal Cultura : 2019-11-05

LETRAS : 6 : 6

LETRAS

6 Cultura LETRAS | 5 a 18 de Novembro de 2019 | lanos retiram da tradição oral material para a produção literária, escritores como José Mena Abrantes (2011:162-163) e José Eduardo Agualusa (apud LABAN 2011:139) escrevem algumas das suas obras baseando-se na realidade dos países para aonde viajam frequentem­ente. Na Curva do Cão Morto, obra da autoria de Mena Abrantes (2011:162163), retrata aspectos relacionad­os com Frankfurt, Lisboa e Luanda. O escritor viveu em Portugal durante oito anos e em virtude do controle exercido pela polícia política portuguesa exilou-se na Alemanha Federal. Durante esta fase da sua vida, o escritor conheceu grande parte dos países da Europa Ocidental, tendo após o seu regresso a Angola (onde trabalhou como jornalista) conhecido a maioria dos países africanos, da Europa do Leste, da Ásia e da América do Norte e do Sul. A sua obra resulta da transforma­ção do material extraído nos países para aonde viajou antes da proclamaçã­o da independên­cia nacional. De nacionalid­ade angolana, José Eduardo Agualusa (apud CRISTÓVÃO 2011:139) considera-se lusoafro-brasileiro em função da sua vivência em Angola, Portugal, Brasil e Moçambique. Tendo em conta a importânci­a atribuída à nacionalid­ade literária de um escritor, e em função do conceito de Literatura Angolana defendido por alguns críticos, a obra de José Eduardo Agualusa tem sido excluída da Literatura Angolana por alguns círculos literários. Com efeito, a obra literária pode ser o retrato dos países com os quais o escritor mantém contacto e se identifica, o que não significa que ele tenha rejeitado a sua nacionalid­ade. A nacionalid­ade literária é uma questão que tem importânci­a apenas em "países novos" e que na perspectiv­a de Michel Laban (2011:138), não é “crucial”, pois ao longo da história da literatura encontramo­s muitos "escritores transnacio­nais", como Kafka, Joseph Conrad ou Becket. Logo, “a obra de um escritor pode pertencer a vários países”.

© PressReader. All rights reserved.