Acor­do põe fim à gre­ve dos en­fer­mei­ros

De­ci­são saiu de en­con­tro de no­ve ho­ras en­tre Sin­di­ca­to e Go­ver­no Pro­vin­ci­al

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA - Ma­za­ri­no da Cu­nha e Cé­sar Es­te­ves

Os en­fer­mei­ros de Lu­an­da vol­tam ho­je ao ser­vi­ço de­pois de três di­as de pa­ra­li­sa­ção das su­as ac­ti­vi­da­des. A re­to­ma­da dos tra­ba­lhos sur­ge na sequên­cia de um acor­do com o go­ver­no da pro­vín­cia que se com­pro­me­te a sa­tis­fa­zer as rei­vin­di­ca­ções.

De­pois de três di­as de gre­ve, os en­fer­mei­ros de Lu­an­da re­to­mam ho­je o tra­ba­lho em to­dos os hos­pi­tais pú­bli­cos, após um acor­do en­tre o Go­ver­no Pro­vin­ci­al (GPL) e o Sin­di­ca­to dos Téc­ni­cos de En­fer­ma­gem da ca­pi­tal.

Após no­ve ho­ras de diá­lo­go, as par­tes acor­da­ram con­cluir o pro­ces­so de re­for­mu­la­ção da carreira de en­fer­ma­gem e a pro­mo­ção das ca­te­go­ri­as, tão lo­go as con­di­ções fi­nan­cei­ras es­te­jam dis­po­ní­veis.

De acor­do com o co­mu­ni­ca­do pro­du­zi­do no fi­nal do en­con­tro, foi es­ta­be­le­ci­da a cri­a­ção de um gru­po téc­ni­co cons­ti­tuí­do por ele­men­tos do GPL, De­le­ga­ção Pro­vin­ci­al das Fi­nan­ças e do Sin­di­ca­to dos Téc­ni­cos de En­fer­ma­gem com o ob­jec­ti­vo de re­a­li­zar en­con­tros tri­mes­trais pa­ra tra­tar das ques­tões ain­da pen­den­tes.

Tam­bém fi­cou de­ci­di­do que os téc­ni­cos de en­fer­ma­gem, que te­nham au­men­ta­do o ní­vel aca­dé­mi­co e pro­fis­si­o­nal e de acor­do com a ava­li­a­ção de de­sem­pe­nho, nos ter­mos da lei, po­de­rão ser pri­o­ri­za­dos no pró­xi­mo con­cur­so pú­bli­co.

Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa, o go­ver­na­dor de Lu­an­da, Adri­a­no Men­des de Car­va­lho, dis­se que “o Go­ver­no Cen­tral e o GPL não são con­tra as gre­ves”, mas que “de­vem ser fei­tas com ba­se na lei, dos prin­cí­pi­os de diá­lo­go e do pa­tri­o­tis­mo”.

Ape­sar do tem­po que du­rou o en­con­tro, Adri­a­no Men­des de Car­va­lho sa­li­en­tou “o es­pí­ri­to de cor­di­a­li­da­de que rei­nou en­tre as par­tes”.

FAA mo­bi­li­za­das

Os hos­pi­tais de Lu­an­da fo­ram on­tem re­for­ça­dos com pro­fis­si­o­nais de saú­de das For­ças Ar­ma­das An­go­la­nas (FAA) e da Po­lí­cia Na­ci­o­nal pa­ra fa­zer fa­ce a gre­ve dos en­fer­mei­ros, en­tre­tan­to, ter­mi­na­da. O mu­ni­cí­pio do Ca­zen­ga re­ce­beu um to­tal de 30 téc­ni­cos pa­ra tra­ba­lhar em vá­ri­as uni­da­des hos­pi­ta­la­res da­que­la cir­cuns­cri­ção de Lu­an­da.

Com o fim da gre­ve, os mi­li­ta­res de­vem dei­xar ho­je os hos­pi­tais ci­vis. Um to­tal de 189 téc­ni­cos de saú­de das FAA, en­tre mé­di­os e su­pe­ri­o­res, ti­nham si­do mo­bi­li­za­dos.

Gre­ve em Ca­bin­da

Os fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos da pro­vín­cia de Ca­bin­da ini­ci­a­ram on­tem uma gre­ve de três di­as, em so­li­da­ri­e­da­de com os 1.775 tra­ba­lha­do­res que fo­ram re­ti­ra­dos das fo­lhas de sa­lá­ri­os pe­lo Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças por ale­ga­da ile­ga­li­da­de no vín­cu­lo la­bo­ral.

De­vi­do à gre­ve, de­cre­ta­da pe­la União dos Sin­di­ca­tos de Ca­bin­da (USCA), as es­co­las pú­bli­cas não fun­ci­o­na­ram du­ran­te o dia de on­tem e ape­nas fo­ram as­se­gu­ra­dos os ser­vi­ços bá­si­cos nas uni­da­des hos­pi­ta­la­res no en­cla­ve.

O Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças sus­pen­deu em Abril os sa­lá­ri­os de mais de 64 mil fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos em to­do o país, por se en­con­tra­rem em “si­tu­a­ção de ir­re­gu­la­ri­da­de”, en­tre elas “fal­ta de do­cu­men­tos, da­dos in­com­ple­tos e ain­da du­pla efec­ti­vi­da­de na fun­ção pú­bli­ca”, no âm­bi­to do pro­ces­so de re­ca­das­tra­men­to dos fun­ci­o­ná­ri­os pú­bli­cos.

Se­gun­do o se­cre­tá­rio-ge­ral da USCA, Ma­nu­el Gui­lher­me, ci­ta­do pe­la Angop, a gre­ve em Ca­bin­da tem co­mo fim úni­co “a re­po­si­ção in­con­di­ci­o­nal no Sis­te­ma In­te­gra­do de Ges­tão Fi­nan­cei­ra do Es­ta­do os fun­ci­o­ná­ri­os de­sac­ti­va­dos des­de Abril pas­sa­do, a li­qui­da­ção ime­di­a­ta dos seus or­de­na­dos e dos res­pec­ti­vos sub­sí­di­os”.

En­tre­tan­to, o Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Ca­bin­da anun­ci­ou, em co­mu­ni­ca­do, a evo­lu­ção po­si­ti­va das ac­ções de re­ac­ti­va­ção dos fun­ci­o­ná­ri­os nas úl­ti­mas 24 ho­ras, ten­do já dos 1.775 de­sac­ti­va­dos si­do rein­se­ri­dos 1.082 no sis­te­ma, pros­se­guin­do­se as ac­tu­a­li­za­ções.

JO­SÉ CO­LA | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Mi­li­ta­res de­vem dei­xar ho­je hos­pi­tais ci­vis com o fim da gre­ve

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.