Go­ver­no li­ber­ta mais 43 pre­sos po­lí­ti­cos

Jornal de Angola - - MUNDO -

O Go­ver­no da Ve­ne­zu­e­la li­ber­tou on­tem um gru­po de 43 pre­sos acu­sa­dos de “vi­o­lên­cia po­lí­ti­ca”, co­mo par­te de um pro­ces­so em­pre­en­di­do pe­lo Pre­si­den­te Ni­co­lás Ma­du­ro após a sua re­e­lei­ção em 20 de Maio, des­te ano.

Dez li­ber­ta­dos com­pa­re­ce­ram a um ac­to na se­de do Go­ver­no, pre­si­di­do pe­la pre­si­den­te da As­sem­bleia Cons­ti­tuin­te, Delcy Ro­drí­guez, e pe­lo pro­cu­ra­dor-ge­ral, Ta­rek Sa­ab. “A Ve­ne­zu­e­la tem que se sen­tir de al­gu­ma ma­nei­ra re­go­zi­ja­da (...), pri­va­dos de li­ber­da­de que ho­je re­con­quis­tam o seu pre­ci­o­so di­rei­to de es­tar com os fa­mi­li­a­res”, dis­se Ta­rek Sa­ab.

Tam­bém com­pa­re­ce­ram co­mo “fa­ci­li­ta­do­res” vá­ri­os di­ri­gen­tes opo­si­to­res, en­tre os quais Ra­món Gu­e­va­ra, go­ver­na­dor do Es­ta­do de Mé­ri­da (oes­te), que in­for­mou que “saí­ram 43 pre­sos po­lí­ti­cos”. A pre­si­den­te da As­sem­bleia Cons­ti­tuin­te, Delcy Ro­drí­guez, ga­ran­tiu que ou­tro opo­si­tor, Vill­ca Fer­nán­dez, de 34 anos, de­ti­do em Ja­nei­ro de 2016, acu­sa­do de “ins­ti­ga­ção ao ódio e di­fu­são de in­for­ma­ção fal­sa”, de­ve ser sol­to ho­je.

Após a sua re­e­lei­ção, boi­co­te­a­da pe­la oposição e não re­co­nhe­ci­da por al­guns paí­ses da Or­ga­ni­za­ção dos Es­ta­dos Ame­ri­ca­nos, Ma­du­ro ofe­re­ceu a li­ber­ta­ção de opo­si­to­res pa­ra “su­pe­rar as fe­ri­das” dos pro­tes­tos de 2014 e 2017, que te­rão cau­sa­do, pe­lo me­nos, 200 mor­tos.

Des­de 1 de Ju­nho já fo­ram li­ber­ta­dos 123 pre­sos acu­sa­dos de “vi­o­lên­cia po­lí­ti­ca”, en­tre eles um ex-au­tar­ca, um ge­ne­ral apo­sen­ta­do e um de­pu­ta­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.