Imo­ges­tin re­to­ma en­tre­ga de apar­ta­men­tos

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA - Ade­li­na Iná­cio

A Imo­ges­tin pre­vê dar iní­cio, no se­gun­do se­mes­tre des­te ano, ao pro­ces­so de en­tre­ga das ha­bi­ta­ções nas ur­ba­ni­za­ções do Km 44 e de Capari, em Lu­an­da, anun­ci­ou, on­tem, o por­ta-voz da ins­ti­tui­ção.

Má­rio Guer­ra dis­se que as en­tre­gas es­tão con­di­ci­o­na­das ape­nas à con­clu­são das in­fra­es­tru­tu­ras ex­ter­nas, a car­go do Mi­nis­té­rio do Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio e Ha­bi­ta­ção.Em re­la­ção à ven­da ao pú­bli­co, fo­ram re­ce­bi­das, via por­tal, 1.030 can­di­da­tu­ras pa­ra a ur­ba­ni­za­ção do Km 44, e 1.626 pa­ra a ur­ba­ni­za­ção do Capari, pa­ra um to­tal de 1.318 ha­bi­ta­ções.

O por­ta-voz da Imo­ges­tin adi­an­tou que, dos or­ga­nis­mos pú­bli­cos, 61 dos 64 or­ga­nis­mos cen­trais do Es­ta­do e do Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Lu­an­da já in­di­ca­ram os can­di­da­tos. Má­rio Guer­ra dis­se que só 14 des­ses or­ga­nis­mos não cum­pri­ram com a quo­ta de 30 por cen­to.

“Fa­zen­do uma aná­li­se da mé­dia de ida­des nos 61 or­ga­nis­mos pú­bli­cos, foi possível de­ter­mi­nar que 43,8 por cen­to das ha­bi­ta­ções são des­ti­na­das a pes­so­as com ida­de in­fe­ri­or a 40 anos, o que su­pe­ra o in­di­ca­dor de 30 por cen­to fi­xa­do pe­lo Exe­cu­ti­vo, num to­tal de cer­ca de 6.000 ha­bi­ta­ções”, afir­mou.

Má­rio Guer­ra ga­ran­tiu que o pro­ces­so de co­mer­ci­a­li­za­ção das ha­bi­ta­ções é trans­pa­ren­te e as quo­tas pa­ra a ju­ven­tu­de fo­ram res­pei­ta­das.

Má­rio Guer­ra lem­brou que a Imo­ges­tin foi in­di­ca­da pe­lo Exe­cu­ti­vo, no fi­nal de 2014, pa­ra a ges­tão dos pro­jec­tos que eram da res­pon­sa­bi­li­da­de da imo­bi­liá­ria SONIP, em 13 pro­vín­ci­as do país.

Nas pro­vín­ci­as do Bié, Cu­an­za-Sul, Hu­am­bo, Moxico e Uíge, os pro­jec­tos ha­bi­ta­ci­o­nais fo­ram con­fi­a­dos à CORA, ca­ben­do ao Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Ha­bi­ta­ção a função de en­ti­da­de ges­to­ra.

En­tre os cri­té­ri­os de aces­so de­fi­ni­dos pe­lo Exe­cu­ti­vo, se­gun­do Má­rio Guer­ra, a atri­bui­ção aos or­ga­nis­mos pú­bli­cos e a ven­da ao pú­bli­co de­via ter em con­ta que 30 por cen­to dos fun­ci­o­ná­ri­os e can­di­da­tos se­lec­ci­o­na­dos ti­ves­sem me­nos de 40 anos de ida­de, pa­ra sal­va­guar­dar a quo­ta des­ti­na­da a jo­vens.

Ao fa­zer uma aná­li­se da mé­dia de ida­des, na ven­da ao pú­bli­co por via do por­tal da Imo­ges­tin na In­ter­net, Má­rio Guer­ra dis­se que foi al­can­ça­da uma quo­ta de 89 por cen­to das ha­bi­ta­ções des­ti­na­das a pes­so­as com ida­de in­fe­ri­or a 40 anos, na ur­ba­ni­za­ção do Km 44, 86 por cen­to na ur­ba­ni­za­ção do Capari, ten­do já si­do en­tre­gues 1.100 ha­bi­ta­ções nes­tas ur­ba­ni­za­ções.

O pro­ces­so de ven­da de ha­bi­ta­ções ao pú­bli­co, em que a ju­ven­tu­de foi a gran­de be­ne­fi­ciá­ria (com mais de 80 por cen­to ), com re­cur­so ao por­tal elec­tró­ni­co cri­a­do pa­ra o efei­to, res­pon­de às exi­gên­ci­as de trans­pa­rên­cia, dis­se Má­rio Guer­ra.

O sis­te­ma de can­di­da­tu­ra, ao atri­buir de for­ma ime­di­a­ta e au­to­má­ti­ca o nú­me­ro de ins­cri­ção de ca­da can­di­da­tu­ra acei­te, per­mi­te um con­tro­lo por par­te dos pró­pri­os can­di­da­tos que não po­de ser mo­di­fi­ca­do pe­los ope­ra­do­res do sis­te­ma, se­gun­do Má­rio Guer­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.