Cen­tros es­pe­ci­a­li­za­dos vão me­lho­rar ser­vi­ços

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA -

An­go­la vai ter cen­tros es­pe­ci­a­li­za­dos de Oftalmologia pa­ra re­for­çar o de Benguela, que fun­ci­o­na em par­ce­ria com Cu­ba, anun­ci­ou on­tem, em Lu­an­da, a mi­nis­tra Síl­via Lu­tu­cu­ta no en­cer­ra­men­to da cam­pa­nha de con­sul­ta a pa­ci­en­tes com pro­ble­mas de vi­são.

A mi­nis­tra da Saú­de, Síl­via Lu­tu­cu­ta, dis­se on­tem, em Lu­an­da, que o sec­tor vai for­mar mais es­pe­ci­a­lis­tas na área de oftalmologia e tor­nar o Ins­ti­tu­to de Oftalmologia mais di­nâ­mi­co pa­ra dar res­pos­ta aos pro­ble­mas da po­pu­la­ção.

As de­cla­ra­ções da mi­nis­tra fo­ram fei­tas no en­cer­ra­men­to da cam­pa­nha de con­sul­ta a pa­ci­en­tes com pro­ble­mas de vi­são or­ga­ni­za­da pe­la Oshen He­alth­ca­re e ABO Ca­pi­tal, em par­ce­ria com o Go­ver­no Pro­vin­ci­al de Lu­an­da. Uma equi­pa mé­di­ca da Fun­da­ção Ele­na Bar­ra­quer de Es­pa­nha re­a­li­zou de 7 a 13 des­te mês, no Hos­pi­tal Ge­ral de Lu­an­da, cirurgias a 251 doentes com ca­ta­ra­tas, no­ve de­les cri­an­ças.

Du­ran­te es­te pe­río­do fo­ram ob­ser­va­dos 3.124 pa­ci­en­tes, das qu­ais 1.0 55 fo­ram di­ag­nos­ti­ca­dos ca­ta­ra­tas. Um to­tal de 804 doentes não fo­ram ope­ra­dos, fa­zen­do, nes­ta al­tu­ra, par­te de uma lis­ta de es­pe­ra até um pos­sí­vel re­gres­so da equi­pa mé­di­ca ao país. Du­ran­te uma se­ma­na, os es­pe­ci­a­lis­tas es­pa­nhóis ofe­re­ce­ram mais de 500 pa­res de ócu­los aos con­sul­ta­dos.

“A oftalmologia é uma área ca­ren­ci­a­da, tal co­mo ou­tras, por fal­ta de re­cur­sos hu­ma­nos es­pe­ci­a­li­za­dos e tam­bém pe­la gran­de pro­ba­bi­li­da­de da nos­sa po­pu­la­ção apre­sen­tar, por vá­ri­as ra­zões, al­gu­ma do­en­ça of­tal­mo­ló­gi­ca”, fri­sou a mi­nis­tra, que agra­de­ceu o apoio da fun­da­ção na as­sis­tên­cia à po­pu­la­ção.

Síl­via Lu­tu­cu­ta afir­mou que al­guns mé­di­cos ad­mi­ti­dos no con­cur­so pú­bli­co, no sec­tor da Saú­de, vão be­ne­fi­ci­ar de bol­sas de es­tu­do pa­ra es­pe­ci­a­li­za­ção na área of­tal­mo­ló­gi­ca e ou­tros vão ser in­cen­ti­va­dos a fre­quen­tar for­ma­ção na área de­vi­do à ne­ces­si­da­de de es­pe­ci­a­lis­tas no país.

A mi­nis­tra da Saú­de ad­mi­tiu a pos­si­bi­li­da­de de a or­ga­ni­za­ção vol­tar, em bre­ve ao país, pa­ra pro­por­ci­o­nar ou­tras ini­ci­a­ti­vas no âm­bi­to da oftalmologia e de ou­tras do­en­ças.

Síl­via Lu­tu­cu­ta avan­çou que o país vai ter cen­tros es­pe­ci­a­li­za­dos de oftalmologia pa­ra re­for­çar o de Benguela, que fun­ci­o­na em par­ce­ria com Cu­ba.

“A ca­pa­ci­da­de do Ins­ti­tu­to de Oftalmologia não é ain­da pa­ra a di­men­são do país e pa­ra as ne­ces­si­da­des exis­ten­tes na área de oftalmologia”, in­di­cou, pa­ra su­bli­nhar que o Ins­ti­tu­to de Oftalmologia tem fei­to ci­rur­gia a ca­ta­ra­tas, mas “não con­se­gue dar so­lu­ção a to­dos os pro­ble­mas”.

O go­ver­na­dor de Lu­an­da, Adri­a­no Men­des de Car­va­lho, dis­se que há um pro­gra­ma de me­lho­ria dos ser­vi­ços de saú­de na pro­vín­cia pa­ra o pe­río­do 2018-2022. “Gostaria que a cam­pa­nha fos­se se­quen­ci­al, mas va­mos ver a pos­si­bi­li­da­de de, num curto es­pa­ço de tem­po, os mé­di­cos vol­ta­rem ao país”, acres­cen­tou.

KINDA KYUNGA | ANGOP

AGOS­TI­NHO NARCÍSO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

País pre­ci­sa de mais es­pe­ci­a­lis­tas na área de Oftalmologia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.