Can­di­da­tos es­tão na estrada à “ca­ça” de vo­to em co­mí­ci­os

Os dois prin­ci­pais can­di­da­tos da opo­si­ção às elei­ções do pró­xi­mo dia 23 es­tão na estrada na ten­ta­ti­va de ar­re­ca­da­rem o mai­or nú­me­ro de vo­tos du­ran­te a cam­pa­nha pa­ra a su­ces­são de Jo­seph Ka­bi­la. Sa­be-se pou­co so­bre o que tem fei­to o es­co­lhi­do pe­la Maioria

Jornal de Angola - - ÁFRICA - Víc­tor Car­va­lho|

Fé­lix Tshi­se­ke­di (UDPS) e Mar­tin Fayu­lu (ECIDÉ), am­bos da opo­si­ção, e Emmanuel Sha­dary Ra­ma­za­ni (FCC) são os três gran­des fa­vo­ri­tos à vi­tó­ria e os can­di­da­tos que mais se têm des­ta­ca­do na cam­pa­nha elei­to­ral pa­ra a elei­ção pre­si­den­ci­al na RDC, apra­za­da pa­ra o pró­xi­mo dia 23.

Nos úl­ti­mos di­as, Tshi­se­ke­di, com o apoio de Vi­tal Ka­merhe, com o qual cri­ou a co­li­ga­ção Pre­pa­ra­ção pa­ra a Mu­dan­ça (CACH), fez a cam­pa­nha no les­te, par­ti­cu­lar­men­te nos Ki­vu Nor­te e Sul, on­de a im­pren­sa re­fe­re que re­a­li­za­ram um co­mí­cio que con­tou com a pre­sen­ça de mais de 200 mil pes­so­as, o mes­mo que te­rá su­ce­di­do em Bu­ka­vu, on­de os dois po­lí­ti­cos con­se­gui­ram jun­tar de­ze­nas de mi­lha­res de apoi­an­tes.

Da­dos elei­to­rais da Co­mis­são Elei­to­ral Na­ci­o­nal In­de­pen­den­te (CENI) in­di­cam que a pro­vín­cia do Ki­vu do Nor­te tem 10 por cen­to dos mais de 40 mi­lhões de elei­to­res.

Se­gun­do a im­pren­sa con­go­le­sa, es­te apa­ren­te su­ces­so de­ve-se ao fac­to de Ka­merhe, an­ti­go pre­si­den­te da As­sem­bleia Na­ci­o­nal en­tre 2007 e 2009, ter nas­ci­do na re­gião e de na RDC o vo­to ter um acen­tu­a­do pen­dor tri­bal. Se­gun­do o pac­to do CACH, se Fé­lix Tshi­se­ke­di ga­nhar a Pre­si­dên­cia, Vi­tal Ka­merhe se­rá o fu­tu­ro Pri­mei­ro-mi­nis­tro.En­quan­to is­so, o ou­tro can­di­da­to da opo­si­ção, Mar­tin Fayu­lu, que con­cor­re pe­la pla­ta­for­ma LAMUKA (Acor­da), cri­a­da a 11 de No­vem­bro úl­ti­mo e subs­cri­ta por Je­an- Pi­er­re Bem­ba, Moi­se Ka­tum­bi, Adolphe Mu­zi­to e Freddy Ma­tun­gu­lo, es­te­ve es­ta se­ma­na em Be­ni, on­de con­fra­ter­ni­zou com mi­lha­res de en­tu­si­as­ma­dos apoi­an­tes.

Ape­sar do ata­que da ADFNALU que ocor­reu a oi­to qui­ló­me­tros do lo­cal do co­mí­cio, que ma­tou pe­lo me­nos dez pes­so­as e da epi­de­mia do ébo­la, a po­pu­la­ção res­pon­deu mas­si­va­men­te ao ape­lo de Fayu­lu, se­gun­do con­ta o jornal con­go­lês on­li­ne “7sur7.CD”.

Re­cor­de-se que Fayu­lu foi o can­di­da­to es­co­lhi­do em Ge­ne­bra pe­la pla­ta­for­ma LAMUKA, com a me­di­a­ção da Fun­da­ção Ko­fi An­nan, num acor­do de­nun­ci­a­do, 24 ho­ras de­pois, por Tshi­se­ke­di e Ka­merhe.

Ori­gi­ná­rio da an­ti­ga pro­vín­cia do Ban­dun­du (oes­te), Fayu­lu pro­me­teu re­cen­te­men­te em Kinsha­sa que, se for elei­to, cons­trui­ria uma gran­de ba­se mi­li­tar em Be­ni, pa­ra re­for­çar a se­gu­ran­ça da re­gião.Emmanuel Ra­ma­za­ni Sha­dary, can­di­da­to da pla­ta­for­ma FCC, li­de­ra­da pe­lo Pre­si­den­te ces­san­te, Jo­seph Ka­bi­la, es­te­ve em Ka­nan­ga, ca­pi­tal da pro­vín­cia do Ka­sai Cen­tral, sen­do re­ce­bi­do com uma ma­ni­fes­ta­ção que tinha por ob­jec­ti­vo per­tur­bar o co­mí­cio.

O Ka­sai Cen­tral aglu­ti­na qu­a­tro por cen­to dos elei­to­res con­go­le­ses.

Re­bel­des vol­tam a ata­car

En­tre­tan­to, em ple­na cam­pa­nha elei­to­ral e com Mar­tin Fayu­lu nas cer­ca­ni­as, 17 ci­vis fo­ram mor­tos on­tem pe­las for­ças re­bel­des ADF-NALU em mais um ata­que re­gis­ta­do na re­gião de Be­ni, se­gun­do in­for­ma­ram ele­men­tos das for­ças de se­gu­ran­ça.

On­tem até ao fim do dia, o Exér­ci­to ten­ta­va re­cu­pe­rar os res­tos mor­tais das ví­ti­mas, um tra­ba­lho que es­ta­va a ser di­fi­cul­ta­do pe­la “re­sis­tên­cia fe­roz dos ata­can­tes”, dis­se à im­pren­sa o pre­fei­to da ci­da­de de Be­ni, Nyonyi Bwa­na­kawa, acres­cen­tan­do que ape­nas dois cor­pos fo­ram re­cu­pe­ra­dos.

O ata­que, acon­te­ce nu­ma al­tu­ra em que as for­ças go­ver­na­men­tais ti­nham anun­ci­a­do a re­to­ma­da do con­tro­lo da vi­la de Ki­di­diwe, em Mayan­go­se, considerada bas­tião es­tra­té­gi­co dos re­bel­des que in­ten­si­fi­ca­ram os ata­ques em Be­ni e ar­re­do­res des­de No­vem­bro.

A ope­ra­ção mi­li­tar e os ata­ques re­bel­des na re­gião têm di­fi­cul­ta­do o tra­ba­lho dos pro­fis­si­o­nais da saú­de que lu­tam con­tra a epi­de­mia de ébo­la que atin­ge par­te do país há vá­ri­os me­ses, mas ao que pa­re­ce não per­tur­bou a re­a­li­za­ção da cam­pa­nha elei­to­ral. O re­la­tó­rio da OMS in­di­ca mais de du­zen­tas pes­so­as mor­re­ram do ví­rus.

Nos úl­ti­mos di­as, Tshi­se­ke­di com apoio de Ka­merhe fez cam­pa­nha nas pro­vín­ci­as do Ki­vu Nor­te e Sul, les­te da RDC, on­de os da­dos in­di­cam ter 10 por cen­to dos mais de 40 mi­lhões de elei­to­res

DR

Can­di­da­to da opo­si­ção, Eti­en­ne Tshi­se­ke­di,à di­rei­ta, em ple­na cam­pa­nha no Les­te da RDC

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.