Cau­sas da cor­rup­ção

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

A car­ti­lha da PGR ex­pli­ca que são cau­sas da cor­rup­ção a in­su­fi­ci­ên­cia le­gis­la­ti­va, de­fi­ci­ên­cia no fun­ci­o­na­men­to do sis­te­ma ju­di­ci­al, sa­lá­ri­os ina­de­qua­dos, con­di­ções de tra­ba­lho de­fi­ci­en­tes e des­mo­ti­van­tes, fá­cil aces­so aos re­cur­sos pú­bli­cos, sus­cep­tí­veis de se­rem uti­li­za­dos em benefício pes­so­al ou de ter­cei­ros.

Es­tão tam­bém en­tre as cau­sas o ex­ces­so de bu­ro­cra­cia e con­se­quen­te de­mo­ra na to­ma­da de de­ci­são; au­sên­cia de controlo e res­pon­sa­bi­li­da­de dos fun­ci­o­ná­ri­os pe­los seus ac­tos e omis­sões, le­si­vos dos in­te­res­ses do Es­ta­do.

As con­sequên­ci­as da cor­rup­ção es­tão di­vi­di­das em três ní­veis: ins­ti­tu­ci­o­nal, eco­nó­mi­co e social. No ní­vel ins­ti­tu­ci­o­nal es­tão “fa­zer do exer­cí­cio da fun­ção pú­bli­ca meio pa­ra o ga­nho ilí­ci­to in­di­vi­du­al em pre­juí­zo da co­lec­ti­vi­da­de” e “ge­ra a prá­ti­ca de ou­tras actividades cri­mi­no­sas, co­mo au­xí­lio à imi­gra­ção ile­gal, trá­fi­co de pes­so­as”. No ní­vel eco­nó­mi­co es­tão “pro­vo­ca gran­des dis­tor­ções à eco­no­mia do país, cri­an­do obs­tá­cu­los ao de­sen­vol­vi­men­to in­te­gral e sus­ten­ta­do” e “cria con­cor­rên­cia des­le­al e de­sin­cen­ti­va o in­ves­ti­men­to”. Qu­an­to ao ní­vel social, a cor­rup­ção ge­ra po­bre­za, im­pe­de a me­lho­ria da qua­li­da­de de vi­da da po­pu­la­ção, co­mo aces­so à ha­bi­ta­ção con­dig­na, água, elec­tri­ci­da­de e sa­ne­a­men­to bá­si­co, e di­fi­cul­ta o aces­so aos ser­vi­ços de edu­ca­ção, saú­de e jus­ti­ça.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.