Um ja­ca­ré é res­ga­ta­do do mar al­to no Lo­bi­to

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - Je­sus Silva | Lo­bi­to

Um ja­ca­ré adul­to, com mais de dois me­tros de com­pri­men­to, foi res­ga­ta­do por agen­tes do Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros de­pois de ter si­do avis­ta­do no mar al­to, na Pon­ta da Res­tin­ga do Lo­bi­to, pro­vín­cia de Ben­gue­la.

O co­man­dan­te do Qu­ar­tel de Res­ga­te e Sal­va­men­to do Lo­bi­to, Jo­sé Rosa, dis­se ao Jor­nal de An­go­la que o res­ga­te foi fei­to na noi­te de quar­ta-fei­ra e con­fir­mou que a pre­sen­ça do ani­mal foi co­mu­ni­ca­da ao Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros por pes­ca­do­res, que o vi­ram pe­la pri­mei­ra vez no pe­río­do da tar­de.

Em vá­ri­as ten­ta­ti­vas fei­tas à tar­de, os agen­tes em ser­vi­ço não con­se­gui­ram res­ga­tar o ani­mal, ten­do de­pois in­ter­rom­pi­do o tra­ba­lho de­vi­do ao adi­an­ta­do da ho­ra, mas sem­pre con­cen­tra­dos na área on­de o ja­ca­ré ha­via si­do avis­ta­do por pes­ca­do­res.

O ja­ca­ré fa­ci­li­tou mais tar­de o tra­ba­lho dos bom­bei­ros quan­do de­ci­diu sair do mar pa­ra se alo­jar na areia, na zo­na ad­ja­cen­te ao Res­tau­ran­te Im­ba­la, on­de foi cap­tu­ra­do e acor­ren­ta­do.

Um cri­a­dor de ja­ca­rés, re­si­den­te na co­mu­na do Dom­be Gran­de, quan­do to­mou co­nhe­ci­men­to da ocor­rên­cia, de­ci­diu aco­lher o ani­mal pa­ra criá-lo na sua lo­ca­li­da­de. O pe­di­do foi acei­te pelo Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros.

O am­bi­en­ta­lis­ta Isa­ac Sas­so­ma in­di­cou três fac­to­res pa­ra o sur­gi­men­to do ja­ca­ré no mar al­to: po­lui­ção, con­ta­mi­na­ção e fal­ta de ali­men­tos. Po­pu­la­res ad­mi­tem que o ani­mal te­nha vin­do ou da re­gião do Egip­to Praia, on­de o rio Ba­lom­bo de­sa­gua, ou do rio Ca­tum­be­la, a par­tir do qual po­de ter si­do ar­ras­ta­do pe­la cor­ren­te até ao Oce­a­no Atlân­ti­co.

DR

O ani­mal foi en­tre­gue pe­los bom­bei­ros a um cri­a­dor de ja­ca­rés

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.