Qua­dros das Fi­nan­ças con­de­na­dos por pe­cu­la­to

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

Dois qua­dros se­ni­o­res da De­le­ga­ção das Fi­nan­ças na pro­vín­cia do Hu­am­bo fo­ram con­de­na­dos na sex­ta-fei­ra pe­lo tri­bu­nal lo­cal na pe­na úni­ca de 12 anos de pri­são mai­or, por cri­me de pe­cu­la­to co­me­ti­do en­tre 2006 e 2008.

Tra­ta-se de Sa­bi­no Ina­ku­lo, que exer­cia, à da­ta dos fac­tos, as fun­ções de che­fe do De­par­ta­men­to de Im­pos­tos, e Isa­bel Nd­jem­pe­le, téc­ni­ca mé­dia prin­ci­pal de 3ª clas­se, acu­sa­dos de co-au­to­ria ma­te­ri­al de cri­me de pe­cu­la­to, agra­va­do com pre­me­di­ta­ção, pac­tu­a­do por du­as ou mais pes­so­as e alei­vo­sia.

Ate­nu­am a res­pon­sa­bi­li­da­de cri­mi­nal dos co-réus, se­gun­do o ar­ti­go 39º do Có­di­go Pe­nal, a au­sên­cia de an­te­ce­den­tes cri­mi­nais, pres­ta­ção de ser­vi­ços re­le­van­tes à so­ci­e­da­de e con­fis­são es­pon­tâ­nea por par­te da ré Isa­bel Nd­jem­pe­le.

Ao ler o acór­dão, o juiz Vic­tor Sal­va­dor de Al­mei­da apre­sen­tou pro­vas so­bre o des­vio, em be­ne­fí­cio pró­prio, de 25 mi­lhões, 314 mil e 607 kwan­zas. O mon­tan­te cor­res­pon­de­ria ao pa­ga­men­to dos im­pos­tos de se­lo, in­dus­tri­al e de ren­di­men­to de tra­ba­lho das em­pre­sas an­go­la­nas de En­ge­nha­ria de Ma­nu­ten­ção Ci­vil (Eman­cil), no va­lor de 12 mi­lhões, 424 mil e 408 kwan­zas, e Grol­fra­te (12 mi­lhões, 890 mil e 199 kwan­zas). O ar­ti­go 313º do Có­di­go Pe­nal de­fi­ne co­mo cri­me de pe­cu­la­to a si­tu­a­ção em que um em­pre­ga­do pú­bli­co que, em ra­zão das su­as fun­ções, tem em seu po­der di­nhei­ro, tí­tu­los de cré­di­to ou bens per­ten­cen­tes ao Es­ta­do, ou a par­ti­cu­la­res, pa­ra guar­dar, des­pen­der ou ad­mi­nis­trar. A mol­du­ra pe­nal de um cri­me de pe­cu­la­to va­ria en­tre 12 e 16 anos de pri­são efec­ti­va.

Após a lei­tu­ra dos mais de 50 que­si­tos do pro­ces­so e o es­cla­re­ci­men­to da ma­té­ria de fac­to, os juí­zes da 3ª Sec­ção das Ques­tões Cri­mi­nais, en­ca­be­ça­dos por Vic­tor Sal­va­dor de Al­mei­da, con­de­na­ram igual­men­te os co-ar­gui­dos a pa­gar, ca­da um de­les, o va­lor de 80 mil kwan­zas de ta­xa de jus­ti­ça, além de in­dem­ni­za­rem so­li­da­ri­a­men­te o Es­ta­do com a quan­tia de 25 mi­lhões, 314 mil e 607 kwan­zas.

FRANCISCO LO­PES | EDIÇÕES NO­VEM­BRO

De­le­ga­ção pro­vin­ci­al do Mi­nis­té­rio das Fi­nan­ças no Hu­am­bo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.