Exér­ci­to in­ter­cep­ta mís­seis is­ra­e­li­tas

Jornal de Angola - - MUNDO -

A de­fe­sa an­ti­aé­rea do Exér­ci­to da Síria en­trou em ac­ção on­tem con­tra “mís­seis” dis­pa­ra­dos por aviões is­ra­e­li­tas, in­for­mou a agên­cia ofi­ci­al de no­tí­ci­as Sa­na, ci­tan­do uma fon­te mi­li­tar, que dis­se ter atin­gi­do um ar­ma­zém.

“A mai­o­ria dos mís­seis dis­pa­ra­dos pe­los aviões is­ra­e­li­tas fo­ram in­ter­cep­ta­dos”, dis­se a fon­te mi­li­tar ci­ta­da por Sa­na, que acres­cen­ta que ape­nas um ar­ma­zém per­to do Ae­ro­por­to In­ter­na­ci­o­nal de Da­mas­co foi atin­gi­do.

A agên­cia, ci­tan­do uma fon­te do Mi­nis­té­rio dos Trans­por­tes sí­rio, ga­ran­tiu que a ac­ti­vi­da­de no Ae­ro­por­to es­tá nor­ma­li­za­da e que “não foi afec­ta­da pe­la agres­são”.

Nos úl­ti­mos me­ses, Is­ra­el bom­bar­de­ou ins­ta­la­ções mi­li­ta­res da Síria e ali­a­dos, o Irão e o mo­vi­men­to li­ba­nês do Hez­bol­lah, dois gran­des ini­mi­gos de Te­la­vi­ve.

Em 25 de De­zem­bro, o Go­ver­no de Bashar al-As­sad acu­sou a For­ça Aé­rea is­ra­e­li­ta de dis­pa­rar mís­seis per­to de Da­mas­co.

An­tes, em Se­tem­bro, um avião mi­li­tar rus­so, ali­a­do de Da­mas­co, foi atin­gi­do pe­la de­fe­sa an­ti­aé­rea síria, que en­trou em ac­ção pa­ra blo­que­ar os dis­pa­ros de Is­ra­el.

Re­ti­ra­da das tro­pas nor­te-ame­ri­ca­nas

As tro­pas nor­te-ame­ri­ca­nas vão co­me­çar a aban­do­nar a Síria, anun­ci­ou o por­ta-voz da co­li­ga­ção, que lu­ta con­tra o gru­po Es­ta­do Is­lâ­mi­co (EI), num co­mu­ni­ca­do a que a agên­cia As­so­ci­a­ted Press te­ve aces­so.

Na no­ta, o co­ro­nel Se­an Ryan, dos Es­ta­dos Uni­dos, adi­an­ta que as tro­pas nor­te-ame­ri­ca­nas co­me­ça­ram “o pro­ces­so de re­ti­ra­da de­li­be­ra­da da Síria”. O por­ta­voz da co­li­ga­ção re­cu­sou-se a dar mais por­me­no­res so­bre o pro­ces­so por ques­tões de se­gu­ran­ça.

O Ob­ser­va­tó­rio Sí­rio pa­ra os Di­rei­tos Hu­ma­nos, que mo­ni­to­ri­za o con­fli­to no país por meio de uma re­de de ac­ti­vis­tas no lo­cal, dis­se que a re­ti­ra­da co­me­çou na quin­ta-fei­ra à noi­te.

De acor­do com o Ob­ser­va­tó­rio, um com­boio com cer­ca de 10 veí­cu­los blin­da­dos, além de al­guns ca­miões, saiu da ci­da­de de Rmei­lan, no nor­des­te da Síria, em di­rec­ção ao Ira­que. Os EUA ti­nham cer­ca de 2 mil soldados na Síria.Sob for­te con­fu­são, os EUA anun­ci­a­ram o iní­cio do pro­ces­so de re­ti­ra­da mi­li­tar da Síria, que pa­ra­do­xal­men­te cau­sa­rá um au­men­to no nú­me­ro de soldados mo­bi­li­za­dos, pa­ra aju­dar na lo­gís­ti­ca da saí­da e ofe­re­cer se­gu­ran­ça adi­ci­o­nal.

“Por mo­ti­vos de se­gu­ran­ça ope­ra­ci­o­nal, não fa­la­re­mos de pra­zos es­pe­cí­fi­cos, lo­ca­li­za­ções ou mo­vi­men­tos de tro­pas”, de­cla­rou o co­ro­nel Se­an Ryan, por­ta-voz da co­li­ga­ção, com se­de em Bag­dad (Ira­que). Os Es­ta­dos Uni­dos ini­ci­a­ram a mo­bi­li­za­ção na Síria em 2014, co­mo par­te de uma co­li­ga­ção in­ter­na­ci­o­nal cri­a­da pa­ra com­ba­ter o gru­po jiha­dis­ta Es­ta­do Is­lâ­mi­co, en­tão no au­ge.

A con­fir­ma­ção dos pri­mei­ros mo­vi­men­tos de cum­prir a re­ti­ra­da, anun­ci­a­da em De­zem­bro pe­lo Pre­si­den­te Do­nald Trump es­tá a cri­ar con­fu­são e pre­o­cu­pa­ção do la­do dos ali­a­dos, em es­pe­ci­al as tro­pas cur­das, cons­ci­en­tes de que a Turquia es­tá à es­pe­ra da saí­da das for­ças nor­te­a­me­ri­ca­nas pa­ra aca­bar com as mi­lí­ci­as que An­ca­ra qua­li­fi­ca de ter­ro­ris­tas.

Nu­ma vi­si­ta ines­pe­ra­da às tro­pas tur­cas es­ta­ci­o­na­das per­to da fron­tei­ra síria, o ministro da De­fe­sa tur­co, Hu­lu­si Akar, rei­te­rou a de­ter­mi­na­ção do seu país lu­tar con­tra as tro­pas cur­das.

DR

Sis­te­ma de de­fe­sa an­ti­aé­rea do Exér­ci­to sí­rio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.