Há fi­nan­ci­a­men­to pa­ra a in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca

Di­fe­ren­tes ac­to­res do Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Ci­ên­ci­as in­for­ma­dos so­bre as nor­mas es­ta­be­le­ci­das pa­ra o fi­nan­ci­a­men­to dos pro­jec­tos de in­ves­ti­ga­ção e ino­va­ção

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - Ro­dri­gues Cam­ba­la

O Cen­tro de Ser­vi­ços Ci­en­tí­fi­cos da Áfri­ca Aus­tral pa­ra as Al­te­ra­ções Cli­má­ti­cas e Ges­tão Sus­ten­tá­vel dos So­los (SASSCAL) dis­po­ni­bi­li­zou pa­ra a se­gun­da fa­se de de­sen­vol­vi­men­to de pro­jec­tos de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca, que ar­ran­cou em Mar­ço, dez mi­lhões de eu­ros.

A mi­nis­tra do En­si­no Su­pe­ri­or, Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção, Ma­ria Bragança Sam­bo, que fa­la­va on­tem na aber­tu­ra do se­mi­ná­rio so­bre fi­nan­ci­a­men­to de pro­jec­tos SASSCAL II, in­cen­ti­vou os pes­qui­sa­do­res do Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção a can­di­da­ta­rem-se até ao dia 16 de Agos­to des­te ano.

“Os in­ves­ti­ga­do­res an­go­la­nos não po­dem per­der es­ta opor­tu­ni­da­de”, dis­se, afir­man­do que as pe­que­nas e mé­di­as empresas, os in­ven­to­res, as ins­ti­tui­ções e as­so­ci­a­ções, que con­tri­bu­am pa­ra a in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca e de­sen­vol­vi­men­to tec­no­ló­gi­co, po­dem con­cor­rer ao fi­nan­ci­a­men­to.”

Ain­da nes­ta se­gun­da fa­se, o SASSCAL dis­po­ni­bi­li­zou três mi­lhões de eu­ros pa­ra ca­pa­ci­tar in­ves­ti­ga­do­res e me­lho­rar in­fra-es­tru­tu­ras de ins­ti­tui­ções. Na pri­mei­ra fa­se, que de­cor­reu de 2013 a 2018, a or­ga­ni­za­ção gas­tou 23 mi­lhões de eu­ros em pro­jec­tos de pes­qui­sa.

Du­ran­te o en­con­tro de on­tem, fo­ram apre­sen­ta­das aos di­fe­ren­tes ac­to­res do Sis­te­ma Na­ci­o­nal de Ci­ên­cia as nor­mas es­ta­be­le­ci­das pa­ra a se­gun­da fa­se de fi­nan­ci­a­men­to dos pro­jec­tos de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca, de­sen­vol­vi­men­to e ino­va­ção.

O Mi­nis­té­rio do En­si­no Su­pe­ri­or, Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia e Ino­va­ção, no âm­bi­to da cri­a­ção de cen­tros de ex­ce­lên­cia, as­so­ci­ou-se, em 2009, à pla­ta­for­ma SASSCAL, da qu­al fa­zem par­te An­go­la, Áfri­ca do Sul, Ale­ma­nha, Botswa­na, Na­mí­bia e Zâm­bia. Du­ran­te a pri­mei­ra fa­se, fo­ram im­ple­men­ta­dos 88 pro­jec­tos de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fi­ca na re­gião, dos qu­ais 13 em An­go­la.

O SASSCAL con­gre­ga mais de 70 ins­ti­tui­ções de in­ves­ti­ga­ção e tem cer­ca de 80 pu­bli­ca­ções ci­en­tí­fi­cas. A pri­mei­ra pu­bli­ca­ção da or­ga­ni­za­ção, in­ti­tu­la­da “Cli­ma­te Chan­ge and Adap­ti­ve Land Ma­na­ge­ment in South Afri­ca”, con­ta com 66 ar­ti­gos ci­en­tí­fi­cos, sen­do oi­to re­la­ci­o­na­dos com An­go­la.

Na pri­mei­ra fa­se, An­go­la be­ne­fi­ci­ou de 19 bol­sas de es­tu­do, sen­do dois dou­to­ra­men­tos, 12 mes­tra­dos e cin­co li­cen­ci­a­tu­ras, nas áre­as de En­ge­nha­ria e Ge­o­ci­ên­cia, re­a­li­za­das no país, Ale­ma­nha, Botswa­na, Es­pa­nha, Por­tu­gal e Zâm­bia.

A mi­nis­tra dis­se que, des­de 2013, a Re­de Me­te­o­ro­ló­gi­ca Na­ci­o­nal ga­nhou 18 es­ta­ções me­te­o­ro­ló­gi­cas au­to­má­ti­cas, que es­tão sob res­pon­sa­bi­li­da­de do Ina­met, e fo­ram re­cu­pe­ra­das, no âm­bi­to do SASSCAL, 21 ou­tras es­ta­ções, lo­ca­li­za­das na re­gião sul de An­go­la (Na­mi­be, Huí­la e Cu­ne­ne).

Com o fi­nan­ci­a­men­to do SASSCAL fo­ram, igual­men­te, ape­tre­cha­dos la­bo­ra­tó­ri­os de al­gu­mas ins­ti­tui­ções vi­ra­das à in­ves­ti­ga­ção, bem co­mo es­ta­be­le­ci­dos seis ob­ser­va­tó­ri­os de bi­o­di­ver­si­da­de em Ca­meia, Bi­cu­ar, Io­na, Kus­se­que, Caiun­do e Tun­da­va­la.

MA­RIA AUGUSTA | EDIÇÕES NO­VEM­BRO

Ma­ria Bragança Sam­bo in­cen­ti­va pes­qui­sa­do­res na­ci­o­nais a can­di­da­ta­rem-se às bol­sas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.