SUDÃO ONU CONDENA VI­O­LÊN­CIA E VOL­TA A APE­LAR À BUS­CA DE UMA SO­LU­ÇÃO

Jornal de Angola - - ÁFRICA -

O Con­se­lho de Se­gu­ran­ça das Na­ções Uni­das con­de­nou “fir­me­men­te” a vi­o­lên­cia no Sudão e ape­lou aos mi­li­ta­res no po­der e ao mo­vi­men­to de pro­tes­to que tra­ba­lhem jun­tos pa­ra en­con­trar uma so­lu­ção pa­ra a cri­se. Num co­mu­ni­ca­do di­vul­ga­do ter­ça-fei­ra, os mem­bros do Con­se­lho de Se­gu­ran­ça das Na­ções Uni­das ape­la­ram ao fim ime­di­a­to da vi­o­lên­cia con­tra ci­vis e sa­li­en­ta­ram a im­por­tân­cia do res­pei­to pe­los direitos hu­ma­nos. “Os mem­bros do Con­se­lho con­de­na­ram fir­me­men­te a re­cen­te vi­o­lên­cia no Sudão”, lê-se na de­cla­ra­ção.

Na se­ma­na pas­sa­da, a Chi­na e a Rús­sia não apro­va­ram a pu­bli­ca­ção de um tex­to se­me­lhan­te. Des­de a dis­per­são vi­o­len­ta de um acam­pa­men­to da opo­si­ção, no pas­sa­do dia 3, fren­te ao Quar­tel Ge­ne­ral das For­ças Ar­ma­das em Car­tum, 118 pes­so­as mor­re­ram e mais de 500 fi­ca­ram fe­ri­das, se­gun­do uma co­mis­são de mé­di­cos pró­xi­ma do mo­vi­men­to de pro­tes­to, a mai­o­ria du­ran­te a vi­o­len­ta dis­per­são. “Os mem­bros do Con­se­lho ape­la­ram a to­das as par­tes pa­ra que con­ti­nu­em a tra­ba­lhar em con­jun­to em bus­ca de uma so­lu­ção con­sen­su­al pa­ra a ac­tu­al cri­se”, re­fe­re o tex­to. Os di­plo­ma­tas as­si­na­la­ram que o co­mu­ni­ca­do pre­pa­ra­do pe­la Ale­ma­nha e pe­lo Rei­no Uni­do en­con­trou al­gu­ma re­sis­tên­cia por par­te da Chi­na e da Rús­sia, que não que­ri­am emi­tir uma condenação.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.