Vi­o­lên­cia afu­gen­ta mo­çam­bi­ca­nos e zim­babwe­a­nos da Áfri­ca do Sul

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA -

O Go­ver­no mo­çam­bi­ca­no pre­pa­ra o re­pa­tri­a­men­to de cer­ca de 400 ci­da­dãos, que ma­ni­fes­ta­ram o de­se­jo de re­gres­sar vo­lun­ta­ri­a­men­te ao país, dis­se on­tem o re­pre­sen­tan­te do Ministério dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros, Ge­ral­do Sa­ran­ga.

Ge­ral­do Sa­ran­ga adi­an­tou que per­to de 400 mo­çam­bi­ca­nos ma­ni­fes­ta­ram in­te­res­se em re­gres­sar ao país, num pro­ces­so de re­pa­tri­a­men­to vo­lun­tá­rio e as au­to­ri­da­des mo­çam­bi­ca­nas es­tão a cri­ar con­di­ções pa­ra que is­to se­ja fei­to.

"O Go­ver­no pre­vê que até ama­nhã ha­ve­rá con­di­ções pa­ra re­ce­ber as ví­ti­mas de xenofobia e um cen­tro de trân­si­to foi cri­a­do no dis­tri­to de Mo­am­ba, pro­vín­cia de Ma­pu­to, com in­fra-es­tru­tu­ras, água e pro­du­tos de hi­gi­e­ne.

Ge­ral­do Sa­ran­ga ape­lou aos mo­çam­bi­ca­nos pa­ra não re­ta­li­a­rem con­tra os ata­ques a es­tran­gei­ros na Áfri­ca do Sul, por­que Mo­çam­bi­que pri­vi­le­gia uma ges­tão pa­cí­fi­ca dos con­fli­tos. “Acre­di­to nu­ma pla­ta­for­ma de diá­lo­go que vai pro­du­zir uma so­lu­ção de­fi­ni­ti­va”, dis­se.

No Zim­babwe

O Go­ver­no do Zim­babwe anun­ci­ou, igual­men­te on­tem, que vai re­pa­tri­ar 171 ci­da­dãos re­si­den­tes na Áfri­ca do Sul, após a on­da de vi­o­lên­cia con­tra os seus ne­gó­ci­os, o que cau­sou a morte a dois zim­babwe­a­nos. Se­gun­do a mi­nis­tra da In­for­ma­ção, Pu­bli­ci­da­de e Ser­vi­ços de Rá­dio e Te­le­vi­são, Mo­ni­ca Muts­vangwa, os ata­ques con­tra em­pre­sas de mi­gran­tes fo­ram de­ta­lha­dos pe­lo mi­nis­tro das Re­la­ções Ex­te­ri­o­res e Comércio Ex­te­ri­or, Si­bu­si­so Moyo.

De acor­do com o relatório do diá­rio ofi­ci­al "The He­rald", Moyo anun­ci­ou que, de­vi­do a es­ses ata­ques xe­nó­fo­bos, 171 zim­babwe­a­nos fo­ram afec­ta­dos e dois mor­re­ram. Nes­te mo­men­to, o Con­su­la­do do Zim­babwe na Áfri­ca do Sul pro­cu­ra o apoio de or­ga­ni­za­ções internacio­nais pa­ra aju­dar es­sas pes­so­as.

O Con­gres­so Na­ci­o­nal Afri­ca­no pe­diu aos ci­da­dãos co­o­pe­ra­ção pa­ra pre­ve­nir ac­tos de vi­o­lên­cia con­tra em­pre­sas de mi­gran­tes afri­ca­nos. As au­to­ri­da­des ad­mi­ti­ram que não re­ce­be­ram da­dos de in­te­li­gên­cia so­bre o que foi or­ga­ni­za­do con­tra es­sas ins­ta­la­ções em vá­ri­os lo­cais em Jo­a­nes­bur­go. O se­cre­tá­rio-ge­ral do ANC, Ace Ma­gashu­le, dis­se que a so­ci­e­da­de pre­ci­sa co­o­pe­rar: “to­do o ci­da­dão de­ve ser um ofi­ci­al de in­te­li­gên­cia, nas co­mu­ni­da­des sa­bem on­de re­si­dem os che­fões do cri­me”.

DR

Vá­ri­os veí­cu­los fo­ram in­cen­di­a­dos em ac­tos de van­da­lis­mo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.