Opo­si­ção de­fen­de re­a­ber­tu­ra do Par­la­men­to no Rei­no Uni­do

Jornal de Angola - - MUNDO -

De­pu­ta­dos da opo­si­ção de­fen­de­ram on­tem a re­a­ber­tu­ra do Par­la­men­to bri­tâ­ni­co pa­ra con­tro­lar o que o Go­ver­no es­tá a pre­pa­rar re­la­ti­va­men­te ao "Bre­xit", na sequên­cia da de­ci­são de um tri­bu­nal que de­cla­rou ile­gal a sus­pen­são.

"Es­ta é uma de­ci­são unâ­ni­me pe­lo tri­bu­nal mais im­por­tan­te da Es­có­cia, de que a sus­pen­são do Par­la­men­to or­de­na­da por Bo­ris John­son é ile­gal. Ago­ra, ca­da mo­men­to que o Par­la­men­to con­ti­nu­ar sus­pen­so, o Go­ver­no es­tá a in­frin­gir a lei", afir­mou on­tem a de­pu­ta­da Jo­an­na Cher­ry, em Edim­bur­go.

Cher­ry, ad­vo­ga­da e pri­mei­ra sig­na­tá­ria do gru­po de 75 de­pu­ta­dos e mem­bros da Câ­ma­ra dos Lor­des que ini­ci­ou a acção con­tra a sus­pen­são do Par­la­men­to no sis­te­ma ju­di­ci­al da Es­có­cia, de­fen­de que o Par­la­men­to de­ve ser re­a­ber­to.

"Nós, os po­lí­ti­cos, qu­e­re­mos que o Par­la­men­to se­ja aber­to pa­ra que pos­sa con­ti­nu­ar a es­cru­ti­nar o que es­te Go­ver­no es­tá a fa­zer re­la­ti­va­men­te ao "Bre­xit", vin­cou a de­pu­ta­da do Par­ti­do Na­ci­o­na­lis­ta Es­co­cês (SNP).

Tam­bém o de­pu­ta­do do Par­ti­do Tra­ba­lhis­ta Keir Star­mer con­si­de­rou a sen­ten­ça "po­de­ro­sa" e de­fen­deu a re­a­ber­tu­ra do Par­la­men­to, ain­da ho­je.

"Nor­mal­men­te, os juí­zes não en­tram nes­se es­pa­ço, que é a mo­ti­va­ção dos po­lí­ti­cos pa­ra as de­ci­sões que eles to­ma­ram. Por­tan­to, pos­so ape­nas su­por que os juí­zes sen­ti­ram que as provas con­tra Bo­ris John­son eram es­ma­ga­do­ras", afir­mou, em de­cla­ra­ções à BBC.

O tri­bu­nal de úl­ti­ma ins­tân­cia es­co­cês con­si­de­rou on­tem "ile­gal" a de­ci­são do Pri­mei­ro-Mi­nis­tro bri­tâ­ni­co, de sus­pen­der o Par­la­men­to do Rei­no Uni­do por cin­co se­ma­nas, de 9 de Se­tem­bro até 14 de Ou­tu­bro.

Três juí­zes, pre­si­di­dos por Co­lin Car­loway, o mais al­to ma­gis­tra­do es­co­cês, in­ver­te­ram uma de­ci­são an­te­ri­or, que con­si­de­rou que os tri­bu­nais não ti­nham o po­der de in­ter­fe­rir na de­ci­são po­lí­ti­ca do Pri­mei­ro-Mi­nis­tro, Bo­ris John­son, de sus­pen­der o Par­la­men­to.

O tri­bu­nal não or­de­nou o fim da sus­pen­são, re­me­ten­do uma de­ci­são fi­nal pa­ra o Tri­bu­nal Su­pre­mo, a úl­ti­ma ins­tân­cia do sis­te­ma de Jus­ti­ça bri­tâ­ni­co, que re­ser­vou três di­as, a par­tir de 17 de Se­tem­bro pa­ra ca­sos re­la­ci­o­na­dos com a sus­pen­são do Par­la­men­to.

O Go­ver­no bri­tâ­ni­co mos­trou-se "de­si­lu­di­do" e já con­fir­mou que vai re­cor­rer con­tra a de­ci­são, que vai ser ana­li­sa­da em con­jun­to com o re­cur­so re­la­ti­va­men­te à de­ci­são num pro­ces­so se­me­lhan­te do Tri­bu­nal Su­pre­mo de Lon­dres, que in­de­fe­riu, na se­ma­na pas­sa­da, um pe­di­do de can­ce­la­men­to da sus­pen­são do Par­la­men­to.

A Chan­ce­ler ale­mã, Ân­ge­la Mer­kel, dis­se on­tem, que es­pe­ra um acor­do en­tre o Rei­no Uni­do e a UE so­bre o "Bre­xit", ape­sar das in­cer­te­zas so­bre a si­tu­a­ção po­lí­ti­ca de Lon­dres. Num dis­cur­so, na Câ­ma­ra Bai­xa do Par­la­men­to ale­mão, Mer­kel dis­se­se con­ven­ci­da" de que ain­da há opor­tu­ni­da­des" da saí­da do Rei­no Uni­do da UE de for­ma or­dei­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.