Tur­quia lan­ça ata­ques con­tra cur­dos na Sí­ria

Os cur­dos do Nor­te da Sí­ria, con­fron­ta­dos com a re­ti­ra­da do ter­re­no do ali­a­do ame­ri­ca­no, de­cre­ta­ram, on­tem, uma “mo­bi­li­za­ção ge­ral” fa­ce à ope­ra­ção mi­li­tar da Tur­quia e exor­ta­ram os ha­bi­tan­tes da re­gião à “re­sis­tên­cia”

Jornal de Angola - - PRIMEIRA PÁGINA -

O Pre­si­den­te tur­co, Re­cep Tayyip Er­do­gan, anun­ci­ou, on­tem, o iní­cio de uma no­va ope­ra­ção mi­li­tar con­tra a mi­lí­cia cur­da das Uni­da­des de Pro­tec­ção Po­pu­lar (YPG), apoi­a­da pe­los paí­ses oci­den­tais, mas con­si­de­ra­da “ter­ro­ris­ta” por An­ca­ra.

“As For­ças Ar­ma­das tur­cas e o Exér­ci­to Li­vre da Sí­ria (re­bel­des sí­ri­os apoi­a­dos por An­ca­ra) ini­ci­a­ram a ope­ra­ção “Fon­te de Paz” no Nor­te da Sí­ria”, de­cla­rou Er­do­gan, atra­vés da re­de so­ci­al Twitter.

O lí­der tur­co con­si­de­rou que a ope­ra­ção tem co­mo ob­jec­ti­vo eli­mi­nar a “ame­a­ça do ter­ror.”

An­te­ri­or­men­te, a te­le­vi­são tur­ca já ti­nha avan­ça­do com os bom­bar­de­a­men­tos de ca­ças a po­si­ções cur­das no Nor­te da Sí­ria, per­to da fron­tei­ra com a Tur­quia.

Há mui­to que a Tur­quia ame­a­ça­va ata­car a mi­lí­cia cur­da. A de­ci­são de Do­nald Trump de re­ti­rar as tro­pas nor­te-ame­ri­ca­nas do Nor­te da Sí­ria, en­tre­gan­do à Tur­quia o con­tro­lo mi­li­tar da re­gião, pro­pi­ci­ou a ofen­si­va tur­ca.

O Pre­si­den­te dos EUA, Do­nald Trump, dis­se on­tem que o en­vol­vi­men­to mi­li­tar dos Es­ta­dos Uni­dos no Mé­dio Ori­en­te foi “a pi­or de­ci­são já to­ma­da”, pa­ra jus­ti­fi­car a saí­da de tro­pas da Sí­ria.

O Go­ver­no dos EUA anun­ci­ou, no do­min­go, que não iria obs­ta­cu­li­zar uma ope­ra­ção tur­ca con­tra as mi­lí­ci­as cur­das, no Nor­te da Sí­ria, di­zen­do que re­ti­ra­ria o con­tin­gen­te mi­li­tar de vá­ri­as zo­nas des­te país, nu­ma de­ci­são mui­to con­tes­ta­da den­tro e fo­ra dos Es­ta­dos Uni­dos.

On­tem, na con­ta pes­so­al da re­de so­ci­al Twitter, Trump dis­se que os Es­ta­dos Uni­dos nun­ca de­ve­ri­am ter-se en­vol­vi­do em con­fli­tos no Mé­dio Ori­en­te, on­de “gas­tou oi­to mil mi­lhões de dó­la­res a lu­tar e a po­li­ci­ar.”

“Mi­lha­res dos nos­sos gran­des sol­da­dos mor­re­ram ou ficaram gra­ve­men­te fe­ri­dos. Mi­lhões de pes­so­as mor­re­ram, do ou­tro la­do. En­vol­ver­mo-nos no Mé­dio Ori­en­te foi a pi­or de­ci­são já to­ma­da na his­tó­ria do nos­so país”, es­cre­veu Do­nald Trump.

O Pre­si­den­te nor­te-ame­ri­ca­no cri­ti­cou, ain­da, a in­ter­ven­ção mi­li­tar no Ira­que, no iní­cio des­te sé­cu­lo, di­zen­do que o país foi pa­ra a guer­ra “sob uma pre­mis­sa fal­sa e des­men­ti­da, as ar­mas de des­trui­ção mas­si­va.”

So­bre a re­mo­ção da pre­sen­ça mi­li­tar na Sí­ria, anun­ci­a­da no pas­sa­do do­min­go, Do­nald Trump dis­se que a “Tur­quia de­ve to­mar con­ta dos com­ba­ten­tes do Es­ta­do Is­lâ­mi­co de­ti­dos”, re­fe­rin­do­se aos cer­ca de 12 mil pri­si­o­nei­ros do gru­po ex­tre­mis­ta sob con­tro­lo das mi­lí­ci­as cur­das.

“As in­ter­mi­ná­veis guer­ras es­tú­pi­das de­vem ter­mi­nar, pa­ra nós”, con­cluiu o Pre­si­den­te dos EUA, que acei­tou não se en­vol­ver nu­ma in­cur­são mi­li­tar da Tur­quia no Nor­te da Sí­ria, du­ran­te um te­le­fo­ne­ma com o Pre­si­den­te tur­co, Re­cep Er­do­gan.

Re­ac­ção in­ter­na­ci­o­nal

A de­ci­são de Washing­ton foi li­da co­mo um si­nal ver­de pa­ra a ofen­si­va tur­ca con­tra os cur­dos, que sus­ci­tou uma ime­di­a­ta re­ac­ção da co­mu­ni­da­de in­ter­na­ci­o­nal, bem co­mo de am­bos os par­ti­dos nor­te-ame­ri­ca­nos, a cri­ti­car a for­ma co­mo Trump dei­xou de­sam­pa­ra­das as mi­lí­ci­as cur­das, que lu­ta­ram ao la­do do Exér­ci­to nor­te-ame­ri­ca­no con­tra o Es­ta­do Is­lâ­mi­co.

O Pre­si­den­te francês, Em­ma­nu­el Ma­cron, ma­ni­fes­tou-se “mui­to pre­o­cu­pa­do” pe­la ofen­si­va tur­ca na Sí­ria.

“A ideia é mos­trar que a Fran­ça es­tá ao la­do das FDS (For­ças De­mo­crá­ti­cas Sí­ri­as), por­que são par­cei­ros de­ci­si­vos na lu­ta con­tra o Da­e­ch (acró­ni­mo ára­be do gru­po Es­ta­do Is­lâ­mi­co, ‘EI’), e que es­ta­mos mui­to pre­o­cu­pa­dos com a ope­ra­ção tur­ca na Sí­ria e trans­mi­ti­re­mos es­tas men­sa­gens di­rec­ta­men­te às au­to­ri­da­des tur­cas”, re­fe­ri­ram à agência no­ti­ci­o­sa AFP cír­cu­los pró­xi­mos do Che­fe de Es­ta­do. Os cur­dos do Nor­te da Sí­ria, con­fron­ta­dos com a re­ti­ra­da do ter­re­no do seu ali­a­do nor­te-ame­ri­ca­no, de­cre­ta­ram, na quar­ta-fei­ra, uma “mo­bi­li­za­ção ge­ral” de três di­as fa­ce à pers­pec­ti­va de uma ope­ra­ção mi­li­tar da Tur­quia a bre­ve pra­zo e exor­ta­ram os ha­bi­tan­tes da re­gião à “re­sis­tên­cia.”

Na se­gun­da-fei­ra, Paris exor­tou a Tur­quia a abs­ter­se de qual­quer ope­ra­ção mi­li­tar na Sí­ria, que con­tri­bui­rá, se­gun­do a Fran­ça, pa­ra o res­sur­gi­men­to do EI.

“As For­ças Ar­ma­das tur­cas e o Exér­ci­to Li­vre da Sí­ria (re­bel­des sí­ri­os apoi­a­dos por An­ca­ra) ini­ci­a­ram a ope­ra­ção “Fon­te de Paz” no Nor­te da Sí­ria”, de­cla­rou Er­do­gan, atra­vés da re­de so­ci­al Twitter

DR

DR

Pe­la ter­cei­ra vez, em me­nos de dez anos, An­ca­ra vol­ta a lan­çar-se con­tra os cur­dos na Sí­ria

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.