Des­car­gas at­mos­fé­ri­cas ma­tam e fe­rem cri­an­ças

Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros no­ti­fi­cou a mor­te de três me­no­res e o fe­ri­men­to de se­te, na co­mu­na da Ngo­la

Jornal de Angola - - REGIÕES -

Pe­lo me­nos três cri­an­ças mor­re­ram e se­te ficaram gra­ve­men­te fe­ri­das, na pas­sa­da se­gun­da-fei­ra, na co­mu­na da Ngo­la, 180 qui­ló­me­tros a nor­te da ci­da­de do Lu­ban­go, pro­vín­cia da Huí­la, na sequên­cia de des­car­gas at­mos­fé­ri­cas que se re­gis­ta­ram nos úl­ti­mos tem­pos em vá­ri­os pon­tos da lo­ca­li­da­de.

Os dois ga­ro­tos e uma me­ni­na que se en­con­tra­vam a brin­car num bair­ro da vi­la fo­ram sur­pre­en­di­dos pe­los rai­os que os imo­bi­li­zou, se­guin­do-se for­tes chu­vas.

O fac­to sur­pre­en­deu a co­mu­ni­da­de lo­cal, ten­do em con­ta o pe­río­do pro­lon­ga­do de se­ca que as­so­la a pro­vín­cia da Huí­la.

O por­ta-voz do Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros, Ino­cên­cio Hun­gu­lo, que avan­çou os da­dos ao Jor­nal de An­go­la, ex­pli­cou que os agen­tes co­lo­ca­dos no mu­ni­cí­pio de Ca­lu­quem­be “re­mo­ve­ram de ime­di­a­to as ví­ti­mas do lo­cal do si­nis­tro e acon­se­lha­ram os po­pu­la­res a evi­ta­rem per­ma­ne­cer nos lo­cais de atrac­ção dos rai­os”.

Re­al­çou que na co­mu­na da Ngo­la e nou­tros pon­tos da pro­vín­cia da Huí­la já são co­nhe­ci­dos os lo­cais que têm si­do mui­to afec­ta­dos pe­las des­car­gas eléc­tri­cas, pe­lo que mui­tos po­pu­la­res uti­li­zam pro­tec­to­res ru­di­men­ta­res, com re­al­ce a pneus usa­dos.

As en­xur­ra­das, dis­se, as­sus­ta­ram os ha­bi­tan­tes da co­mu­na, pe­lo fac­to da mai­or par­te dos mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia da Huí­la te­rem si­do afec­ta­dos pe­la se­ca pro­lon­ga­da, que já cei­fou de­ze­nas de ca­be­ças de ga­do bo­vi­no e ca­pri­no, cau­san­do tam­bém o aban­do­no das zo­nas de ori­gem de um nú­me­ro con­si­de­rá­vel de fa­mí­li­as.

Pa­ra con­ter tais si­tu­a­ções, o por­ta-voz do Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros de­fen­deu a ne­ces­si­da­de da ins­ta­la­ção de pá­ra-rai­os nas zo­nas com frequên­cia de acon­te­ci­men­tos do gé­ne­ro, so­bre­tu­do nas épo­cas chu­vo­sas.

Por­ta-voz do Ser­vi­ço de Pro­tec­ção Ci­vil e Bom­bei­ros de­fen­deu a ins­ta­la­ção de pá­ra-rai­os nas zo­nas com frequên­cia de acon­te­ci­men­tos do gé­ne­ro

EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Po­pu­la­ção con­ti­nua a ser acon­se­lha­da no sen­ti­do de evi­tar cons­truir em zo­nas de ris­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.