Ka­chiun­go e Ka­ma­la­ta Nu­ma ape­lam ao vo­to cons­ci­en­te

Jornal de Angola - - POLÍTICA - Vic­to­ri­no Ma­ti­as | Dun­do Casimiro Jo­sé | Sum­be

Os can­di­da­tos

Jo­sé Pe­dro Ka­chiun­go e Abí­lio Ka­ma­la­ta Nu­ma ape­la­ram, on­tem, na ci­da­de do Dun­do, pro­vín­cia da Lun­da-Nor­te, ao vo­to li­vre e cons­ci­en­te dos de­le­ga­dos ao XIII Con­gres­so Or­di­ná­rio da UNITA, que vai de­cor­rer sob o le­ma “Pa­tri­o­tis­mo, co­e­são e ci­da­da­nia”.

Jo­sé Ka­chiun­go e Ka­ma­la­ta Nu­ma fi­ze­ram es­te ape­lo du­ran­te os ac­tos de apre­sen­ta­ção dos seus pro­gra­mas com vis­ta à li­de­ran­ça do mai­or par­ti­do da opo­si­ção.

Ka­chiun­go, 1º vi­ce-pre­si­den­te do gru­po par­la­men­tar da UNITA e o mais jo­vem en­tre os cin­co can­di­da­tos à li­de­ran­ça da UNITA, foi o pri­mei­ro a apre­sen­tar o seu ma­ni­fes­to elei­to­ral. Dis­se que o mes­mo se ba­seia na de­fe­sa e pre­ser­va­ção da iden­ti­da­de po­lí­ti­ca e ide­o­ló­gi­ca do par­ti­do, as­sim co­mo na re­a­fir­ma­ção da vo­ca­ção da UNITA em exer­cer o po­der po­lí­ti­co atra­vés do for­ta­le­ci­men­to da ci­da­da­nia, com vis­ta à mu­dan­ça go­ver­na­ti­va. Es­te é tam­bém um as­pec­to de­fen­di­do pe­lo can­di­da­to Al­ci­des Sa­ka­la Simões, que on­tem fez cam­pa­nha em Ca­bin­da.

Tal co­mo Jo­sé Ka­chiun­go, Abí­lio Ka­ma­la­ta Nu­ma é, tam­bém, pe­lo res­ga­te dos prin­cí­pi­os de Mu­an­gai (enun­ci­a­dos na cri­a­ção­daUNITA),que­con­si­de­ra o sím­bo­lo da UNITA. “Tem de fi­car no nos­so es­ta­tu­to, se­não fi­ca es­que­ci­do”, de­fen­deu o an­ti­go se­cre­tá­rio-ge­ral.

Adal­ber­to Jú­ni­or fa­la em con­quis­ta do po­der

O can­di­da­to Adal­ber­to Cos­ta Jú­ni­or afir­mou, quar­ta-fei­ra, no Sum­be, que, ca­so ven­ça as elei­ções pa­ra a pre­si­dên­cia da UNITA, vai li­de­rar a cons­tru­ção de uma fren­te de­mo­crá­ti­ca pa­ra a con­quis­ta do po­der po­lí­ti­co, cri­an­do um am­bi­en­te de al­ter­nân­cia do po­der em An­go­la.

A po­si­ção foi ma­ni­fes­ta­da di­an­te de mi­li­tan­tes, sim­pa­ti­zan­tes e ami­gos da UNITA, du­ran­te a apre­sen­ta­ção das su­as li­nhas de for­ça pa­ra a li­de­ran­ça do par­ti­do. Adal­ber­to Cos­ta Jú­ni­or, que se fez acom­pa­nhar do ve­te­ra­no e mem­bro fun­da­dor da UNITA, Sa­mu­el Chiwa­le, re­fe­riu que a sua li­de­ran­ça vai in­ci­dir tam­bém na pros­se­cu­ção de ta­re­fas que pos­sam ca­ta­pul­tar a re­a­li­za­ção dos in­te­res­ses do par­ti­do, tais co­mo fa­zer des­lo­car o cen­tro da ac­ti­vi­da­de po­lí­ti­ca ao se­cre­ta­ri­a­do ge­ral do par­ti­do, re­cu­pe­rar e am­pli­ar o pa­tri­mó­nio do par­ti­do, adap­tar a ac­ção po­lí­ti­co-par­ti­dá­ria ao no­vo fi­gu­ri­no de­mo­grá­fi­co do país e me­lho­rar as con­di­ções dos qu­a­dros que se de­di­cam em tem­po in­te­gral às ta­re­fas do par­ti­do.

Qu­an­to às es­tra­té­gi­as pa­ra o país, su­bli­nhou a ne­ces­si­da­de de o par­ti­do dei­xar de ser uma opo­si­ção. Adal­ber­to Jú­ni­or com­pro­me­te-se, igual­men­te, a pre­pa­rar a UNITA fa­ce aos de­sa­fi­os das elei­ções au­tár­qui­cas e li­de­rar um pro­ces­so de ne­go­ci­a­ções com o Exe­cu­ti­vo e ou­tros par­ti­dos pa­ra a re­vi­são da Cons­ti­tui­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.