Jornal de Angola

Fi­o­cruz pre­vê fa­bri­car va­ci­na pa­ra 130 mi­lhões de bra­si­lei­ros

-

A Fun­da­ção Oswal­do Cruz (Fi­o­cruz), re­co­nhe­ci­do cen­tro de in­ves­ti­ga­ção mé­di­ca bra­si­lei­ra, in­for­mou on­tem que pre­vê va­ci­nar 65 mi­lhões de pes­so­as no primeiro se­mes­tre de 2021, e ou­tras 65 mi­lhões no se­gun­do, com o imu­ni­zan­te da As­traZe­ne­ca/Ox­ford.

Em entrevista ao ca­nal Glo­boNews, o vi­ce-pre­si­den­te de pro­du­ção e ino­va­ção em saú­de da Fi­o­cruz, Marco Kri­e­ger, afir­mou que es­tão a ser con­si­de­ra­das du­as do­ses da va­ci­na pa­ra ca­da pes­soa.

A Fi­o­cruz tem um acordo de trans­fe­rên­cia de tec­no­lo­gia com a As­traZe­ne­ca, far­ma­cêu­ti­ca que de­sen­vol­ve uma va­ci­na em par­ce­ria com a Uni­ver­si­da­de de Ox­ford, pa­ra a pro­du­ção do imu­ni­zan­te em so­lo bra­si­lei­ro.

"Nós pre­ve­mos ter, no primeiro se­mes­tre, 100 mi­lhões de do­ses pa­ra ofe­re­cer­mos du­as do­ses pa­ra 50 mi­lhões de ci­da­dãos no Bra­sil, e va­mos po­der che­gar já no primeiro se­mes­tre a du­as do­ses e 65 mi­lhões de bra­si­lei­ros. E no se­gun­do se­mes­tre, com a pro­du­ção 100% na­ci­o­nal da va­ci­na na Fi­o­cruz, che­ga­re­mos a ou­tros 65 mi­lhões, en­tão o to­tal de 130 mi­lhões de bra­si­lei­ros que po­de­rão ser va­ci­na­dos", afir­mou Kri­e­ger.

"A gran­de van­ta­gem é que es­se pro­to­co­lo traz um be­ne­fí­cio adi­ci­o­nal. Va­mos po­der for­ne­cer a va­ci­na pa­ra mais 30% de pes­so­as do que o ini­ci­al­men­te pre­vis­to", acres­cen­tou o vi­ce-pre­si­den­te.

A po­ten­ci­al va­ci­na con­tra a Covid-19 de­sen­vol­vi­da pe­lo la­bo­ra­tó­rio bri­tâ­ni­co As­traZe­ne­ca e pe­la Uni­ver­si­da­de de Ox­ford tem uma efi­cá­cia mé­dia de 70%, se­gun­do um co­mu­ni­ca­do on­tem di­vul­ga­do.

Es­tes são re­sul­ta­dos pro­vi­só­ri­os dos ensaios clínicos em gran­de es­ca­la de­sen­vol­vi­dos no Rei­no Uni­do e no Bra­sil, diz a As­traZe­ne­ca.

Em re­la­ção aos da­dos já dis­po­ní­veis, es­ta va­ci­na apre­sen­ta uma ta­xa de efi­cá­cia mé­dia me­nor do que as di­vul­ga­das pe­la Pfi­zer/Bi­oNTe­ch ou pe­la Mo­der­na, que ul­tra­pas­sam os 90%.

Um re­gi­me de do­sa­gem mos­trou uma efi­cá­cia da va­ci­na de 90% quan­do foi ad­mi­nis­tra­da ini­ci­al­men­te em meia do­se, se­gui­da por uma do­se com­ple­ta com pe­lo me­nos um mês de in­ter­va­lo.

Ou­tro re­gi­me de do­sa­gem mos­trou uma efi­cá­cia de 62% quan­do ad­mi­nis­tra­da em du­as do­ses com­ple­tas com pe­lo me­nos um mês de in­ter­va­lo.

A aná­li­se com­bi­na­da de am­bos os re­gi­mes de do­sa­gem re­sul­ta nu­ma efi­cá­cia mé­dia de 70%, ex­pli­ca a em­pre­sa, acres­cen­tan­do que "mais da­dos con­ti­nu­a­rão a ser acu­mu­la­dos e aná­li­ses adi­ci­o­nais se­rão de­sen­vol­vi­das, re­fi­nan­do a lei­tu­ra da efi­cá­cia pa­ra es­ta­be­le­cer a du­ra­ção da pro­tec­ção" con­fe­ri­da.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola