Jornal de Angola

Oi­to pré-can­di­da­tos a dois me­ses da vo­ta­ção

-

A dois me­ses das eleições pre­si­den­ci­ais, mar­ca­das on­tem pa­ra 24 de Ja­nei­ro, são oi­to os pré­can­di­da­tos ao car­go de Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca ac­tu­al­men­te ocupado por Marcelo Re­be­lo de Sou­sa, que ain­da não anun­ci­ou se irá re­can­di­da­tar-se.

Ape­sar das ma­ni­fes­ta­ções de von­ta­de, as can­di­da­tu­ras a Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca só são vá­li­das de­pois de for­mal­men­te acei­tes pe­lo Tri­bu­nal Cons­ti­tu­ci­o­nal, e após a apre­sen­ta­ção e ve­ri­fi­ca­ção de um mí­ni­mo de 7.500 e um má­xi­mo de 15 mil as­si­na­tu­ras de ci­da­dãos elei­to­res, que te­rão de ser en­tre­gues até à vés­pe­ra de Na­tal, trin­ta di­as an­tes das eleições on­tem con­vo­ca­das pe­lo Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca.

Há cin­co anos, o Tri­bu­nal Cons­ti­tu­ci­o­nal ad­mi­tiu as dez can­di­da­tu­ras for­ma­li­za­das às eleições pre­si­den­ci­ais de 2016, o que cons­ti­tuiu um nú­me­ro re­cor­de. An­tes, ti­nha ha­vi­do, no má­xi­mo, seis can­di­da­tu­ras a eleições pre­si­den­ci­ais, em 1980, em 2006 e 2011.

En­tre os ac­tu­ais oi­to pré-can­di­da­tos, há dois re­pe­ten­tes Ma­ri­sa Ma­ti­as e Vitorino Silva e vol­tam a con­cor­rer, tal co­mo em 2016, du­as mu­lhe­res.

Pré-can­di­da­tos anun­ci­a­dos Ana Go­mes

Ana Ma­ria Ro­sa Mar­tins Go­mes, 66 anos, é ju­ris­ta e an­ti­ga di­plo­ma­ta, ten­do-se des­ta­ca­do co­mo che­fe da mis­são di­plo­má­ti­ca por­tu­gue­sa na In­do­né­sia du­ran­te o pro­ces­so de in­de­pen­dên­cia de Ti­mor-Les­te.

Ac­tu­al­men­te, é mi­li­tan­te de ba­se do PS, par­ti­do pe­lo qual foi eu­ro­de­pu­ta­da en­tre 2004 e 2019 e no qual che­gou a in­te­grar o ór­gão res­tri­to da di­rec­ção, o Se­cre­ta­ri­a­do Na­ci­o­nal, du­ran­te a li­de­ran­ça de Fer­ro Ro­dri­gues (2003-2004).

O PS de­ci­diu que a ori­en­ta­ção pa­ra as eleições pre­si­den­ci­ais se­rá a liberdade de vo­to, sem in­di­ca­ção de can­di­da­to pre­fe­ren­ci­al, com Ana Go­mes a re­co­lher apoi­os de fi­gu­ras so­ci­a­lis­tas co­mo Ma­nu­el Ale­gre, Francisco As­sis (o primeiro a fa­lar no seu no­me pa­ra Be­lém), Pe­dro Nu­no San­tos ou Du­ar­te Cor­dei­ro.

Anun­ci­ou a can­di­da­tu­ra a Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca em 8 de Se­tem­bro e con­ta com o apoio dos par­ti­dos PAN e Li­vre.

An­dré Ventura

An­dré Cla­ro Ama­ral Ventura, 37 anos, é pro­fes­sor uni­ver­si­tá­rio, pre­si­den­te do par­ti­do Che­ga e de­pu­ta­do des­de 2019, ano em que o par­ti­do se can­di­da­tou pe­la pri­mei­ra vez a eleições le­gis­la­ti­vas e ele­geu um par­la­men­tar.

Foi mi­li­tan­te do PSD e can­di­da­to por es­te par­ti­do à Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Lou­res, em 2017, quan­do afir­ma­ções po­lé­mi­cas so­bre a co­mu­ni­da­de ci­ga­na pro­vo­ca­ram a rup­tu­ra da co­li­ga­ção com o CDS-PP no mu­ni­cí­pio.

Já com Rui Rio co­mo pre­si­den­te do PSD, che­gou a pro­mo­ver uma re­co­lha de as­si­na­tu­ras com vis­ta a um con­gres­so ex­tra­or­di­ná­rio pa­ra des­ti­tuir o lí­der, mas acabou por sair do par­ti­do pa­ra fun­dar o Che­ga, cons­ti­tuí­do em Abril de 2019.

Foi o primeiro a pré-anun­ci­ar a sua can­di­da­tu­ra a Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, em 29 de Fe­ve­rei­ro.

Bru­no Fi­a­lho

Bru­no Fi­a­lho, 45 anos, exer­ceu a profissão de ad­vo­ga­do e é pre­si­den­te do Par­ti­do De­mo­crá­ti­co Re­pu­bli­ca­no (PDR).

Ac­tu­al­men­te, é che­fe de ca­bi­na de uma com­pa­nhia aé­rea e vi­ce-pre­si­den­te do Sin­di­ca­to Na­ci­o­nal do Pes­so­al de Voo da Avi­a­ção Ci­vil (SNPVAC).

Bru­no Fi­a­lho ga­nhou no­to­ri­e­da­de quan­do, em Agos­to de 2019, foi con­vi­da­do a me­di­ar as ne­go­ci­a­ções en­tre o SNMMP (Sin­di­ca­to Na­ci­o­nal de Mo­to­ris­tas de Ma­té­ri­as Pe­ri­go­sas) e a ANTRAM (As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal de Trans­por­ta­do­res Pú­bli­cos Ro­do­viá­ri­os de Mer­ca­do­ri­as).

Foi elei­to pre­si­den­te do Par­ti­do De­mo­crá­ti­co Re­pu­bli­ca­no em 18 de Ja­nei­ro de 2020, su­ce­den­do no car­go a An­tó­nio Ma­ri­nho e Pinto, e anun­ci­ou a can­di­da­tu­ra a Be­lém em 27 de Ju­lho.

João Ferreira

João Ma­nu­el Peixoto Ferreira, 42 anos, é bió­lo­go, eu­ro­de­pu­ta­do e ve­re­a­dor na Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Lis­boa.

In­te­gra o Co­mi­té Cen­tral do PCP, ten­do si­do can­di­da­to pe­lo par­ti­do em du­as das mais re­cen­tes eleições do país: ca­be­ça de lis­ta a Lis­boa nas au­tár­qui­cas de 2017 (ob­ten­do 9,55% dos vo­tos) e nú­me­ro um nas eu­ro­pei­as de 2019 (6,88%)

No Par­la­men­to Eu­ro­peu, João Ferreira é vi­ce-pre­si­den­te do Gru­po Con­fe­de­ral da Es­quer­da Uni­tá­ria Eu­ro­peia/Es­quer­da Ver­des

Nór­di­ca (GUE/NGL).

Foi o PCP que anun­ci­ou, em 12 de Se­tem­bro, a sua can­di­da­tu­ra a Be­lém, ten­do, en­tre­tan­to, re­co­lhi­do igual­men­te o apoio do Par­ti­do Eco­lo­gis­ta “Os Ver­des”.

Ma­ri­sa Ma­ti­as

Ma­ri­sa Isa­bel dos San­tos Ma­ti­as, 44 anos, é so­ció­lo­ga e eu­ro­de­pu­ta­da elei­ta pe­lo Blo­co de Es­quer­da des­de 2009, par­ti­do de que é di­ri­gen­te, in­te­gran­do a Me­sa Na­ci­o­nal e a Co­mis­são Po­lí­ti­ca.

De­pois de ter en­ca­be­ça­do a lis­ta do BE à Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Coim­bra em 2005, foi elei­ta eu­ro­de­pu­ta­da qua­tro anos de­pois (co­mo nú­me­ro dois), ten­do si­do re­e­lei­ta em 2014 e 2019, já co­mo ca­be­ça de lis­ta.

Em 2016 foi can­di­da­ta às pre­si­den­ci­ais, ten­do fi­ca­do em ter­cei­ro lu­gar, com 10,12% dos vo­tos, o me­lhor re­sul­ta­do de sem­pre de um can­di­da­to pre­si­den­ci­al da área po­lí­ti­ca blo­quis­ta.

Anun­ci­ou a sua can­di­da­tu­ra em 9 de Se­tem­bro de 2020 e con­ta com o apoio do seu par­ti­do, o BE.

Pau­lo Al­ves

Joaquim Pau­lo Pinto Al­ves, 51 anos, é em­pre­sá­rio e foi can­di­da­to à Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Fel­guei­ras em 2017 pe­lo par­ti­do Jun­tos Pe­lo Po­vo (JPP).

Foi de­pu­ta­do mu­ni­ci­pal em Fel­guei­ras (2005-2009), elei­to na lis­ta in­de­pen­den­te do mo­vi­men­to li­de­ra­do por Fá­ti­ma Fel­guei­ras, e can­di­da­to às le­gis­la­ti­vas de 2019 pe­lo cír­cu­lo elei­to­ral Fo­ra da Eu­ro­pa, no­va­men­te pe­lo JPP.

Anun­ci­ou a sua can­di­da­tu­ra em 5 de No­vem­bro, no Porto.

Ti­a­go Mayan

Ti­a­go Mayan Gon­çal­ves, 43 anos, é ad­vo­ga­do e um dos fun­da­do­res do par­ti­do Ini­ci­a­ti­va Li­be­ral, pre­si­din­do ac­tu­al­men­te ao seu Con­se­lho de Ju­ris­di­ção.

Foi mi­li­tan­te do PSD e es­te­ve en­vol­vi­do nas cam­pa­nhas e mo­vi­men­to "Porto, o Nos­so Par­ti­do", que ele­ge­ram Rui Mo­rei­ra pa­ra a Câ­ma­ra da ci­da­de, sen­do mem­bro su­plen­te da As­sem­bleia da União de Fre­gue­si­as de Al­do­ar, Foz do Dou­ro e Ne­vo­gil­de por es­te mo­vi­men­to.

Anun­ci­ou a can­di­da­tu­ra em 25 de Ju­lho de 2020 e con­ta com o apoio da Ini­ci­a­ti­va Li­be­ral.

Vitorino Silva

Vitorino Francisco da Ro­cha e Silva (co­nhe­ci­do co­mo Ti­no de Rans), 49 anos, foi cal­ce­tei­ro e pre­si­den­te da Jun­ta de Fre­gue­sia de Rans (a sua ter­ra na­tal, no con­ce­lho de Pe­na­fi­el) en­tre 1994 e 2002, elei­to nas lis­tas do PS.

Fi­cou co­nhe­ci­do a ní­vel na­ci­o­nal por um dis­cur­so que fez no XI Con­gres­so do Par­ti­do So­ci­a­lis­ta, em 1999, que pôs os mi­li­tan­tes a rir e ter­mi­nou com um abra­ço ao en­tão se­cre­tá­rio-ge­ral An­tó­nio Guterres. Nas eleições au­tár­qui­cas de 2009, con­cor­reu co­mo in­de­pen­den­te à Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal de Va­lon­go e, em 2017, à de Pe­na­fi­el.

Há cin­co anos foi can­di­da­to a Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, ten­do con­se­gui­do 3,28% dos vo­tos, e em 2019 fun­dou o par­ti­do RIR (Re­a­gir, In­cluir, Re­ci­clar), ten­do anun­ci­a­do a se­gun­da can­di­da­tu­ra a Be­lém em 13 de Se­tem­bro, no Porto.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola