Jornal de Angola

Fis­ca­li­za­ção

-

Obras no Soyo

Pa­re­ce que é pre­ci­so uma mai­or e me­lhor fis­ca­li­za­ção à exe­cu­ção dos pro­jec­tos de im­pac­to so­ci­al inscritos no Pla­no In­te­gra­do de In­ter­ven­ção nos Mu­ni­cí­pi­os (PIIM). É que os ques­ti­o­na­men­tos, so­bre a qualidade de al­gu­mas des­sas obras, são mais do que mui­tos. Na pro­vín­cia do Zai­re, por exem­plo, o des­con­ten­ta­men­to veio do pró­prio go­ver­na­dor. Pe­dro Ma­ki­ta, que na­da tem a ver com pe­que­nas ma­kas, co­mo o no­me po­de­rá su­ge­rir, ma­ni­fes­tou-se in­sa­tis­fei­to com o atra­so ve­ri­fi­ca­do nas obras de cons­tru­ção de du­as escolas do en­si­no pri­má­rio, sen­do uma de se­te sa­las de au­la, na se­de co­mu­nal de Man­gue Gran­de, e ou­tra de 12 sa­las, no bair­ro Mon­go, ar­re­do­res da ci­da­de do Soyo. Pe­dro Ma­ki­ta, que é tam­bém o primeiro se­cre­tá­rio no Zai­re do par­ti­do que sus­ten­ta o Go­ver­no, foi ins­pec­ci­o­nar es­sas obras e não gos­tou do que viu no ter­re­no. As obras es­tão bas­tan­te atra­sa­das, ame­a­çan­do os pra­zos de en­tre­ga pre­vis­tos nos con­tra­tos. Os em­prei­tei­ros, por sua vez, jus­ti­fi­ca­ram os atra­sos com a su­bi­da dos pre­ços dos ma­te­ri­ais de cons­tru­ção no mer­ca­do, de­vi­do às flu­tu­a­ções cam­bi­ais. Uma jus­ti­fi­ca­ção que não pa­re­ceu ter agra­da­do ao go­ver­na­dor, por­que é su­pos­to ha­ver uma tro­ca de in­for­ma­ções re­gu­la­res en­tre o do­no da obra, que no ca­so é o Es­ta­do, e os em­prei­tei­ros. A evo­lu­ção da em­prei­ta­da de­via ser pon­tu­a­li­za­da re­gu­lar­men­te ao do­no da obra e não ape­nas com a vi­si­ta do go­ver­na­dor ao lo­cal de exe­cu­ção dos pro­jec­tos.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola