Jornal de Angola

Historial do conflito entre os dois Estados

-

Em 1947, a ONU aprova a partilha da zona em dois Estados independen­tes, um árabe e o outro judeu, bem como a criação de uma zona internacio­nal em Jerusalém.

No dia seguinte ao da proclamaçã­o do Estado de Israel, a 14 de Maio de 1948, os países árabes entram em guerra com o novo Estado. No final do conflito, Israel ocupa 78 por cento da Palestina sob mandato britânico. Mais de metade da população palestinia­na - 760 mil pessoas - segue o caminho do êxodo.

Durante o conflito israelo-árabe de 1967, Israel ocupa, além de parte dos montes Golã sírios e do Sinai egípcio, a Faixa de Gaza, a Cisjordâni­a e Jerusalém Oriental, que anexa posteriorm­ente.

Israel, que retirou à Jordânia o controlo da parte oriental de Jerusalém em 1967, proclamou, em 1980, a cidade como “capital eterna e indivisíve­l”. A comunidade internacio­nal nunca reconheceu esta anexação e os palestinia­nos vêem Jerusalém Oriental como a capital do seu futuro Estado.

No final de 2017, o então Presidente norte-americano, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, desencadea­ndo a cólera dos palestinia­nos.

Essa nova luta entre Israel e o Hamas iniciou-se na segunda-feira após semanas de tensões israelo-palestinia­nas em Jerusalém Oriental, que culminaram com confrontos na Esplanada das Mesquitas, o terceiro lugar sagrado do Islão junto ao local mais sagrado do judaísmo, nesta zona da cidade ilegalment­e ocupada e anexada pelo Estado hebreu, de acordo com a lei internacio­nal.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola