Jornal de Angola

População de Tigray fica sem alimentaçã­o

-

O Programa Alimentar Mundial (PAM) anunciou que fica este fim-de-semana sem alimentos para distribuir em Tigray, a região da Etiópia em conflito armado entre o Governo central e as autoridade­s locais desde Novembro.

O director-executivo da agência das Nações Unidas, David Beasley, disse, no Twitter, segundo a Reuters, que são necessário­s 100 camiões por dia para alimentar a população que a sua agência se propôs alimentar em Tigray, e que 170 camiões que se dirigem para lá estão agora bloqueados na região vizinha de Afar e não são autorizado­s a continuar a rota.

Afar e outras áreas limítrofes de Tigray foram recentemen­te atingidas por este conflito e foram atacadas pelas Forças de Defesa rebeldes de Tigray (TPLF). Beasley exigiu que os camiões retidos fossem autorizado­s a continuar a viagem porque as pessoas em Tigray não têm nada para comer. Em Genebra, a Organizaçã­o Mundial da Saúde (OMS) denunciou a pilhagem e destruição de instalaçõe­s de saúde em Tigray, que está a deixar centenas de milhares de pessoas – incluindo feridos e outras vítimas directas da guerra – sem cuidados médicos.

A agência das Nações Unidas para os Refugiados manifestou a preocupaçã­o com o destino de cerca de 24 mil refugiados eritreus que se encontram presos há meses em dois campos em Tigray, com os combates entre grupos armados a intensific­aremse não só em torno dos locais, mas também dentro deles.

O conflito nesta região começou em 4 de Novembro quando o Governo central lançou uma ofensiva contra a TPLF, que tinha governado a região até então, após uma escalada de tensões políticas nos meses anteriores e como retaliação a um ataque a uma base militar federal.

 ?? DR ?? Crise humanitári­a preocupa director executivo do PAM
DR Crise humanitári­a preocupa director executivo do PAM

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola