An­go­la Oil & Gas 2019

Jornal de Economia & Financas - - Opinião -

An­go­la al­ber­gou pe­la se­gun­da vez, a con­fe­rên­cia so­bre Con­teú­do Lo­cal na in­dús­tria de pe­tró­leo e gás do con­ti­nen­te afri­ca­no. Even­to que se re­a­li­zou em Lu­an­da nos di­as 26 e 27 do cor­ren­te, nu­ma pro­mo­ção da Or­ga­ni­za­ção dos Paí­ses Pro­du­to­res de Pe­tró­leo Afri­ca­nos (APPO).

O cer­ta­me que ser­viu pa­ra tra­çar es­tra­té­gi­as pa­ra me­lho­rar a ac­ti­vi­da­de de con­teú­do lo­cal em Áfri­ca e o for­ta­le­ci­men­to na co­o­pe­ra­ção re­gi­o­nal, ser­viu co­mo “ba­lão de en­saio” pa­ra a Con­fe­rên­cia e Exi­bi­ção An­go­la Oil & Gas 2019, a re­a­li­zar-se em Lu­an­da de 3 a 7 de Ju­nho de 2019.

An­go­la Oil & Gas 2019, se­rá as­sim o prin­ci­pal lo­cal pa­ra a apre­sen­ta­ção de pro­jec­tos de pe­tró­leo e gás, ac­ti­vi­da­de de ex­plo­ra­ção em cur­so, fu­sões e aqui­si­ções e apre­sen­ta­ção de em­pre­sas que ope­ram no se­gun­do mai­or pro­du­tor de pe­tró­leo da Áfri­ca, com 1,5 mi­lhões de bar­ris por dia.

A con­fe­rên­cia se­rá a pla­ta­for­ma de­fi­ni­ti­va pa­ra o go­ver­no di­vul­gar de­ta­lhes so­bre a pró­xi­ma ro­da­da de li­ci­ta­ções de pe­tró­leo e gás e re­ve­lar a no­va le­gis­la­ção pa­ra ex­plo­ra­ção e in­ves­ti­men­to de gás em cam­pos mar­gi­nais de pe­tró­leo. Ou­tro pon­to fo­cal do pro­gra­ma se­rá a cri­a­ção de uma no­va Agên­cia Na­ci­o­nal de Pe­tró­leo, que em 2019 que as­su­mi­rá o li­cen­ci­a­men­to de pe­tró­leo e gás.

O even­to reu­ni­rá im­por­tan­tes au­to­ri­da­des go­ver­na­men­tais e exe­cu­ti­vos ao mais al­to ní­vel, abran­gen­do to­do o es­pec­tro do sec­tor de pe­tró­le­os e gás pa­ra uma agen­da re­ple­ta de apre­sen­ta­ções, de­ba­tes mo­de­ra­dos, uma ex­po­si­ção e en­con­tros de networ­king.

A An­go­la Oil & Gas irá pre­mi­ar tam­bém a ne­go­ci­a­ção e in­ter­me­di­a­ção de re­la­ções, uma vez que An­go­la pre­ten­de atrair in­ves­ti­men­tos em to­dos os seg­men­tos da in­dús­tria do pe­tró­leo. Mi­nis­tros afri­ca­nos e de ou­tros paí­ses pro­du­to­res irão par­ti­ci­par do even­to, as­sim co­mo in­ves­ti­do­res in­ter­na­ci­o­nais e to­ma­do­res de de­ci­são.

No en­tan­to, An­go­la é ti­da co­mo um pais ri­co em re­cur­so mi­ne­rais. Es­ti­ma-se que no seu sub­so­lo te­nha 35 dos 45 mi­nei­ros mais im­por­tan­tes do co­mér­cio mun­di­al en­tre os qu­ais se des­ta­cam o pe­tró­leo, o gás na­tu­ral, o di­a­man­te, fos­fa­to, subs­tan­ci­as be­tu­mi­no­sas, fer­ro, mag­né­sio, ou­ro e ro­chas or­na­men­tais. A área de di­a­man­tes nas Lun­das e Bie é ad­mi­ra­da pe­la sua ex­ce­len­te qua­li­da­de e con­si­de­ra­da uma das mais im­por­tan­tes do mun­do.

Apro­xi­ma­da­men­te dois ter­ços das ac­tu­ais re­ser­vas de hi­dro­car­bo­ne­tos (pe­tró­leo, gás na­tu­ral e car­vão) de An­go­la, es­ti­ma­das pa­ra mais de 35 anos en­con­tram-se na cos­ta ma­rí­ti­ma de Ca­bin­da, es­tan­do o res­tan­te dis­per­so na pla­ta­for­ma con­ti­nen­tal ad­ja­cen­te as pro­vín­ci­as do Zai­re, Lu­an­da, Benguela e Na­mi­be.

A cas­ca­ta de des­co­ber­tas de pe­tró­leo em águas pro­fun­das, des­de 1993, in­cre­men­tou a pro­du­ção ac­tu­al em cer­ca de um 1,5 mi­lhão de bar­ris de pe­tró­leo/dia. A eventual cri­a­ção de um no­vo pólo petrolífero ao la­go do Lobito na pro­vín­cia de Benguela, po­de vir a trans­for­mar An­go­la em lí­der na ex­plo­ra­ção pe­tro­lí­fe­ra mun­di­al.

A EVENTUAL CRI­A­ÇÃO DE UM NO­VO PÓLO PETROLÍFERO AO LA­GO DO LOBITO, EM BENGUELA, PO­DE VIR A TRANS­FOR­MAR AN­GO­LA EM LÍ­DER NA EX­PLO­RA­ÇÃO DE PE­TRÓ­LEO MUN­DI­AL

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.