AN­GO­LA E ITÁLIA TRAÇAM ESTRATÉGIAS DE CO­O­PE­RA­ÇÃO

Jornal de Economia & Financas - - Empresas -

O fo­rúm de agro-ne­gó­cio An­go­la-Itália fi­cou mar­ca­do pe­la von­ta­de da AIPEX de in­cen­ti­var a pos­si­bi­li­da­de de di­ver­si­fi­car os in­ves­ti­men­tos ita­li­a­nos em An­go­la, com mai­or in­te­res­se no sec­tor pro­du­ti­vo. Se­gun­do Lel­lo Fran­cis­co, ad­mi­nis­tra­dor da AIPEX, até o mo­men­to os empresários ita­li­a­nos em An­go­la es­tão mais vi­ra­dos para o co­mér­cio, quan­do se sa­be que têm bas­tan­te ex­pe­ri­ên­cia na pro­du­ção. “Pen­so que, com a apro­va­ção da no­va Lei do In­ves­ti­men­to Pri­va­do e a forte in­ten­ção de tor­nar­mos o nos­so am­bi­en­te de negócios mais fa­vo­rá­vel, estamos em con­di­ções de atrair os in­ves­ti­do­res ita­li­a­nos, pois, te­mos co­nhe­ci­men­to de que eles têm do­mí­nio na pro­du­ção de bens ali­men­ta­res e têx­teis e são sec­to­res que nós pre­ci­sa­mos pro­mo­ver”, fri­sou. Quan­to ao co­mér­cio bi­la­te­ral, o res­pon­sá­vel dis­se que até ago­ra re­gis­ta­ram 1,1 mil mi­lhões de dó­la­res de ex­por­ta­ções, com pre­do­mi­nân­cia no sec­tor pe­tro­lí­fe­ro. “É um pa­ra­dig­ma que pre­ten­de­mos mu­dar nos pró­xi­mos tem­pos”, dis­se. No que to­ca às im­por­ta­ções, o país re­gis­tou um va­lor de 341 mi­lhões de dó­la­res, com mai­or re­le­vân­cia para o sec­tor ali­men­tar e de equi­pa­men­tos. Em Maio pró­xi­mo, An­go­la po­de par­ti­ci­par na mai­or fei­ra in­ter­na­ci­o­nal ita­li­a­na de pro­du­ção de fru­ta - MACFRUT. Nes­se even­to in­ter­na­ci­o­nal, o país tem a opor­tu­ni­da­de de não so­men­te apre­sen­tar e ven­der a mar­ca an­go­la­na, mas tam­bém de co­lher ex­pe­ri­ên­ci­as jun­to das me­lho­res pro­du­to­ras de fru­ta da­que­le país. Se­gun­do o or­ga­ni­za­dor do even­to, Ren­zo Pi­rac­ci­ni, o fo­co da fei­ra es­ta­rá de­di­ca­da aos pro­du­tos tro­pi­cais, com mai­or re­al­ce para o Ana­nás.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.