Re­gião Sul vai ter aten­ção es­pe­ci­al

Jornal de Economia & Financas - - Construção -

O mi­nis­tro da Cons­tru­ção e Obras Pú­bli­cas in­di­cou que na re­gião Sul do país tem uma aten­ção es­pe­ci­al, por­que ela cons­ti­tui um forte po­ten­ci­al eco­nó­mi­co, para con­tri­buir no pro­ces­so de di­ver­si­fi­ca­ção da economia.

“Estamos a tra­tar com pri­o­ri­da­de, nas li­ga­ções Hu­am­bo-Lu­ban­go, com a con­clu­são Cui­ma-Cus­se, o tro­ço Ca­con­da-Chi­pin­do, Ca­con­da-Chi­com­ba-Cu­ve­lai-Ma­ta­la, Cu­ve­lai-Qui­pun­go, in­cluin­do Ma­ta­la e Fre­chi­el”, re­fe- riu, ten­do fri­sa­do que es­ses tro­ços es­tão as­so­ci­a­dos ao cha­ma­do “Tri­ân­gu­lo do mi­lho”.

Anun­ci­ou ain­da a res­tau­ra­ção do tro­ço Lu­ban­go-Cu­van­go e con­cluir o tro­ço Cu­chi-Cu­ta­to, para se es­ta­be­le­cer a li­ga­ção en­tre Cu­van­go (Huí­la) e Me­non­gue (Cu­an­do Cu­ban­go).

Dis­se ain­da que a re­gião se­rá tam­bém con­tem­pla­da com a li­ga­ção en­tre as ca­pi­tais das pro­vín­ci­as do Cu­ne­ne, Cu­an­do Cu­ban­go, Bié, Hu­am­bo e da Huí­la, pas­san­do pelo Cu­van­go, para que se­ja es­ta­be­le­ci­da a li­ga­ção mais rá­pi­da com o li­to­ral, atra­vés da pro­vín­cia do Na­mi­be.

Fri­sou que é igual­men­te ur­gen­te exe­cu­tar a cir­cu­lar do Lu­ban­go, para per­mi­tir que o trá­fi­co pe­sa­do não pas­se pe­la ci­da­de em di­rec­ção à pro­vín­cia do Na­mi­be e do Hu­am­bo. In­for­mou que es­tá em con­cur­so o pro­jec­to para a cons­tru­ção da pon­te da co­mu­na do Ho­que, mu­ni­cí­pio do Lu­ban­go (Huí­la), para que a sua cons­tru­ção ve­nha ga­ran­tir a cir­cu­la­ção nor­mal no pe­río­do chu­vo­so.

“É igual­men­te im­por­tan­te para a nos­sa economia, as li­ga­ções Cu­ve­lai-Cas­sin­ga-Cu­van­go, Caha­ma e Xan­gon­go, em di­rec­ção ao On­kokwa e no fu­tu­ro de­ve se li­gar o On­kokwa-Vi­rei ao Na­mi­be, para que a ex­plo­ra­ção mi­nei­ra pos­sa che­gar mais rá­pi­do e mais ba­ra­to ao por­to”, in­di­cou.

Re­fe­riu que de­ve­rão ser re­to­ma­das em 2019, as obras para a con­clu­são do tro­ço rio Qui­ni­na-Lu­ci­ra-Ben­ti­a­ba e Es­tra­da Na­ci­o­nal (EN) 280 nu­ma ex­ten­são de 260 km para que a li­ga­ção Ben­gue­la ao Na­mi­be, se­ja mais rá­pi­da com uma economia de cer­ca de 300 km em re­la­ção a via do Lu­ban­go.

ARÃO MAR­TINS | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Pon­te me­tá­li­ca que facilita a cir­cu­la­ção no tro­ço ro­do­viá­rio Huí­la/Hu­am­bo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.