SUL-AFRI­CA­NOS ES­TÃO ATENTOS AO PO­TEN­CI­AL DA IN­DÚS­TRIA LO­CAL

Jornal de Economia & Financas - - Actualidad­e -

Num es­for­ço para for­ta­le­cer as re­la­ções exis­ten­tes en­tre os dois paí­ses e aju­dar na for­ma­ção de par­ce­ri­as co­mer­ci­ais e joint ven­tu­res, a Ali­an­ça Sul-Afri­ca­na de Pe­tró­leo e Gás (SAOGA) en­co­ra­jou as com­pa­nhi­as de pe­tró­leo e gás da­que­le país a ex­plo­ra­rem opor­tu­ni­da­des em An­go­la e a Con­fe­rên­cia Oil & Gas 2019, em Lu­an­da, é uma opor­tu­ni­da­de. Para eles, An­go­la con­ti­nua a ser um par­cei­ro co­mer­ci­al es­tra­té­gi­co e sig­ni­fi­ca­ti­vo da Áfri­ca do Sul, uma vez que per­se­gue, ac­tu­al­men­te, uma abor­da­gem de co­mér­cio li­de­ra­da por in­ves­ti­men­tos que vi­sa po­si­ci­o­nar o país como par­cei­ro pre­fe­ren­ci­al de co­mér­cio e in­ves­ti­men­to para a in­dús­tria ener­gé­ti­ca an­go­la­na. “O en­vol­vi­men­to da Saoga re­flec­te o in­te­res­se cres­cen­te das em­pre­sas sul-afri­ca­nas em en­trar no mer­ca­do an­go­la­no, bem como a pri­o­ri­za­ção da co­o­pe­ra­ção eco­nó­mi­ca en­tre os dois paí­ses atra­vés de co­mér­cio e in­ves­ti­men­to em sec­to­res es­pe­cí­fi­cos”, dis­se­ram. O Go­ver­no de An­go­la cri­ou viagens sem vis­to para os cidadãos sul-afri­ca­nos como ape­nas uma das vá­ri­as re­for­mas im­ple­men­ta­das para pro­mo­ver a co­o­pe­ra­ção in­tra-afri­ca­na. O país tam­bém apro­vou uma lei de in­ves­ti­men­to pri­va­do que eli­mi­na a exi­gên­cia de que os par­cei­ros lo­cais de­te­nham uma par­ti­ci­pa­ção mí­ni­ma de 35 por cen­to no ca­pi­tal so­ci­al de uma em­pre­sa, em um es­for­ço para atrair in­ves­ti­men­tos es­tran­gei­ros di­rec­tos e ins­ti­tu­ci­o­na­li­zar mu­dan­ças eco­nó­mi­cas que tra­gam em­pre­sas in­ter­na­ci­o­nais para o mer­ca­do.

Vi­são da Saoga

A Saoga vê opor­tu­ni­da­des po­si­ti­vas de pe­tró­leo e gás na Áfri­ca do Sul, An­go­la e Mo­çam­bi­que. Como re­sul­ta­do, pre­ten­de­mos le­var os mem­bros di­rec­ta­men­te a An­go­la para com­pre­en­der as opor­tu­ni­da­des no terreno e co­nhe­cer os pro­pri­e­tá­ri­os de pro­jec­tos lo­cais. Há uma si­ner­gia ób­via en­tre nos­sos mem­bros e a ca­pa­ci­da­de e as ne­ces­si­da­des da re­gião, e a Saoga bus­ca ca­pi­ta­li­zar es­sa si­ner­gia ”, dis­se Ni­all Kra­mer, CEO da Saoga, em um even­to de networ­king na quin­ta-fei­ra. Ao tra­zer mem­bros da or­ga­ni­za­ção para An­go­la, a Saoga pre­ten­de cri­ar uma pers­pec­ti­va úni­ca sobre as opor­tu­ni­da­des que o país tem para ofe­re­cer den­tro do sec­tor de pe­tró­leo e gás, for­ne­cer in­sights sobre os pró­xi­mos pro­jec­tos e cri­ar com­pro­mis­sos com ac­to­res lo­cais que têm o po­ten­ci­al de evo­luir para par­ce­ri­as de lon­go pra­zo. A Saoga de­di­ca-se a pro­mo­ver os sec­to­res de ups­tre­am e mids­tre­am da ca­deia de va­lor de pe­tró­leo e gás, prin­ci­pal­men­te na Áfri­ca do Sul e re­gi­o­nal­men­te na Áfri­ca Aus­tral. A or­ga­ni­za­ção ope­ra como uma par­ce­ria en­tre os sec­to­res pú­bli­co e pri­va­do e recebe fi­nan­ci­a­men­to pú­bli­co para re­a­li­zar uma sé­rie de ac­ti­vi­da­des de de­sen­vol­vi­men­to da in­dús­tria e tra­ba­lhar para pro­mo­ver os in­te­res­ses dos mem­bros.

Ale­mães em li­nha

O Fó­rum Ale­mão de Em­pre­en­di­men­to

in­te­ra­gi­rem no mer­ca­do que é o se­gun­do mai­or pro­du­tor de pe­tró­leo em Áfri­ca”, lê-se num do­cu­men­to à im­pren­sa. Por ou­tro la­do, en­co­ra­ja em­pre­sas, em­pre­en­de­do­res e in­flu­en­ci­a­do­res ale­mães a ta­ba­lha­rem com o fó­rum uma no­va ro­ta du­ran­te a Con­fe­rên­cia An­go­la­na de Pe­tró­leo e Gás/2019 em Lu­an­da. “O fa­bri­co, tec­no­lo­gia e in­cre­men­ta­ção de pro­du­ção ener­gé­ti­ca fa­rão par­te do res­sur­gi­men­to eco­nó­mi­co an­go­la­no. Os ale­mães têm um im­por­tan­te pa­pel e da­mos­lhes as bo­as-vin­das a An­go­la Pe­tró­leo e Gás 2019”, afir­mou Guil­lau­me Do­a­ne, CEO da Afri­ca Oil & Power.

DR

A Ali­an­ça Sul-Afri­ca­na de Pe­tró­leo mo­bi­li­za par­ti­ci­pa­ção das as­so­ci­a­das

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.