Mais lo­jas na bai­xa de Lu­an­da em 2020

Bun­go Mar­ket cus­ta aos in­ves­ti­do­res 8,5 mi­lhões de dó­la­res (2,82 mil mi­lhões de kwan­zas) e ad­pa­ta à re­a­li­da­de an­go­la­na as experiênci­as do mer­ca­do de co­mi­da de paí­ses da Ásia e Eu­ro­pa

Jornal de Economia & Financas - - Preços - Isa­que Lou­ren­ço

Acons­tru­ção do Bun­go Mar­ket, na zo­na bai­xa de Lu­an­da, vai cus­tar ao in­ves­ti­dor um va­lor de 8,5 mi­lhões de dó­la­res (2,82 mil mi­lhões de kwan­zas) e de­ve­rá pro­ver aos ci­ta­di­nos um es­pa­ço co­mer­ci­al vi­ra­do para o ra­mo da ali­men­ta­ção e do la­zer, com o qual se pre­ten­de tor­nar tam­bém num pó­lo de cul­tu­ra e gas­tro­no­mia.

O ad­mi­nis­tra­dor Jo­a­quim Pedro dis­se à im­pren­sa no ac­to de lan­ça­men­to da pe­dra inau­gu­ral, que vão re­cu­pe­rar e re­a­bi­li­tar a in­fra-es­tru­tu­ra de um antigo ar­ma­zém de ca­fé exis­ten­te, con­tan­do para tal com mais de 70 por cen­to de ca­pi­tal pró­prio e o res­tan­te de fi­nan­ci­a­men­to ban­cá­rio.

O pro­jec­to pre­vê a sua inau­gu­ra­ção em Mar­ço de 2020 e vai con­tar tam­bém com par­que de es­ta­ci­o­na­men­to e lo­jas.

No Bun­go Mar­ket es­ta­rão dis­po­ní­veis co­mi­das rá­pi­das, snacks, re­fei­ções com­ple­tas, petiscos, sumos, do­ces, so­bre­me­sas, além de ba­res, ban­cas de fru­tas e le­gu­mes, es­pe­ci­a­ri­as, en­tre mui­tas ou­tras ofer­tas.

A mú­si­ca te­rá tam­bém o seu es­pa­ço pró­prio de apre­sen­ta­ção, as­sim como as ar­tes plás­ti­cas e o ar­te­sa­na­to.

Além do con­tri­bu­to para o de­sen­vol­vi­men­to tu­rís­ti­co, cul­tu­ral e gas­tro­nó­mi­co do país, a aber­tu­ra do Bun­go Mar­ket irá ge­rar mais de 300 pos­tos de tra­ba­lho di­rec­tos, cri­an­do as­sim no­vos em­pre­gos e opor­tu­ni­da­des de car­rei­ra

no ta­len­to na­ci­o­nal.

O Bun­go Mar­ket te­rá cer­ca de 40 es­pa­ços dis­po­ní­veis, sen­do que exis­tem para já, 14 mar­cas in­te­res­sa­das na ocu­pa­ção de al­guns des­ses es­pa­ços.

Es­te pro­jec­to úni­co e inovador com um in­ves­ti­men­to que ron­da os dois mil mi­lhões de kwan­zas, im­ple­men­ta­do com to­das as nor­ma­ti­vas am­bi­en­tais usa­das in­ter­na­ci­o­nal­men­te, con­ta­rá com uma di­nâ­mi­ca mui­to pró­pria – o cha­ma­do mer­ca­do de co­mi­das - adop­tan­do um mo­de­lo de êxi­to já usa­do em paí­ses como Áfri­ca do Sul, Por­tu­gal, Es­pa­nha, In­gla­ter­ra, Es­ta­dos Uni­dos e Sin­ga­pu­ra.

DR

Lan­ça­men­to da 1ª pe­dra con­tou com vá­ri­as per­so­na­li­da­des do Go­ver­no e so­ci­e­da­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.