CPM SI­NA­LI­ZA ESTABILIDA­DE DA IN­FLA­ÇÃO

Jornal de Economia & Financas - - Mercados - Ju­li­a­na Evan­ge­lis­ta Eco­no­mis­ta

O rit­mo de­cres­cen­te de in­fla­ção ob­ser­va­da nos últimos do­ze me­ses anima os eco­no­mis­tas. Em co­men­tá­ri­os sobre a ac­ta da úl­ti­ma reu­nião do Co­mi­té de Po­lí­ti­ca Mo­ne­tá­ria (CPM), a eco­no­mis­ta dis­se que o Pla­no de De­sen­vol­vi­men­to Na­ci­o­nal, o Go­ver­no pre­vê-se uma re­du­ção gra­du­al da in­fla­ção no pe­río­do de 2018 à 2022 e o que se au­gu­ra é que o ín­di­ce de pres­são in­fla­ci­o­nis­ta se si­tue na ca­sa de um dí­gi­to. “Ape­sar da re­du­ção da in­fla­ção ser ain­da mui­to pe­que­na, a es­ta­bi­li­za­ção do ní­vel de pre­ços, re­sul­ta­rá em ga­nhos para o con­su­mi­dor. Os pre­ços fi­cam mais es­ta­bi­li­za­dos, o que per­mi­ti­rá as fa­mí­li­as e em­pre­sas re­a­li­zar pre­vi­sões mais fiá­veis para os seus or­ça­men­tos”, afir­mou. Quan­to a re­du­ção da ta­xa BNA de 15,7 para 15,5 por cen­to, con­si­de­ra que a me­di­da vai fa­vo­re­cer o au­men­to do cré­di­to à eco­no­mia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.