An­go­la elei­ta mem­bro da UN-Ha­bi­tat

A eleição ocor­reu du­ran­te a as­sem­bleia-ge­ral do Con­se­lho Exe­cu­ti­vo do Pro­gra­ma das Na­ções Uni­das para os As­sen­ta­men­tos Hu­ma­nos que en­cer­ra ho­je, sex­ta-fei­ra, em Nai­ro­bi ca­pi­tal do Qué­nia

Jornal de Economia & Financas - - Infra-estrutura -

An­go­la foi se­gun­da-fei­ra elei­ta, em Nai­ro­bi (Qué­nia), mem­bro do Con­se­lho Exe­cu­ti­vo do Pro­gra­ma das Na­ções Uni­das para os As­sen­ta­men­tos Hu­ma­nos (UN-Ha­bi­tat), cu­ja ses­são es­tá a ser pres­ti­gi­a­da pe­la mi­nis­tra do Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio e Ha­bi­ta­ção, Ana Pau­la Chan­tre de Car­va­lho, e in­te­gra­da pe­lo em­bai­xa­dor de An­go­la no Qué­nia e re­pre­sen­tan­te per­ma­nen­te jun­to da ONU em Nai­ro­bi, Syan­ga Abí­lio, di­rec­to­res e téc­ni­cos da­que­le Mi­nis­té­rio. O Mi­nis­té­rio do Or­de­na­men­to do Ter­ri­tó­rio e Ha­bi­ta­ção tem tra­ba­lha­do jun­to do UN-Ha­bi­tat en­quan­to agên­cia de su­por­te téc­ni­co para os pro­gra­mas dos as­sen­ta­men­tos hu­ma­nos.

Com a eleição, o país pas­sa a ocu­par um dos dez as­sen­tos des­ti­na­dos à Áfri­ca e te­ve lu­gar no pri­mei­ro dia da 1ª As­sem­bleia-Ge­ral do UN-Ha­bi­tat, que se re­a­li­za, desde se­gun­da-fei­ra até ho­je, na ca­pi­tal que­ni­a­na.

O Con­se­lho Exe­cu­ti­vo do UN-Ha­bi­tat, que reú­ne três ve­zes ao ano, em Nai­ro­bi, tem como mis­são pro­mo­ver jun­to dos Es­ta­dos-mem­bros o acom­pa­nha­men­to da or­ga­ni­za­ção para in­cen­ti­var a res­pon­sa­bi­li­za­ção, trans­pa­rên­cia, efi­ci­ên­cia e efec­ti­vi­da­de do pro­gra­ma da ONU para os As­sen­ta­men­tos Ur­ba­nos.

O Pre­si­den­te do Qué­nia, Uhu­ru Kenyat­ta, pre­si­diu à aber­tu­ra da 1ª as­sem­bleia do UN-Ha­bi­tat (As­sen­ta­men­tos Hu­ma­nos), du­ran­te a qual fo­ram to­ma­das im­por­tan­tes de­ci­sões, com re­al­ce para a eleição dos mem­bros do Con­se­lho Exe­cu­ti­vo.

Os paí­ses da SADC fe­li­ci­ta­ram An­go­la pe­la eleição para re­pre­sen­tan­te afri­ca­no no Con­se­lho Exe­cu­ti­vo do UN-Ha­bi­tat.

A eleição de An­go­la sur­giu no qua­dro das re­for­mas em cur­so no UN-Ha­bi­tat. Uma das re­for­mas con­sis­te na cri­a­ção do Con­se­lho Exe­cu­ti­vo com 36 mem­bros, as­sim dis­tri­buí­dos: 10 as­sen­tos para Áfri­ca, 8 para Ásia-Pa­cí­fi­co, 4 para Eu­ro­pa do Les­te, 6 para Amé­ri­ca La­ti­na e Ca­raí­bas e 8 para Eu­ro­pa Oci­den­tal.

Es­te é um im­por­tan­te ór­gão uma vez que os mem­bros te­rão di­rei­to de vo­to nas de­ci­sões a se­rem to­ma­das para a im­ple­men­ta­ção dos pro­jec­tos a ní­vel do UN-Ha­bi­tat.

Nas vés­pe­ras do con­cla­ve, em en­tre­vis­ta ao Jor­nal de An­go­la, Syan­ga Abí­lio, em­bai­xa­dor an­go­la­no no Qué­nia e re­pre­sen­tan­te per­ma­nen­te jun­to dos Es­cri­tó­ri­os da ONU, ha­via ex­pri­mi­do con­fi­an­ça na eleição de An­go­la, de­vi­do, so­bre­tu­do, ao tra­ba­lho de “ca­ça ao vo­to”, ini­ci­a­do há um mês. O di­plo­ma­ta, qua­dro sé­ni­or da So­nan­gol, dis­se que em­bo­ra a UN-Ha­bi­tat exis­ta desde 1978, so­men­te es­te ano re­a­li­za a sua pri­mei­ra as­sem­bleia-ge­ral no no­vo for­ma­to de go­ver­na­ção, fru­to de um tra­ba­lho ár­duo, se­gui­do de re­for­mas in­tro­du­zi­das com a li­de­ran­ça da ac­tu­al di­rec­to­ra exe­cu­ti­va, Mai­mu­nah Mohd Sha­rif, sob su­per­vi­são do Se­cre­tá­rio-Ge­ral das Na­ções Uni­das, An­tó­nio Gu­ter­res.

Com esta pri­mei­ra as­sem­bleia his­tó­ri­ca, pre­ten­de-se cri­ar opor­tu­ni­da­des para formar ali­an­ças es­tra­té­gi­cas que pro­mo­vam uma ur­ba­ni­za­ção sus­ten­tá­vel em as­sen­ta­men­tos hu­ma­nos, e ao mes­mo tem­po, mo­bi­li­zar apoi­os po­lí­ti­cos e fi­nan­cei­ros.

Syan­ga Abí­lio afir­mou que desde 2010 a po­pu­la­ção que vi­ve nas ci­da­des ou cen­tros ur­ba­nos au­men­tou e con­ti­nu­a­rá a au­men­tar cons­tan­te­men­te, ou se­ja, nes­te pe­río­do, o cres­ci­men­to po­pu­la­ci­o­nal se­rá de mais de 3 bi­lhões de pes­so­as. O mun­do es­tá a ur­ba­ni­zar-se ra­pi­da­men­te e to­dos os as­sen­ta­men­tos se­rão afec­ta­dos. Desde 2007, a po­pu­la­ção nas ci­da­des au­men­tou em 50 por cen­to, em 2030 au­men­ta­rá em 60 e em 2050 apro­xi­ma­da­men­te em mais de 66 por cen­to.

COM A ELEIÇÃO, O PAÍS PAS­SA A OCU­PAR A PAR­TIR DE AGO­RA UM DOS DEZ AS­SEN­TOS DES­TI­NA­DOS À ÁFRI­CA

DO­MIN­GOS CADÊNCIA | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Re­pre­sen­tan­te per­ma­nen­te jun­to da ONU em Nai­ro­bi, Syan­ga Abí­lio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.