En­ten­di­men­to no Bra­sil para fa­vo­re­cer eco­no­mia

Acor­do vi­sa o cres­ci­men­to e o com­ba­te à cri­se no país me­di­da que tra­rá mu­dan­ças no sis­te­ma de pa­ga­men­tos de pen­são

Jornal de Economia & Financas - - Mundo -

OGo­ver­no bra­si­lei­ro anun­ci­ou esta semana que os re­pre­sen­tan­tes dos po­de­res exe­cu­ti­vo, le­gis­la­ti­vo e ju­di­ciá­rio de­ci­di­ram as­si­nar um pac­to de en­ten­di­men­to com me­tas para fa­vo­re­cer a re­to­ma do cres­ci­men­to eco­nó­mi­co do país.

A de­ci­são foi anun­ci­a­da à im­pren­sa pe­lo mi­nis­tro da Ca­sa Ci­vil, Onyx Lo­ren­zo­ni, de­pois de um en­con­tro com o Pre­si­den­te do Bra­sil, Jair Bol­so­na­ro, com os pre­si­den­tes do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), Di­as Tof­fo­li, da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos (câ­ma­ra bai­xa par­la­men­tar), Ro­dri­go Maia, e do Se­na­do (câ­ma­ra al­ta par­la­men­tar), Da­vi Al­co­lum­bre, em Bra­sí­lia.

“Ho­je con­so­li­da-se a ideia de que se for­ma­li­ze um pac­to de en­ten­di­men­to, e al­gu­mas me­tas de in­te­res­se da so­ci­e­da­de bra­si­lei­ra, a fa­vor da re­to­ma­da do cres­ci­men­to eco­nó­mi­co”, dis­se Onyx à im­pren­sa lo­cal. “Não po­de­mos es­que­cer que o Bra­sil vi­ve uma cri­se mui­to gra­ve do pon­to de vis­ta da empregabil­idade, das di­fi­cul­da­des do mun­do da eco­no­mia. Te­mos es­sa pos­si­bi­li­da­de de que o po­der exe

cu­ti­vo, le­gis­la­ti­vo e ju­di­ciá­rio pos­sam di­a­lo­gar a fa­vor do Bra­sil”, acres­cen­tou.

O re­pre­sen­tan­te do Go­ver­no bra­si­lei­ro dis­se que o pac­to se­rá as­si­na­do pe­los re­pre­sen­tan­tes dos três po­de­res, no co­me­ço de Ju­nho e vai pre­ver es­for­ços para apro­va­ção das mu­dan­ças no sis­te­ma de pa­ga­men­tos de pen­são, da re­for­ma tri­bu­tá­ria e ac­ções na área de se­gu­ran­ça pú­bli­ca.

O en­con­tro acon­te­ceu dois di­as após mi­lha­res de bra­si­lei­ros apoi­an­tes de Bol­so­na­ro saí­rem às ru­as para de­fen­der o Go­ver­no, as re­for­mas eco­nó­mi­cas e cri­ti­car a ac­tu­a­ção do Con­gres­so e STF. As ma­ni­fes­ta­ções re­no­va­ram as for­ças do Go­ver­no bra­si­lei­ro li­de­ra­do por Bol­so­na­ro, cu­ja ava­li­a­ção vi­nha re­gis­tan­do con­se­cu­ti­vas que­das.

No fi­nal de Abril, a ta­xa de apro­va­ção do Go­ver­no de Bol­so­na­ro era de 35 por cen­to, em com­pa­ra­ção com 31, que a con­si­de­ra­vam regular e 27 que a clas­si­fi­ca­ram como “pés­si­ma”, de acor­do com o Ins­ti­tu­to Ibo­pe.

NÃO PO­DE­MOS ES­QUE­CER QUE O BRA­SIL VI­VE UMA CRI­SE MUI­TO GRA­VE DO PON­TO DE VIS­TA DA EMPREGABIL­IDADE EM TO­DO O PAÍS

DR

Che­fe da Ca­sa Ci­vil, Onyx Lo­ren­zo­ni

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.