Via li­vre pa­ra a apli­ca­ção dos pro­gra­mas do OGE re­vis­to

Deputados apro­va­ram a pro­pos­ta do Go­ver­no com re­cei­tas e des­pe­sas fi­xa­das em 10,3 bi­liões de kwan­zas ten­do o pre­ço re­fe­rên­cia do bar­ril de pe­tró­leo des­ci­do dos an­te­ri­o­res USD 68 pa­ra um pre­ço mé­dio de USD 55

Jornal de Economia & Financas - - Actualidad­e - Isa­que Lou­ren­ço*

No dia-a-dia dos an­go­la­nos há um no­vo slo­gam e to­dos de­ve­mos o acom­pa­nhar: o país é ur­gen­te! Ao con­trá­rio do que é re­co­men­dá­vel ter-se um or­ça­men­to a par­tir de 1 de Ja­nei­ro ( que até se te­ve), mas a ver­da­de ob­jec­ti­va dos fac­tos fez com que se re­tor­nas­se ao pon­to ini­ci­al.

Uma re­vi­são ao OGE fez o país, por di­as, a an­dar em ser­vi­ços mi­ní­mos, o que por si só im­pu­nha ce­le­ri­da­de na apre­ci­a­ção ao OGE re­vis­to re­me­ti­do pe­lo Go­ver­no à As­sem­bleia Na­ci­o­nal.

Já só não bas­ta o fac­to de há pou­cos di­as um “ba­te bo­ca” en­tre a mi­nis­tra da Ju­ven­tu­de e Des­por­tos, Ana Pau­la do Sa­cra­men­to Ne­to e o pre­si­den­te da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Fu­te­bol, Ar­tur Al­mei­da e Sil­va, ter le­va­do a dos­cus­são aos ex­tre­mos e com a pos­si­bi­li­da­de le­van­ta­da de a se­lec­ção de fu­te­bol não po­der jo­gar ao CAN (cam­pe­o­na­to Afri­ca­no das Na­ções), que o Egip­to aco­lhe es­te mês, por ra­zões fi­nan­cei­ras.

To­dos con­cor­dá­mos que se fa­zia ur­gen­te apro­var o Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do (OGE) pa­ra 2019.

On­tem, após os ar­gu­men­tos e con­tra­ar­gu­men­tos das par­tes, os deputados le­van­ta­ram aos mãos. Uns con­tra e ou­tros a fa­vor, con­tou é amai­o­ria e abre-se as­sim uma via li­vre pa­ra a ma­te­ri­a­li­za­ção dos pro­gra­mas.

O OGE re­vis­to pa­ra 2019 O par­la­men­to deu on­tem, quin­ta-fei­ra, luz ver­de pa­ra o Go­ver­no exe­cu­tar o Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do (OGE) Re­vis­to pa­ra o exer­cí­cio eco­nó­mi­co de 2019, que pre­vê re­cei­tas e des­pe­sas es­ti­ma­das em 10,3 bi­liões de kwan­zas.

A pro­pos­ta de OGE foi re­vis­ta com uma re­fe­rên­cia do pre­ço do pe­tró­leo em 55 dó­la­res o bar­ril e subs­ti­tui o apro­va­do em De­zem­bro, ava­li­a­do em 11,2 bi­liões de kwan­zas, ela­bo­ra­do com ba­se no pre­ço do bar­ril em 68.

De acor­do com o Re­la­tó­rio Pa­re­cer Con­jun­to, apro­va­do pe­las co­mis­sões es­pe­ci­a­li­za­das do Par­la­men­to, o OGE Re­vis­to pre­ten­de vi­a­bi­li­zar a con­cre­ti­za­ção dos ob­jec­ti­vos ma­cro­e­co­nó­mi­cos e de po­lí­ti­cas de de­sen­vol­vi­men­to do Exe­cu­ti­vo, a al­can­çar em 2019, no âm­bi­to do de­fi­ni­do no Pla­no de De­sen­vol­vi­men­to Na­ci­o­nal (PDN) 2018-2019. Ven­cer a de­sin­for­ma­ção O mi­nis­tro das Finanças, Ar­cher Man­guei­ra, ne­gou, nu­ma das ses­sões na es­pe­ci­a­li­da­de da As­sem­bleia Na­ci­o­nal em que se dis­cu­tia o OGE re­vis­to, ter di­to que par­te da dí­vi­da pú­bli­ca do Es­ta­do se­ja fal­sa, ad­mi­tin­do que fal­sa é par­te da dí­vi­da re­cla­ma­da pe­las em­pre­sas, co­mo atra­sa­dos, que não cor­res­pon­de a dí­vi­da cer­ti­fi­ca­da.

Ar­cher Man­guei­ra es­cla­re­ceu es­tar a dí­vi­da pú­bli­ca do país ava­li­a­da em 22 bi­liões de kwan­zas, cor­res­pon­den­do a 79,7 por cen­to do pas­si­vo do Go­ver­no. Des­ta, 40 por cen­to é dí­vi­da do Exe­cu­ti­vo e é in­ter­na, sen­do a res­tan­te dí­vi­das ex­ter­nas da Ta­ag e So­nan­gol.

As re­cla­ma­ções da dí­vi­da por em­pre­sas, es­sen­ci­al­men­te, de pres­ta­ção de serviço às dis­tin­tas uni­da­des or­ça­men­tais - di­fe­ren­te da dí­vi­da pú­bli­ca - são atra­sa­dos que o Es­ta­do acu­mu­lou de­vi­do a di­mi­nui­ção de re­cei­ta.

O mi­nis­tro res­pon­dia a ques­tões co­lo­ca­das pe­lo pre­si­den­te do gru­po par­la­men­tar da Uni­ta, Adal­ber­to da Cos­ta Jú­ni­or, so­bre a re­al dí­vi­da pú­bli­ca, em se­de da dis­cus­são, na es­pe­ci­a­li­da­de, do Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do (OGE) Re­vis­to 2019.

“Não é a dí­vi­da pú­bli­ca que é fal­sa. Dei­xe­mos de de­tur­par. Que Es­ta­do te­ría­mos, se a dí­vi­da pú­bli­ca fos­se fal­sa?”, ques­ti­o­nou Ar­cher Man­guei­ra. * com An­gop

EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Deputados à As­sem­bleia Na­ci­o­nal apro­va­ram on­tem em ses­são ex­tra­or­di­ná­ria a pro­pos­ta de OGE 2019 re­vis­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.