Bi­e­nal en­vol­ve pai­ses afri­ca­nos

Jornal de Economia & Financas - - Lazer -

Acul­tu­ra de­ve ser­vir co­mo ins­tru­men­to de paz, uni­da­de, co­e­são, ami­za­de e um de­sa­fio pa­ra as fu­tu­ras ge­ra­ções, de­fen­deu, on­tem em Pa­ris (Fran­ça), a mi­nis­tra Ca­ro­li­na Cer­quei­ra. De acor­do com a go­ver­nan­te, que fa­la­va so­bre o Fó­rum Pan-Afri­ca­no pa­ra a Cul­tu­ra de Paz-Bi­e­nal de Lu­an­da, a ter lugar em Se­tem­bro des­te ano, em An­go­la, o even­to ser­vi­rá pa­ra se promover o diá­lo­go, a ami­za­de e a aber­tu­ra de opor­tu­ni­da­des pa­ra a pro­mo­ção da paz co­mo meio de de­sen­vol­vi­men­to sus­ten­tá­vel. Ca­ro­li­na Cer­quei­ra adi­an­tou que se pre­ten­de tam­bém mos­trar a von­ta­des e es­for­ços dos paí­ses afri­ca­nos pa­ra se di­ri­mir con­fli­tos atra­vés do diá­lo­go pro­fí­cuo e da cul­tu­ra de paz. A Bi­e­nal de Lu­an­da se­rá um pal­co aber­to de exi­bi­ção de ar­tes, fol­clo­re, gas­tro­no­mia e de no­vas tec­no­lo­gi­as pa­ra que os ou­tros con­ti­nen­tes sin­tam o pal­pi­tar da von­ta­de afri­ca­na em acom­pa­nhar o de­sen­vol­vi­men­to mun­di­al e,

so­bre­tu­do, re­for­çar a cooperação in­ter­na­ci­o­nal. Nu­ma co-or­ga­ni­za­ção do Go­ver­no an­go­la­no, Or­ga­ni­za­ção das Na­ções Uni­das pa­ra a Ci­ên­cia, Edu­ca­ção e Cul­tu­ra (UNES­CO), o even­to pre­ten­de en­vol­ver os paí­ses afri­ca­nos nu­ma cor­ren­te des­ti­na­da à pro­mo­ção de uma cul­tu­ra de paz.

União en­tre po­vos

Com a Bi­e­nal de Lu­an­da, An­go­la quer promover tam­bém a har­mo­nia e ir­man­da­de en­tre os po­vos atra­vés de ac­ti­vi­da­des e manifestaç­ões cul­tu­rais e cí­vi­cas, com a in­te­gra­ção das eli­tes afri­ca­nas e re­pre­sen­tan­tes da sociedade ci­vil, au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais e re­li­gi­o­sas, as­sim co­mo in­te­lec­tu­ais, ar­tis­tas e des­por­tis­tas.

Em cin­co di­as de ac­ti­vi­da­des, Lu­an­da se­rá trans­for­ma­da num es­pa­ço de in­ter­câm­bio e de pro­mo­ção da cul­tu­ra afri­ca­na, en­vol­ven­do in­di­vi­du­a­li­da­des li­ga­das às ar­tes, po­lí­ti­ca, sociedade, en­tre ou­tros.

A bi­e­nal vi­sa ain­da a cri­a­ção de um mo­vi­men­to afri­ca­no que pos­sa dis­se­mi­nar a im­por­tân­cia da cul­tu­ra de paz, ten­do em con­ta o de­sen­vol­vi­men­to e afir­ma­ção dos paí­ses afri­ca­nos em vá­ri­os do­mí­ni­os, par­ti­cu­lar­men­te na de­fe­sa dos di­rei­tos hu­ma­nos e das mi­no­ri­as, as­sim co­mo o com­ba­te à cor­rup­ção.

A re­a­li­za­ção em An­go­la pro­va a von­ta­de po­lí­ti­ca do Go­ver­no em es­ta­be­le­cer uma cooperação ca­da vez mais es­trei­ta com a Unes­co com vis­ta a pro­mo­ção de uma ver­da­dei­ra cul­tu­ra de paz em Áfri­ca e re­pre­sen­ta o re­co­nhe­ci­men­to do exem­plo de An­go­la no for­ta­le­ci­men­to da Paz e da re­con­ci­li­a­ção na­ci­o­nal. Os re­pre­sen­tan­tes dos paí­ses afri­ca­nos e chi­ne­ses, que par­ti­ci­pa­ram en­tre os di­as 3 e 4 des­te mês, em Pa­ris (Fran­ça), no Fó­rum Unes­co-Áfri­ca-China, con­cor­da­ram em im­ple­men­tar pro­jec­tos con­jun­tos de con­ser­va­ção, de­sen­vol­ver di­rec­tri­zes e pa­drões de me­lho­res prá­ti­cas des­ti­na­das a mo­ni­to­rar lo­cais do pa­tri­mó­nio mun­di­al nos Es­ta­dos Par­tes Afri­ca­nos e na China, in­cluin­do o uso de tec­no­lo­gia di­gi­tal.

A Bi­e­nal de Lu­an­da, a de­cor­rer em Se­tem­bro des­te ano, se­rá um pal­co aber­to de exi­bi­ção de ar­tes, fol­clo­re, gas­tro­no­mia e de no­vas tec­no­lo­gi­as

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.