Jornal de Economia & Financas : 2019-06-07

Destaque : 9 : 9

Destaque

9 DESTAQUE SEXTA-FEIRA, 7 DE JUNHO DE 2019 &RPpUFLR IRUPDO FRPHoD D UHFXSHUDU YHORFLGDGH Acetro estima um cresciment­o de 4,2 por cento para este ano um indicador mais animador em relação ao período 2016-2018 últimos cinco anos, tendo como anos mais positivos o período que vai de 2010-2014. Os anos de 2016, 2017 e 2018 são considerad­os os piores da história das concession­árias nacionais, que continua a ressentir da forte baixa na procura de viaturas. Por exemplo, em 2014 foram vendidos 44.536 veículos, sendo que estas vendas baixaram no ano seguinte para metade, ou seja, 20.471 unidades, e para apenas 9.052 em 2016. Em 2017 foram comerciali­zados 4.298 carros e 3.146 em 2018, números considerad­os aquém das espectativ­as das concession­árias angolanas, que vivem dificuldad­es de manter os salários e alguns funcionári­os no activo, que em quase quatro anos acumulou uma dívidas de quase 300 milhões de dólares com parceiros e fornecedor­es. e face ao euro, o que traduziu um aumento significat­ivo nos preços das viaturas zero quilómetro. Ismael Botelho A pesar de uma queda acentuada de 93 por cento na comerciali­zação de automóveis por concession­árias nos últimos anos, tendo como factor principal a crise económica e financeira que afecta Angola desde 2015, o mercado automóvel vai registar um cresciment­o de quase 4,2 por cento este ano. Esta constataçã­o resulta das previsões da Associação das Concession­árias de Equipament­os de Transporte­s Rodoviário­s e Outros (ACETRO), que até Abril do corrente ano registou a comerciali­zação de mais de 943 viaturas diversas, representa­ndo, para o efeito, um sinal de recuperaçã­o. Preços nas Stands Actualment­e, no caso das organizaçõ­es Chana, concession­ária multimarca­s, o carro mais barato, o Renault Duster no caso, custa sete milhões e 250 mil kwanzas e o mais caro, Toyota Land Cruiser VXS, está cotado em 48 milhões e 500 mil kwanzas. Já na Imporafric­a, representa­nte da marca Kia em Angola, um Kia Pacanto está a custar quatro e seis milhões e 590 mil kwanzas, dependendo dos acabamento­s do veículo. O carro mais caro nesta concession­ária, no caso o Kia Mohave, sai a 20 milhões e 90 mil kwanzas. Na TDA, representa­nte das mais Renault e Nissan, encontra-se carros que vão dos seis milhões e 190 mil a 19 milhões e 500 mil kwanzas, no caso um Nissan Micra e Phafinder. Já na Robert Hudson, da marca Ford, o mais popular veículo custa, a Ford Ranger, 23 milhões e 800 mil kwanzas, no caso a versão mais acabada. IB Quedas sucessivas Depreciaçã­o do kwanza De acordo com dados da ACETRO, que controla 29 concession­árias automóveis em todo o país, o mercado foi sofrendo baixas significat­ivas ao longo dos Por outro lado, outra grande dificuldad­e vivida pelas concession­árias reside no facto de se registar durante o ano de 2018 a depreciaçã­o do Kwanza em relação ao dólar *NQPS«GSJDB RVF EFUÏN B NBSDB JE a corporação, iniciasse a representa­ção das marcas da norte-americana. Actualment­e, a Autostar representa oficialmen­te 'JBU (SPVQ "VUPNPCJMFT F 'PSE WFOEFV BQFOBT DBSSPT WÈSJBT NBSDBT EP (SVQP 'JBU SFQSFTFOUB­OUF EB NBSDB 'JBU Chrysler Automobile­s no país, OPNFBEBNFO­UF B 'JBU "MGB 3PNFP "CBSUI 'JBU 1SPGJTTJPO­BM PGJDJBM EB JUBMJBOB 'JBU Jeep, Chrysler, Dodge e Ram. IB

© PressReader. All rights reserved.