EFEI­TO CASCATA NA AC­TU­A­LI­ZA­ÇÃO

Pre­ços dos ser­vi­ços de te­le­vi­são ocor­rem nu­ma apa­ren­te con­cer­ta­ção en­tre to­dos os “players”

Jornal de Economia & Financas - - Destaque -

A ope­ra­do­ra de te­le­vi­são por sa­té­li­te, Zap, tam­bém tem qua­se as mes­mas jus­ti­fi­ca­ções quan­do ao jus­ti­fi­car que a su­bi­da se de­ve a uma es­tra­té­gia de ajus­tes dos pre­ços ini­ci­a­da em Ou­tu­bro de 2015, com a des­va­lo­ri­za­ção do kwan­za, que tem cri­a­do di­fi­cul­da­des no pa­ga­men­to aos seus for­ne­ce­do­res in­ter­na­ci­o­nais.

Com a no­va ta­ri­fa da ZAP, o pa­co­te Mi­ni pa­ra 30 di­as, que cus­ta­va dois mil e 200 kwan­zas, des­de o dia 1 de Se­tem­bro pas­sou a cus­tar kz 3.035. Já o Max, que cus­ta­va kz 4.400, de­pois das du­as ac­tu­a­li­za­ções pas­sou pa­ra 6.070. O pa­co­te Pre­mium, que es­ta­va no va­lor de kz 8.800 pas­sou pa­ra 12.140.

A Tv­ca­bo por sua vez, ar­gu­men­tou que a su­bi­da dos seus pre­ços é au­to­má­ti­ca à me­di­da que os pa­co­tes das ope­ra­do­ras DSTV e Zap au­men­tam, por seus ser­vi­ços de­pen­de­rem da com­pra dos ca­nais nas re­fe­ri­das ope­ra­do­ras.

“A nos­sa em­pre­sa tem con­tra­to com as ope­ra­do­ras DSTV e ZAP e se eles so­bem os pre­ços, nós au­to­ma­ti­ca­men­te te­mos de fa­zer o re­a­jus­te”, dis­se o ge­ren­te de uma das agên­ci­as que na oca­sião não se quis iden­ti­fi­car.

Qu­es­ti­o­na­do so­bre se o mo­men­to se­ria opor­tu­no pa­ra o re­fe­ri­do ajus­te, o ge­ren­te dis­se es­tar pre­o­cu­pa­do, e afir­ma que os cli­en­tes já es­tão a re­cla­mar e al­guns in­clu­si­ve pre­ten­dem de­sis­tir do con­tra­to, pois já con­si­de­ram os pa­co­tes bas­tan­te ca­ros.

Ac­tu­al­men­te com os re­cen­tes ajus­tes de 25 por cen­to o pa­co­te mais ba­ra­to do ta­ri­fá­rio da TV­Ca­bo, dstv gran­de cus­ta kz 5.200, e o mais ca­ro( DStv bué +DStv In­di­am), cus­ta 12.500.

DR

Pre­ço dos pa­co­tes so­bem em fun­ção dos ser­vi­ços e pla­ta­for­mas con­tra­ta­das

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.