BNI e IFC do Ban­co Mun­di­al au­men­tam li­nha de fi­nan­ci­a­men­to pa­ra 50 mi­lhões de dó­la­res

Pla­fond atri­buí­do ao Ban­co BNI de­cor­re ao abri­go do Glo­bal Tra­de Fi­nan­ce Pro­gram e tem em vis­ta a ace­le­ra­ção do apoio às em­pre­sas na­ci­o­nais no qu­a­dro do pro­ces­so de di­ver­si­fi­ca­ção eco­nó­mi­ca em cur­so

Jornal de Economia & Financas - - Banca -

OIFC – Ins­ti­tui­ção Financeira do Ban­co Mun­di­al pa­ra o Sec­tor Pri­va­do apro­vou, re­cen­te­men­te, o au­men­to do pla­fond atri­buí­do ao Ban­co BNI, ao abri­go do Glo­bal Tra­de Fi­nan­ce Pro­gram, pa­ra usd 50 mi­lhões.

De acor­do com uma no­ta che­ga­da à nos­sa re­da­ção, o re­for­ço des­ta li­nha de cré­di­to as­si­na­da em Ju­lho de 2014, além do au­men­to da cre­di­bi­li­da­de do Ban­co jun­to da­que­la Ins­ti­tui­ção Financeira In­ter­na­ci­o­nal, irá per­mi­tir in­cre­men­tar o apoio ao sec­tor em­pre­sa­ri­al em Angola. es­sa op­ção alar­ga o le­que das em­pre­sas a apoi­ar e, con­se­quen­te­men­te, po­der vir a con­tri­buir pa­ra a di­ver­si­fi­ca­ção eco­nó­mi­ca em cur­so.

Na vi­são do pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção do BNI, Má­rio Pa­lha­res, es­te

au­men­to de pla­fond, ora apro­va­do, re­pre­sen­ta não só o re­for­ço das re­la­ções en­tre as ins­ti­tui­ções, ini­ci­a­das em 2014, mas tam­bém, o au­men­to da ca­pa­ci­da­de do Ban­co, em apoi­ar de for­ma mais sus­ten­ta­da o de­sen­vol­vi­men­to da ac­ti­vi­da­de em­pre­sa­ri­al in­ter­na­men­te.

Em Maio des­te ano, o ban­co anun­ci­ou ter re­ce­bi­do a cer­ti­fi­ca­ção in­ter­na­ci­o­nal de qua­li­da­de ISO 9001, atri­buí­da pe­la em­pre­sa Bu­re­au Ve­ri­tas, cul­mi­nan­do um pro­ces­so de­sen­ca­de­a­do em Ju­lho de 2018.

O BNI re­fe­riu, na oca­sião, que a cer­ti­fi­ca­ção diz res­pei­to à área de pres­ta­ção de ser­vi­ços ban­cá­ri­os de apoio ao cli­en­te, pa­ra o Con­tact Cen­ter e pa­ra a Pro­ve­do­ria do Cli­en­te. O ban­co dis­se con­si­de­rar o Bu­re­au Ve­ri­tas uma das mai­o­res em­pre­sas in­ter­na­ci­o­nais no do­mí­nio das cer­ti­fi­ca­ções, pe­lo que a ob­ten­ção da cer­ti­fi­ca­ção co­lo­ca-o “no pa­ta­mar do con­jun­to das ins­ti­tui­ções, quer em Áfri­ca quer a ní­vel in­ter­na­ci­o­nal.”

Cri­a­do em 2016, com se­de em Lu­an­da, o BNI é pre­si­di­do por Má­rio Mo­rei­ra Pa­lha­res, vi­ce-go­ver­na­dor do BNA en­tre 1991 e 1997, e con­tro­la o ban­co com 28,28 por cen­to das ac­ções.

AU­MEN­TO DE PLA­FOND RE­PRE­SEN­TA TAM­BÉM O AU­MEN­TO DA CA­PA­CI­DA­DE DE APOI­AR O DE­SEN­VOL­VI­MEN­TO

VIGAS DA PURIFICAÇíO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

O BNI é pre­si­di­do por Má­rio Mo­rei­ra Pa­lha­res (vi­ce-go­ver­na­dor do BNA, en­tre 1991 e 1997), e con­tro­la 28,28 por cen­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.