Jornal de Economia & Financas : 2019-09-06

Agricultur­a : 24 : 24

Agricultur­a

FinançaHAB­ITAÇÃO Economia & s 24 CENTRALIDA­DES DO ZANGO 0 E CINCO BENGO Obras externas por concluir condiciona­m venda de casas Imogestin destaca em comunicado que o processo de comerciali­zação das habitações nas centralida­des poderá arrancar assim que estiverm concluídas as infra-estruturas Venda de casas do Zango 0 e Zango 5”. O comunicado a que o teve acesso frisa que, “quando a data para início das candidatur­as for definida, a Imogestin vai comunicar atempadame­nte pelos órgãos de comunicaçã­o social e demais plataforma­s existentes para o efeito”. A Imogestin reitera que tem um “Call Center” disponível para prestar quaisquer esclarecim­entos sobre a comerciali­zação dos projectos habitacion­ais do Estado em que está envolvida. Luanda, bem como a urbanizaçã­o da KM 44-Bengo. Faz ainda a gestão das centralida­de do Dundo, Quilemba (Huíla), urbanizaçã­o Baía Farta, Centralida­de Lobito 3.000, urbanizaçã­o do Luhongo, urbanizaçã­o Praia Amélia, urbanizaçã­o 5 de Abril e a urbanizaçã­o 4 de Abril. As centralida­des permitiram a milhares de angolanos realizar o “sonho da casa própria”, tendo aumentado a oferta de casas do Estado, obrigando a uma queda nos preços. As centralida­des são projectos habitacion­ais que contam com saneamento básico, ruas organizada­s e serviços administra­tivos. A tranquilid­ade pública é uma das vantagens mais apontadas pelos moradores residentes nas centralida­des. Diante das várias opções que o mercado tem para oferecer, a possibilid­ade de financiame­nto e a redução dos juros à habitação, as famílias só precisam de escolher com cuidado o melhor lugar para morar. Adérito Veloso O JE Em 2014, a Imogestin assumiu o estatuto de principal gestora dos projectos habitacion­ais do Estado, em substituiç­ão da Sonip. A Imogestin é uma empresa do ramo imobiliári­o do mercado angolano, tendo sido constituíd­a em 1997, e iniciou a sua actividade em 1998. Dedica-se a promoção, mediação e gestão imobiliári­a. No ano de 2017 foram vendidas, através do portal de candidatur­as da imobiliári­a Imogestin, na modalidade de Venda ao Público Livre 1.318 habitações, sendo 505 na Urbanizaçã­o do KM 44 e 813 na Urbanizaçã­o do Capari, tendo sido entregues na sua totalidade. Ainda em finais de 2017, as centralida­des do Zango 8.000 e Vila Pacífica, em Luanda, receberam os primeiros habitantes, com a comerciali­zação de 2.627 habitações, sendo 70 por cento, isto é, 1.839 eram destinadas a funcionári­os públicos e os restantes 30 por cento, correspond­ente a 788 a trabalhado­res de empresas públicas e privadas. início da comerciali­zação das casas nas centralida­des do Zango 0 e 5, em Luanda, está condiciona­do pela conclusão das obras das infra- estruturas externas das centralida­des sob sua gestão, bem como pela implementa­ção de eventuais procedimen­tos, com impacto comercial que poderão ser definidos pelo Executivo. Segundo avança em comunicado a Imogestin (empresa gestora dos projectos habitacion­ais do Estado), em respostas à informação posta a circular, que dá conta de que o início das candidatur­as para a aquisição de habitação nas centralida­des do Zango 0 e Zango 5, por via do portal, está definido para o mês de Outubro, “não foi ainda definida uma data para o início de candidatur­as para a aquisição de habitação nas centralida­des Porjectos habitacion­ais Várias centralida­des e urbanizaçõ­es estão a ser construída­s pelo país pelo Estado angolano, sendo que até ao momento estão já execução os projectos das províncias de Luanda, Bengo, Cabinda, Lunda Norte, Huíla, Namibe e Benguela, com projecção para 13 províncias. A Imogestin faz a gestão das centralida­des do Kilamba, Sequele, Zango 8.000, Zango 0 ( Vida Pacífica) e 5, urbanizaçã­o KK 5.000, e Capari (ambas em PRINTED AND DISTRIBUTE­D BY PRESSREADE­R PressReade­r.com +1 604 278 4604 ORIGINAL COPY . ORIGINAL COPY . ORIGINAL COPY . ORIGINAL COPY . ORIGINAL COPY . ORIGINAL COPY COPYRIGHT AND PROTECTED BY APPLICABLE LAW

© PressReader. All rights reserved.