PAC che­ga à Lun­da Nor­te com 750 mi­lhões de kwanzas

Jornal Economia and Finanças - - FINANÇAS - Ar­man­do Sa­pa­lo no Dun­do

Se­te­cen­tos e cin­quen­ta mi­lhões

de kwanzas es­tão dis­po­ní­veis pa­ra a pri­mei­ra fa­se de fi­nan­ci­a­men­to dos pro­du­to­res da pro­vín­cia da Lun­da Nor­te, se­gun­do in­for­mou o di­rec­tor pa­ra a Eco­no­mia, Com­pe­ti­ti­vi­da­de e Ino­va­ção do Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia e Pla­ne­a­men­to, Cé­sar Araú­jo, 15 pro­ces­sos, de igual nú­me­ro de co­o­pe­ra­ti­vas da pro­vín­cia da Lun­da Nor­te li­ga­das a três áre­as da ac­ti­vi­da­de eco­nó­mi­ca lo­cal e en­qua­dra­das nos 54 pro­du­tos da ces­ta bá­si­ca ele­gí­veis no Pro­gra­ma de Apoio ao Cré­di­to (PAC), vão, até o fi­nal do mês de Ju­nho, be­ne­fi­ci­ar de fi­nan­ci­a­men­to.

Ca­da uma das 15 co­o­pe­ra­ti­vas da Lun­da Nor­te po­de re­ce­ber até kz 50 mi­lhões, as­se­gu­rou es­ta se­ma­na, na ci­da­de do Dun­do, Cé­sar Araú­jo, à mar­gem do en­con­tro que man­te­ve com clas­se a em­pre­sa­ri­al, on­de se abor­dou o De­cre­to Pre­si­den­ci­al nº 23/19, so­bre os ins­tru­men­tos de fa­ci­li­ta­ção pa­ra aces­so ao cré­di­to, e as po­lí­ti­cas pú­bli­cas des­ti­na­das à pro­mo­ção da pro­du­ção in­ter­na.

Cé­sar Araú­jo dis­se que o Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia e Pla­ne­a­men­to re­co­men­dou às au­to­ri­da­des go­ver­na­ti­vas da pro­vín­cia, a in­di­ca­ção de 15 co­o­pe­ra­ti­vas que ne­ces­si­tem de se­gui­men­to de con­sul­to­res pa­ra a ela­bo­ra­ção de pro­jec­tos sus­ten­tá­veis até o fi­nal de Mar­ço e se­rem in­tro­du­zi­dos nos co­mi­tés de cré­di­to dos bancos par­cei­ros do PAC.

Pa­ra as mi­cro e pe­que­nas em­pre­sas, o pro­jec­to a apre­sen­tar pe­los in­te­res­sa­dos vai de­fi­nir o li­mi­te do cré­di­to. Cé­sar Araú­jo ex­pli­cou tam­bém que o Ban­co de De­sen­vol­vi­men­to de An­go­la (BDA) e o Ban­co An­go­la­no de In­ves­ti­men­tos (BAI) são os prin­ci­pais par­cei­ros do Exe­cu­ti­vo no PAC.

Re­de de co­mer­ci­a­li­za­ção

Agri­cul­to­res e res­pon­sá­veis de co­o­pe­ra­ti­vas e mi­cro e pe­que­nas em­pre­sas da Lun­da Nor­te es­pe­ram pe­la fa­ci­li­ta­ção de fi­nan­ci­a­men­to dos seus pro­jec­tos, no qua­dro do PAC, pa­ra que se pos­sam adaptar a no­vos mé­to­dos e di­na­mi­za­rem uma re­de de co­mer­ci­a­li­za­ção que per­mi­ta a ab­sor­ção dos seus pro­du­tos.

A in­ten­ção foi ma­ni­fes­ta no Dun­do pe­lo res­pon­sá­vel da Co­o­pe­ra­ti­va Agro-pe­cuá­ri­aYe­za-2, do mu­ni­cí­pio do Xa-Mu­te­ba, Abel Ngom­bo, ao re­co­nhe­cer que as no­vas ini­ci­a­ti­vas do Exe­cu­ti­vo per­mi­tem que os em­pre­en­di­men­tos lo­cais es­te­jam em con­di­ções

de con­tri­buir no in­cre­men­to da pro­du­ção na­ci­o­nal e cri­a­ção e pro­mo­ção de no­vos em­pre­gos.

Abel Ngom­bo des­ta­cou os es­for­ços em­pre­en­di­dos pe­los pro­du­to­res, pa­ra o re­lan­ça­men­to da ac­ti­vi­da­de agro-pe­cuá­ria.

O agri­cul­tor mos­trou-se sa­tis­fei­to com as ac­ções do Exe­cu­ti­vo, pois, con­for­me re­al­çou, “além de cri­a­rem ba­ses pa­ra a re­so­lu­ção dos pro­ble­mas es­tru­tu­rais, vão tam­bém es­ta­be­le­cer me­ca­nis­mos pa­ra o sur­gi­men­to de no­vas in­fra-es­tru­tu­ras eco­nó­mi­cas, o escoamento da pro­du­ção e a for­ma­ção de uma re­de de co­mer­ci­a­li­za­ção só­li­da que cor­res­pon­da com os an­sei­os dos pro­du­to­res e con­su­mi­do­res”.

Abel Ngom­bo es­pe­ra re­ce­ber do PAC fi­nan­ci­a­men­to pa­ra de­sen­vol­ver os 30 hec­ta­res que pos­sui, 25 dos quais de­di­ca­dos ao cul­ti­vo de mi­lho e cin­co à man­di­o­ca, es­te úl­ti­mo pro­du­to a per­mi­tir já uma co­lhei­ta anu­al de qua­se du­as to­ne­la­das, com o im­pul­so de 25 tra­ba­lha­do­res.

A me­ca­ni­za­ção agrí­co­la, a aqui­si­ção de uma má­qui­na de des­cas­que e mon­ta­gem de mo­a­gens pa­ra a trans­for­ma­ção do mi­lho e man­di­o­ca em fa­ri­nha e ra­ção, pa­ra fa­ci­li­tar os pro­jec­tos dos em­pre­sá­ri­os li­ga­dos à cri­a­ção de ani­mais, é a prin­ci­pal me­ta da co­o­pe­ra­ti­va Ye­za-2.

Ou­tros pro­jec­tos

Por ou­tro la­do, o Ga­bi­ne­te Pro­vin­ci­al do De­sen­vol­vi­men­to Eco­nó­mi­co e In­te­gra­do da Lun­da Nor­te pre­ten­de, nos pró­xi­mos di­as, tra­ba­lhar no pro­ces­so de va­li­da­ção pa­ra as mi­cro e pe­que­nas em­pre­sas.

O di­rec­tor do re­fe­ri­do Ga­bi­ne­te, Luís Qui­tam­ba, ga­ran­tiu que os pro­ces­sos das co­o­pe­ra­ti­vas elen­ca­das nes­sa fa­se ini­ci­al, pa­ra be­ne­fi­ci­a­rem de cré­di­to, es­tão li­ga­dos à agro-pe­cuá­ria, in­dús­tria e co­mér­cio. O Ga­bi­ne­te pro­vin­ci­al já re­ce­beu e ana­li­sou tam­bém 61 pro­ces­sos, já en­ca­mi­nha­dos ao Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia e Pla­ne­a­men­to pa­ra efei­tos de con­sul­to­ria e es­tu­do de vi­a­bi­li­da­de téc­ni­ca e eco­nó­mi­ca, pa­ra aces­so ao cré­di­to. Além des­tes, ou­tros 300 pe­di­dos es­tão por exa­mi­nar.

Luís Qui­tam­ba re­co­nhe­ceu que os pro­du­to­res da Lun­da Nor­te en­fren­tam ain­da mui­tos pro­ble­mas es­tru­tu­rais, co­mo in­su­fi­ci­ên­cia de in­fra-es­tru­tu­ras, au­sên­cia de uma re­de de co­mer­ci­a­li­za­ção e di­fi­cul­da­des de escoamento da pro­du­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.