ONU an­te­ci­pa re­ces­são de An­go­la pa­ra 10,9%

Jornal Economia and Finanças - - FINANÇAS -

ACo­mis­são Eco­nó­mi­ca das Na­ções Uni­das pa­ra Áfri­ca (Une­ca, na si­gla in­gle­sa) es­ti­ma que An­go­la pos­sa en­fren­tar uma que­bra na ac­ti­vi­da­de eco­nó­mi­ca de 10,9 por cen­to es­te ano, de­vi­do ao Co­vid-19 e aos pre­ços bai­xos do pe­tró­leo.

Um re­la­tó­rio da Une­ca so­bre o im­pac­to do no­vo co­ro­na­ví­rus na ac­ti­vi­da­de eco­nó­mi­ca nos paí­ses da Áfri­ca Cen­tral, diz que An­go­la po­de en­fren­tar uma re­ces­são de 10,9 por cen­to na ac­ti­vi­da­de eco­nó­mi­ca, re­sul­tan­te de uma que­bra de 20 nas re­cei­tas pe­tro­lí­fe­ras, as­su­min­do um pre­ço mé­dio do pe­tró­leo de 30 dó­la­res du­ran­te o ano, a que se so­ma a re­du­ção no tu­ris­mo e nas ac­ti­vi­da­des não pe­tro­lí­fe­ras.

“A si­tu­a­ção na Áfri­ca Cen­tral é ain­da pi­or do que no res­to do con­ti­nen­te, por­que in­fe­liz­men­te a per­cep­ção so­bre a evo­lu­ção eco­nó­mi­ca, bem co­mo a guer­ra de pre­ços no pe­tró­leo, a que se jun­ta uma que­da do pre­ço do pe­tró­leo de 60 pa­ra 30 dó­la­res por bar­ril, es­tá a acon­te­cer num am­bi­en­te em que vá­ri­os paí­ses afri­ca­nos já es­tão sob apoio do FMI”, dis­se o di­rec­tor do De­par­ta­men­to da Une­ca pa­ra a Áfri­ca Cen­tral, An­tó­nio Pe­dro.

“Os nos­sos Es­ta­dos-mem­bros não te­rão o di­nhei­ro que pre­ci­sam, pa­ra re­a­gir à pan­de­mia, já que en­fren­tam um du­plo pe­ri­go: por um la­do são ata­ca­dos pe­lo ví­rus e pe­lo abran­da­men­to do cres­ci­men­to eco­nó­mi­co e de­pois não têm di­nhei­ro pa­ra res­pon­der a um agra­va­men­to da si­tu­a­ção da pan­de­mia”, acres­cen­tou o res­pon­sá­vel.

O re­la­tó­rio “mos­tra os im­pac­tos es­ti­ma­dos nos paí­ses da Áfri­ca Cen­tral em per­cen­ta­gem do Pro­du­to In­ter­no Bru­to (PIB) num ce­ná­rio do pe­tró­leo a 30 dó­la­res”, con­fir­mou à Lu­sa o res­pon­sá­vel por es­ta re­gião que, na di­vi­são da ONU, en­glo­ba An­go­la, Bu­run­di, Ca­ma­rões, Re­pú­bli­ca Cen­tro Afri­ca­na, Cha­de, Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go, Re­pú­bli­ca do Con­go, Gui­né Equa­to­ri­al, Ga­bão, Ru­an­da e São To­mé e Prín­ci­pe.

Cres­ci­men­to afri­ca­no des­ce pa­ra 1,8%

A Une­ca aler­ta que o cres­ci­men­to eco­nó­mi­co de 3,2 por cen­to, pre­vis­to pa­ra o con­ti­nen­te es­te ano, po­de re­du­zir pa­ra 1,8, de­vi­do ao abran­da­men­to pre­vis­to na pro­cu­ra dos prin­ci­pais paí­ses im­por­ta­do­res de ma­té­ri­as-pri­mas e à re­du­ção do pre­ço do pe­tró­leo.

“Dos mi­lha­res de ca­sos co­nhe­ci­dos, cer­ca de 350 são em Áfri­ca, mas o im­pac­to eco­nó­mi­co é des­pro­por­ci­o­nal”, lê-se nu­ma no­ta de aná­li­se di­vul­ga­da pe­la Une­ca em Adis Abe­ba, na qual se aler­ta que “o no­vo co­ro­na­ví­rus po­de fa­zer com que o cres­ci­men­to es­pe­ra­do des­ça de 3,2 pa­ra 1,8 por cen­to”.

Na apre­sen­ta­ção do re­la­tó­rio so­bre o im­pac­to da pan­de­mia no Con­ti­nen­te Afri­ca­no, a se­cre­tá­ria exe­cu­ti­va da Une­ca, Ve­ra

Swon­ge, dis­se que o fac­to de a Chi­na es­tar a ser se­ve­ra­men­te afec­ta­da, iria, ine­vi­ta­vel­men­te, im­pac­tar tam­bém o co­mér­cio.

Pro­du­to In­ter­no Bru­to

“Áfri­ca po­de per­der me­ta­de do cres­ci­men­to do PIB de­vi­do a um con­jun­to de ra­zões, que in­clu­em as per­tur­ba­ções na ca­deia de for­ne­ci­men­to glo­bal”, dis­se a res­pon­sá­vel, no­tan­do que o con­ti­nen­te es­tá for­te­men­te li­ga­do à Eu­ro­pa, Chi­na e Es­ta­dos Uni­dos.

O con­ti­nen­te, acres­cen­tou, vai pre­ci­sar de mais de 10 mil mi­lhões de dó­la­res em au­men­tos nos gas­tos de saú­de, pa­ra con­ter a pro­pa­ga­ção do ví­rus e, por ou­tro la­do, pa­ra com­pen­sar a que­bra de re­cei­tas, que po­de le­var a uma si­tu­a­ção de dí­vi­da in­sus­ten­tá­vel.

Co­vid-19 ti­ra usd 65 mil mi­lhões

No re­la­tó­rio, ex­pli­ca-se que, “as­su­min­do uma ex­por­ta­ção de bar­ris de pe­tró­leo es­te ano idên­ti­ca em vo­lu­me à da mé­dia en­tre 2016 e 2018, com o pre­ço mé­dio de 35 dó­la­res, o Co­vid19 po­de fa­zer as re­cei­tas de ex­plo­ra­ção caí­rem pa­ra 101 mil mi­lhões de dó­la­res es­te ano”, o que re­pre­sen­ta uma que­da de 65 mil mi­lhões de dó­la­res.

En­tre as re­co­men­da­ções apon­ta­das pe­la Une­ca, os pe­ri­tos sa­li­en­tam que “os go­ver­nos afri­ca­nos de­vem re­ver os or­ça­men­tos, pa­ra dar pri­o­ri­da­de às me­di­das que pos­sam mi­ti­gar os efei­tos ne­ga­ti­vos es­pe­ra­dos do Co­vid-19 nas su­as eco­no­mi­as”.

A or­ga­ni­za­ção con­si­de­ra ain­da que os go­ver­nos de­vem “dar in­cen­ti­vos aos im­por­ta­do­res de ali­men­tos, pa­ra com­pra­rem ra­pi­da­men­te quan­ti­da­des su­fi­ci­en­tes que pos­sam ser ar­ma­ze­na­das, fi­nan­ci­ar a pre­pa­ra­ção pa­ra o im­pac­to, a pre­ven­ção e as me­di­das cu­ra­ti­vas, in­cluin­do a par­te lo­gís­ti­ca”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.