AN­GO­LA PRE­PA­RA-SE PA­RA EMI­TIR USD 3 MIL MI­LHÕES DE DÍ­VI­DA SOBERANA

Jornal Economia and Finanças - - FINANÇAS -

A pró­xi­ma emis­são de dí­vi­da soberana do país ao mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal de 3 mil mi­lhões de dó­la­res po­de­rá ser­vir pa­ra fi­nan­ci­ar o dé­fi­ce or­ça­men­tal, que po­de­rá au­men­tar de­vi­do à que­da dos pre­ços do pe­tró­leo.

De acor­do com um des­pa­cho pre­si­den­ci­al, ci­ta­do on­tem, pe­la Lu­sa, a mi­nis­tra das Fi­nan­ças fi­ca au­to­ri­za­da a no­me­ar os bancos que vão tra­tar da ope­ra­ção que ron­da os 2,8 mil mi­lhões de euros, mas não são for­ne­ci­dos de­ta­lhes so­bre os pra­zos. A dí­vi­da ac­tu­al nes­tes títulos de dí­vi­da soberana ron­da os 8 mil mi­lhões de dó­la­res (cer­ca de 7,4 mil mi­lhões de euros), e é de­ti­da mai­o­ri­ta­ri­a­men­te por in­ves­ti­do­res eu­ro­peus e nor­te-ame­ri­ca­nos, que pro­cu­ram nos títulos an­go­la­nos ta­xas de ju­ro ele­va­das que com­pen­sem a fal­ta de re­mu­ne­ra­ção dos títulos oci­den­tais.

A ta­xa de ju­ro exi­gi­da pe­los in­ves­ti­do­res pa­ra tran­sa­ci­o­na­rem dí­vi­da pú­bli­ca an­go­la­na com ma­tu­ri­da­de em 2025 su­biu 1,6 pon­tos ba­se des­de o iní­cio de Mar­ço, pa­ra 23,52 por cen­to, num con­tex­to de des­ci­da dos pre­ços do pe­tró­leo pa­ra ní­veis his­tó­ri­cos e de pro­pa­ga­ção do no­vo co­ro­na­ví­rus, se­gun­do a agên­cia de in­for­ma­ção fi­nan­cei­ra Blo­om­berg.

A dí­vi­da pú­bli­ca de

A DÍ­VI­DA AC­TU­AL NES­TES TÍTULOS DE DÍ­VI­DA SOBERANA RON­DA OS 8 MIL MI­LHÕES DE DÓ­LA­RES (CER­CA DE 7,4 MIL MI­LHÕES DE EUROS)

An­go­la tem vin­do a su­bir sus­ten­ta­da­men­te, não só de­vi­do às emis­sões de dí­vi­da, mas tam­bém pe­la de­pre­ci­a­ção do kwan­za no ano pas­sa­do, ele­van­do o rá­cio da dí­vi­da so­bre o PIB pa­ra mais de 100 por cen­to.

No fi­nal do ano pas­sa­do, An­go­la re­gres­sou ao mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal com a emis­são de cer­ca de USD 3 mil mi­lhões de dí­vi­da soberana, de­no­mi­na­da Pa­lan­ca IV.

O país es­tre­ou-se na emis­são de Eu­ro­bonds cap­tan­do no mer­ca­do ex­ter­no cer­ca de 1,50 mil mi­lhões de dó­la­res, a uma ta­xa de ju­ro de 9,5 por cen­to, ao ano.

A ope­ra­ção de emis­são foi es­tru­tu­ra­da pe­los bancos es­tran­gei­ros Gold­man Sa­chs In­ter­na­ti­o­nal, Deuts­che Bank e o ICBC In­ter­na­ti­o­nal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.