Ope­ra­do­res em Cabinda re­ce­bem títulos de Al­va­rá

Jornal Economia and Finanças - - INFRA-ESTRUTURA - Jo­a­quim Su­a­mi em Cabinda

A CONCESSÃO DE TÍTULOS QUE HABILITA AS EM­PRE­SAS DE EXERCEREM AS SU­AS AC­TI­VI­DA­DES DE­VE ENCORAJAR OU­TROS AGEN­TES DO RA­MO PA­RA QUE POS­SAM AGIR NOS TER­MOS DA LEI

CCi­vil in­quen­ta e três em­pre­sas da pro­vín­cia de Cabinda, que ac­tu­am no sec­tor da Cons­tru­ção

e Obras Pú­bli­cas, re­ce­be­ram, re­cen­te­men­te, na ci­da­de de Cabinda, os seus títulos de Al­va­rá de Ha­bi­li­ta­ções, que os per­mi­te exer­cer ac­ti­vi­da­de de edi­fi­ca­ção e re­a­bi­li­ta­ção de vá­ri­as in­fra-es­tru­tu­ras da re­gião.

O no­vo mo­de­lo de Al­va­rá de Ha­bi­li­ta­ções que é emi­ti­do ex­clu­si­va­men­te pe­lo Ins­ti­tu­to Re­gu­la­dor da Cons­tru­ção Ci­vil e Obras Pú­bli­cas, sob De­cre­to Pre­si­den­ci­al nº 103/16, vi­sa ga­ran­tir mai­or dig­ni­da­de, cre­di­bi­li­da­de e con­fi­an­ça as em­pre­sas do sec­tor na concessão de obras pú­bli­cas.

O di­rec­tor Na­ci­o­nal do Ins­ti­tu­to Re­gu­la­dor da Cons­tru­ção Ci­vil e Obras Pú­bli­cas, Luís Fi­li­pe, dis­se que o tí­tu­lo de Al­va­rá é um do­cu­men­to de­fi­ni­ti­vo que traz con­si­go al­guns ele­men­tos an­ti­frau­de e de se­gu­ran­ça que evi­tam a fal­si­fi­ca­ção da es­cri­tu­ra.

“É um do­cu­men­to no­vo e de­fi­ni­ti­vo que vem subs­ti­tuir to­dos os Al­va­rás que fo­ram emi­ti­dos pe­la an­ti­ga co­mis­são na­ci­o­nal de ins­cri­ção e clas­si­fi­ca­ção de em­prei­tei­ros de obras pú­bli­cas no país, o que vai per­mi­tir mai­or con­tro­lo das em­pre­sas e das obras de cons­tru­ção ci­vil”, dis­se.

Se­gu­ran­ça aos em­prei­tei­ros

Pa­ra o se­cre­tá­rio pro­vin­ci­al das

Obras Pú­bli­cas, Pau­lo Lu­vam­ba­no, o tí­tu­lo ha­bi­li­tan­te, além de es­tar de acor­do com a no­va le­gis­la­ção vai ga­ran­tir mai­or se­gu­ran­ça aos em­prei­tei­ros da re­gião.

“Os Al­va­rás têm ca­te­go­ri­as em que o em­prei­tei­ro de­ve es­pe­ci­fi­car o que sa­be fa­zer, por­que quan­to mai­or for o nú­me­ro de ser­vi­ços, mai­or se­rão os emo­lu­men­tos que a em­pre­sa pa­ga­rá, por is­so vai fa­ci­li­tar a ra­ci­o­na­li­za­ção dos ser­vi­ços pa­ra que to­dos pos­sam par­ti­ci­par na cons­tru­ção e re­cons­tru­ção da pro­vín­cia, em par­ti­cu­lar, e do país, em ge­ral”, re­fe­riu.

O vi­ce-go­ver­na­dor pa­ra Á rea Eco­nó­mi­ca e Pro­du­ti­va, Ma­cá­rio Lem­be, ape­lou a co­mis­são lo­cal de atri­bui­ção de títulos ha­bi­li­tan­tes, mai­or ob­ser­vân­cia das nor­mas, por for­ma a ga­ran­tir a ce­le­ri­da­de e trans­pa­rên­cia na concessão de Al­va­rás.

“A concessão de títulos que habilita as em­pre­sas de exercerem as su­as ac­ti­vi­da­des de­ve encorajar ou­tros agen­tes do ra­mo pa­ra que pos­sam agir nos ter­mos da lei, com vis­ta a con­tri­buir pa­ra uma so­ci­e­da­de ca­da vez mais or­ga­ni­za­da”, exal­tou.

O sec­tor de In­fra-es­tru­tu­ras e Ser­vi­ços Téc­ni­cos, em Cabinda, con­ta com 184 em­pre­sas, das quais 114 de cons­tru­ção ci­vil e obras pú­bli­cas, 60 que se de­di­cam na ela­bo­ra­ção de es­tu­dos, pro­jec­tos e fis­ca­li­za­ção.

A ce­ri­mó­nia de apre­sen­ta­ção e en­tre­ga dos no­vos títulos de Al­va­rás, in­se­ri­do no pla­no de ac­ti­vi­da­des do Ins­ti­tu­to Re­gu­la­dor da Cons­tru­ção Ci­vil e Obras Pú­bli­cas, pa­ra o pre­sen­te ano, de­cor­reu na sa­la de reu­niões da se­de das se­cre­tá­ri­as pro­vin­ci­ais.

A ní­vel da pro­vín­cia de Cabinda es­tão em cur­so vá­ri­as obras es­tru

tu­ran­tes, que vão con­tri­buir pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to so­ci­o­e­co­nó­mi­co.

Des­tas, des­ta­cam-se as obras de di­ver­sas in­fra-es­tru­tu­ras do sec­tor dos Trans­por­tes, no­me­a­da­men­te o ter­mi­nal ma­rí­ti­mo de pas­sa­gei­ros, que­bra-mar, por­to de águas pro­fun­das do Caio e o ae­ro­por­to “Ma­ria Mam­bo Ca­fé”, além da re­a­bi­li­ta­ção e as­fal­ta­gem de vá­ri­os qui­ló­me­tros de es­tra­das.

EDI­ÇÕES NOVEMBRO

Vá­ri­as em­pre­sas lo­cais es­tão en­ga­ja­das no pro­gra­ma de re­a­bi­li­ta­ção e as­fal­ta­gem das es­tra­das das pro­vín­ci­as

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.