COVID-19 MOSTRA IM­POR­TÂN­CIA DA ZO­NA DE COMÉRCIO LI­VRE

Jornal Economia and Finanças - - ÁFRICA -

A pan­de­mia Covid-19 mostra a im­por­tân­cia da im­ple­men­ta­ção da Zo­na de Li­vre Comércio Con­ti­nen­tal Afri­ca­na (AfCFTA), que con­ta com a ade­são dos paí­ses de língua portuguesa, se­gun­do a Comissão Económica da ONU pa­ra a Áfri­ca (Une­ca).

Na mais re­cen­te ava­li­a­ção ao im­pac­to da pan­de­mia Co­vid19 no Con­ti­nen­te Afri­ca­no, a Une­ca de­fen­de que a AfCFTA, com iní­cio pre­vis­to pa­ra Ju­lho des­te ano, man­te­nha o seu ím­pe­to, co­mo um me­ca­nis­mo pa­ra cons­truir a ca­pa­ci­da­de de re­sis­tên­cia a lon­go pra­zo e ges­tão da vo­la­ti­li­da­de. “Exem­plo dos be­ne­fí­ci­os po­ten­ci­ais da AfCFTA no ac­tu­al con­tex­to de emer­gên­cia”, acres­cen­ta a Une­ca, é o “au­men­to do comércio in­tra-afri­ca­no de pro­du­tos far­ma­cêu­ti­cos e bá­si­cos”. As­si­na­do em 2018, o AfCFTA estabelece um mer­ca­do con­ti­nen­tal úni­co, que per­mi­ti­rá a li­vre cir­cu­la­ção de em­pre­sá­ri­os e in­ves­ti­men­tos, abran­gen­do to­dos os 54 es­ta­dos-mem­bros da União Afri­ca­na.

En­tre os sig­na­tá­ri­os in­clui An­go­la, que es­te­ve re­pre­sen­ta­da na ci­mei­ra de 2017 pe­lo Pre­si­den­te João Lou­ren­ço e Moçambique, tam­bém re­pre­sen­ta­do pe­lo Chefe de Es­ta­do Filipe Nyu­si. Tam­bém en­con­tram-se a Gui­né Equa­to­ri­al, São To­mé e Prín­ci­pe e Ca­bo Verde, sen­do a Gui­né-Bissau o úni­co país de língua portuguesa que não as­si­nou o acor­do de Ki­ga­li.

DR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.