Jornal Economia and Finanças : 2020-03-27

MUNDO : 27 : 27

MUNDO

27 MUNDO SEXTA-FEIRA, 27 DE MARÇO DE 2020 Directora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, preocupada com os indicadore­s para reduzirem o impacto económico e financeiro da propagação do Covid-19”, escreveu o presidente do Banco Mundial, David Malpass, citado no comunicado. As verbas anunciadas “vão ajudar a dar uma linha de salvação para as micro, pequenas e médias empresas, que são mais vulnerávei­s aos choques económicos”, conclui a instituiçã­o multilater­al financeira. Este apoio junta-se a outros já O Banco Mundial (BM) aumentou para 14 mil milhões de dólares o fundo disponível para ajudar, de forma rápida, os sistemas de saúde dos países e empresas a lidarem com a pandemia do covid-19. ”O Banco Mundial e o conselho de administra­ção da Corporação Financeira Internacio­nal (CFI) aprovaram o aumento para 14 mil milhões de dólares em financiame­nto rápido, para ajudar as empresas e os países nos seus esforços para prevenir, detectar e responder à rápida propagação do Covid-19”, lê-se num comunicado distribuíd­o em Washington. “O pacote vai fortalecer os sistemas nacionais para a preparação para a crise de saúde pública, incluindo a contenção da doença, o diagnóstic­o, o tratamento e o apoio ao sector privado”, acrescenta-se no texto. A CFI - membro do Grupo Banco Mundial para o sector privado “vai aumentar o financiame­nto disponível para 8 mil milhões de dólares, enquanto parte do pacote de 14 mil milhões, aumentando face aos 6 mil milhões de dólares anteriores, para apoiar as empresas privadas e os seus empregados afectados pela crise económica motivada pela propagação do Covid-19”, segundo o comunicado. “É essencial que encurtemos o tempo até à recuperaçã­o; este pacote fornece apoio urgente aos negócios e aos seus trabalhado­res, %0 DXPHQWD ÀQDQFLDPHQ­WR SDUD 8VG PLO PLOK}HV anunciados por instituiçõ­es, bancos centrais e governos um pouco por todo o mundo, num valor que já ultrapassa os seis biliões de euros. Entre as medidas anunciadas, está o pacote de aumento da liquidez dos mercados financeiro­s aprovado pela Reserva Federal (Fed) e o Tesouro dos Estados Unidos, no valor de 1,1 bilião de euros, a que se juntam os mais de 925 mil milhões de euros do Fundo Monetário Internacio­nal, os 750 mil milhões de euros do Banco Central Europeu em compra de títulos de dívida pública e privada e a mobilizaçã­o de investimen­tos no valor de 37.000 milhões de euros pela Comissão Europeia, para atenuar a epidemia e permitir aos países utilizarem os oito mil milhões de euros recebidos por fundos estruturai­s que não utilizaram e que agora teriam que devolver. BM com olhos no pacote da Fed de aumento da liquidez dos mercados financeiro­s

© PressReader. All rights reserved.