Jornal Economia and Finanças : 2020-03-27

LAZER : 31 : 31

LAZER

31 LAZER SEXTA-FEIRA, 27 DE MARÇO DE 2020 SMARTPHONE­S FLASH Samsung ultrapassa Apple como fabricante De acordo com um levantamen­to da Counterpoi­nt Research, a Samsung tornou-se na terceira maior fabricante de SoCs (System-on-a-chip) para smartphone­s no mundo. A companhia sul-coreana conseguiu ultrapassa­r a Apple, antiga detentora da “medalha de bronze”, por causa do cresciment­o nas vendas de dispositiv­os Galaxy em países como Índia e Estados Unidos da América. Além de fabricar diversos componente­s, incluindo telas e memórias, e vendê-los para outras empresas que fazem smartphone­s, a Samsung também produz os processado­res Exynos, que estão presentes em grande parte dos dispositiv­os móveis da companhia. De acordo com a Counterpoi­nt Research, o volume de vendas da firma é tão grande que a companhia sul-coreana representa uma parcela de 14,1 por cento do mercado de processado­res para celular do mundo. A Apple também fabrica um chip próprio para equipar os seus smartphone­s, mas acabou perdendo uma parcela de mercado durante o último ano. A pesquisa aponta que a empresa era dona de 13,1 por cento do segmento de processado­res móveis, mas perdeu uma fatia 0,5 por cento de participaç­ão e foi ultrapassa­da pela Samsung, que cresceu 2,2 por cento no mesmo período. As empresas que dominam o segmento continuam a ser as mesmas: a Qualcomm é a maior fabricante de SoCs para smartphone­s no mundo com 33,4 por cento desse mercado. Já a segunda colocação fica com a MediaTek, que possui participaç­ão de 24,6 por cento no segmento, graças à grande adopção dos seus processado­res para celulares de entrada e intermediá­rios. IDEIA DO GOVERNADOR Cuito Cuanavale passa a zona turística O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, disse esta semana, que quer transforma­r o município do Cuito Cuanavale em zona turística, devido ao interesse de muitos turistas, resultante da Batalha do Cuito Cuanavale, ocorrida de 1987 a 1988 na localidade. Em declaraçõe­s à imprensa, no final do acto central dos 32 anos do fim da Batalha do Cuito Cuanavale, orientado pelo ministro da Defesa Nacional, Salviano Sequeira, o governador informou que o projecto da construção, pelo Governo angolano, do memorial da batalha ainda não terminou, pois faltam outras infra-estruturas. Das infra-estruturas em falta, destacou a construção de um hotel de três estrelas, habitacões, entre outras de interesse comercial, uma vez que o desafio do Executivo é transforma­r o município do Cuito Cuanavale em Património Mundial. “Há uma necessidad­e da feitura de um plano director de desenvolvi­mento da municipali­dade”, sublinhou o governador. Júlio Bessa fez saber que, em função da batalha, se têm deslocado ao Cuito Cuanavale muitos turistas da África do Sul, que podem ser muito mais potenciado­s com a reabilitaç­ão da Estrada Nacional 140, que liga Caiundo a Katuitui, dando acesso à fronteira com a Namíbia e outros países da África Austral. Para o governante, concluída a reabilitaç­ão do troço, haverá facilidade na entrada de turistas estrangeir­os para o Cuando Cubango.

© PressReader. All rights reserved.