23 JORNADA PROSSEGUE ESTA TARDE

In­ter­clu­be tem chan­ce de as­su­mir o co­man­do co­mo su­ce­deu na I vol­ta

Jornal dos Desportos - - PORTADA - BETUMELEANO FERRÃO

Odes­per­dí­cio dos ri­vais, Pe­tro de Lu­an­da e 1º de Agos­to, po­de re­sul­tar esta tarde em bo­nan­ça pa­ra o In­ter­clu­be, uma vi­tó­ria so­bre a com­pe­ti­ti­va Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to, po­de de­vol­ver a li­de­ran­ça aos po­lí­ci­as. O jo­go co­me­ça às 15h00 no Es­tá­dio 22 de Ju­nho, com os co­man­da­dos de Paulo Tor­res im­buí­dos de um úni­co pen­sa­men­to, fa­zer me­lhor do que os opo­nen­tes que es­tão na cor­ri­da ao tí­tu­lo.

A pro­gre­dir em si­lên­cio, mas com o fo­co na re­cu­pe­ra­ção da pas­sa­da de an­tes, os po­lí­ci­as che­ga­ram à por­ta das opor­tu­ni­da­des, o pri­mei­ro lu­gar vol­tou a tor­nar­se re­a­li­da­de, tu­do de­pen­de do de­sem­pe­nho com­pe­ti­ti­vo, no di­fí­cil embate an­te os es­tu­dan­tes. Por mais que os ven­tos de pres­são es­te­jam a afli­gir a equi­pa azul, é pon­to as­sen­te que ho­je é dos di­as em que o In­ter­clu­be tem de dar até o que não tem, acon­te­ça o que acon­te­cer, é fun­da­men­tal gas­tar-se à pro­cu­ra do(s) go­lo(s) da li­de­ran­ça.

Os po­lí­ci­as são cau­te­lo­sos na ho­ra de fa­zer o dis­cur­so do tí­tu­lo, nin­guém vai for­çá-los a fa­lar co­mo cam­peões, de mo­do al­gum, é exa­ge­ro es­pe­rar que o In­ter­clu­be con­si­ga com ou sem di­fi­cul­da­des pas­sar pe­la Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to. Mais do que o fac­tor ca­sa, os po­lí­ci­as têm de con­ci­li­ar a am­bi­ção e a mo­ti­va­ção ne­ces­sá­ri­as, pa­ra não re­pe­ti­rem a fal­ta de ape­ti­te do Pe­tro e do1º de Agos­to, jo­gar à cam­peão é o que o In­ter­clu­be tem de fa­zer.

A re­a­li­zar um cam­pe­o­na­to re­gu­lar, a Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to fez as con­tas pa­ra per­ce­ber o que a es­pe­ra no Es­tá­dio 22 de Ju­nho, mes­mo sem a bo­la ro­lar, os es­tu­dan­tes sa­bem que têm de es­fri­ar a ca­be­ça aos po­lí­ci­as, só de­pois, é que re­di­gem as li­ções preparadas em ca­sa, pa­ra ob­te­rem um re­sul­ta­do po­si­ti­vo.

Os es­tu­dan­tes cos­tu­mam ser in­tra­tá­veis em ca­sa, ex­tra­mu­ros adop­tam pos­tu­ra mo­des­ta, quan­do o ad­ver­sá­rio é da bi­to­la do In­ter­clu­be. Se a es­tra­té­gia dêr bons re­sul­ta­dos, há pou­cos mo­ti­vos pa­ra acre­di­tar que a Aca­dé­mi­ca vai ex­pe­ri­men­tar coi­sa no­va, co­mo as no­vi­da­des às ve­zes atra­pa­lham, é acon­se­lhá­vel que os es­tu­dan­tes man­te­nham a iden­ti­da­de de sem­pre, pa­ra pre­va­le­cer con­tra o In­ter­clu­be.

À me­di­da que o Girabola Zap 2018 en­ca­mi­nha pa­ra a rec­ta fi­nal, os com­pe­ti­do­res são for­ça­dos a se­pa­rar o tri­go do jóio, re­al­men­te o tem­po de se­pa­ra­ção é ago­ra, pe­lo que In­ter­clu­be e Aca­dé­mi­ca têm de gas­tar as fi­chas que têm, pa­ra an­te­ci­par às con­tas fi­nais. É ver­da­de, que o fa­vo­ri­tis­mo é dos po­lí­ci­as, mas os es­tu­dan­tes vão im­pe­dir que o cam­po es­te­ja in­cli­na­do, pois se is­so acon­te­cer, a der­ro­ta po­de ser uma ques­tão de tem­po.

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

Aca­dé­mi­ca põe à pro­va o bom mo­men­to do In­ter­clu­be

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.