Bi­an­chi des­ta­ca ati­tu­de do plan­tel

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL - VALÓDIA KAMBATA

O Gi­ra­bo­la es­tá ao ru­bro, no to­po da clas­si­fi­ca­ção. Os can­di­da­tos ao tí­tu­lo co­me­çam jor­na­da após jor­na­da, a to­ma­rem con­ta das res­pec­ti­vas po­si­ções na clas­si­fi­ca­ção, ex­cep­ção ao in­tru­so Des­por­ti­vo da Huí­la. O Petro de Lu­an­da com a vi­tó­ria di­an­te do In­ter­clu­be es­tá no G4.

O téc­ni­co dos tri­co­lo­res, Be­to Bi­a­chi, va­lo­ri­zou o em­pe­nho dos jo­ga­do­res que con­se­gui­ram uma im­por­tan­te vi­tó­ria di­an­te dos polícias, com go­lo de Job. "Vi­e­mos de uma sequên­cia de jo­gos in­ten­sos e nem por is­so, bai­xa­mos o rit­mo di­an­te de um gran­de ri­val. Es­tá­va­mos ci­en­tes do grau de di­fi­cul­da­des, mas sa­bía­mos dos nos­sos ob­jec­ti­vos", sa­li­en­tou .

O trei­na­dor enal­te­ceu a ati­tu­de dos atle­tas, com des­ta­que pa­ra os que subs­ti­tuí­ram os in­dis­po­ní­veis. "Tivemos as bai­xas do Ti­a­go Azu­lão e o Tó, mas os que en­tra­ram mos­tra­ram es­tar em con­di­ções de se­rem ti­tu­la­res no Petro. Es­tão to­dos de pa­ra­béns, pois, foi uma vi­tó­ria im­por­tan­te di­an­te de um bom ad­ver­sá­rio", re­co­nhe­ceu. Quan­to ao tra­ba­lho do trio de ar­bi­tra­gem, o his­pa­no -bra­si­e­li­ro ga­ran­te que te­ve uma ac­tu­a­ção nor­mal, ape­sar de du­as si­tu­a­ções que po­di­am mu­dar o cur­so do jo­go. " Não ges­ti­cu­lei mui­to, ape­nas, na si­tu­a­ção em que hou­ve a agres­são ao Job, di­an­te do quar­to ar­bi­tro", la­men­tou. "Ou­tra si­tu­a­ção acon­te­ceu num lan­ce, em que to­dos vi­ram que foi pe­nal­ti, mas na­da foi as­si­na­la­do. São du­as si­tu­a­ções nor­mais no fu­te­bol, pe­lo que não te­nho na­da com a ar­bi­tra­gem", afir­mou. Por úl­ti­mo, Be­to Bi­an­chi va­lo­ri­zou as du­as vi­tó­ri­as con­se­cu­ti­vas, mas ga­ran­te que vai lu­tar jo­go após jo­go. "Fo­ram du­as vi­tó­ri­as mui­to im­por­tan­tes, con­se­gui­mos es­tar no top da clas­si­fi­ca­ção, com jo­gos a me­nos", su­bli­nhou. "Va­mos ter mais jo­gos a me­nos, fa­ce à nos­sa par­ti­ci­pa­ção nas Afrotaças, na se­ma­na que vem. O mais im­por­tan­te pa­ra é pen­sar jo­go após jo­go e tra­ba­lhar com hu­mil­da­de, coi­sa que os jo­ga­do­res es­tão a fa­zer", elo­gi­ou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.