EGÍP­CIO MOHA­MED SA­LAH ELEI­TO ME­LHOR JO­GA­DOR AFRI­CA­NO

Jornal dos Desportos - - PORTADA -

O avan­ça­do egíp­cio Moha­med Sa­lah re­va­li­dou na ter­ça-fei­ra, o tí­tu­lo de me­lhor fu­te­bo­lis­ta do con­ti­nen­te afri­ca­no, ao ser elei­to pe­la Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na de Fu­te­bol (CAF), du­ran­te uma ga­la re­a­li­za­da na ci­da­de se­ne­ga­le­sa de Da­kar, de­pois do fei­to em 2017. Ac­tu­al­men­te, ao ser­vi­ço do Li­ver­po­ol da In­gla­ter­ra, ven­ceu na cor­ri­da o co­le­ga de equi­pa, Sa­dio Ma­né, do Se­ne­gal, o ga­bo­nês Jer­re-Eme­rick Au­ba­meyang, do Ar­se­nal, tam­bém da In­gla­ter­ra.

Em 22 de Ju­nho de 2017 tor­nou-se no afri­ca­no mais ca­ro da his­tó­ria do fu­te­bol, ao trans­fe­rir-se pa­ra o Li­ver­po­ol, por 42 mi­lhões de Eu­ros, mais 8 mi­lhões de bó­nus.

An­tes, o úni­co egíp­cio a con­quis­tar a dis­tin­ção des­ta­cou-se no FC Ba­si­leia (da Suí­ça) até ser con­tra­ta­do pe­lo Chel­sea (da In­gla­ter­ra) a 26 de Ja­nei­ro de 2014, por cin­co anos e meio.

Em 2018, o jo­ga­dor mar­cou 44 go­los e pro­ta­go­ni­zou 16 as­sis­tên­ci­as em 52 jo­gos, um fei­to ex­tra­or­di­ná­rio que só foi su­pe­ra­do pe­lo an­ti­go ata­can­te da sua equi­pa, Ian Rush (mar­cou 47 go­los em 1983-84).

No seu his­to­ri­al, o fu­te­bo­lis­ta, de 26 anos, mi­li­tou na Al-Mo­ka­wlo­on (Egipto), Ba­si­leia (Suí­ça), Chel­sea (In­gla­ter­ra), Fi­o­ren­ti­na (Itá­lia), Ro­ma (Itá­lia) e Li­ver­po­ol (In­gla­ter­ra). Fez 330 jo­gos e ru­bri­cou 137 go­los, ao pas­so que a ní­vel da se­lec­ção fez 62 par­ti­das e acer­tou 39 ve­zes na ba­li­za.

Sa­lah tor­nou-se o quar­to jo­ga­dor a er­guer o tro­féu, em dois anos con­se­cu­ti­vos, de­pois dos se­ne­ga­le­ses El Had­ji Di­ouf (2001 e 2002) e Yaya Touré (2011 e 2012) e do ca­ma­ro­nês Sa­mu­el Eto'o (2003 e 2004). O avan­ça­do re­ve­lou-se “mui­to or­gu­lho­so” do seu fei­to e agra­de­ceu o pré­mio à “fa­mí­lia, co­le­gas de equi­pa e adep­tos”, de­di­cou-o ao país, o Egipto. Se­gun­do o si­te Afri­ca­news, Sa­lah re­ce­beu 64 por cen­to do to­tal de 194 vo­tos, en­quan­to Ma­né, seu co­le­ga de equi­pa no Li­ver­po­ol, te­ve 22 por cen­to. Au­ba­meyang, que ac­tua no ri­val Ar­se­nal, re­co­lheu a pre­fe­rên­cia de 14 por cem­to.

O pó­dio é exac­ta­men­te igual ao de 2017, a úni­ca di­fe­ren­ça na al­tu­ra, é que Au­ba­meyang ac­tu­a­va nos ale­mães do Bo­rús­sia de Dort­mund. O pon­ta de lança dos ‘gun­ners’ ven­ceu o pré­mio em 2015 e foi o se­gun­do em 2016.

A sul-afri­ca­na Ch­res­ti­nah Kga­tla­na, me­lhor mar­ca­do­ra da Ta­ça das Nações Afri­ca­nas (CAN) de 2018, foi elei­ta jo­ga­do­ra do ano, en­quan­to a sua com­pa­tri­o­ta De­si­ree El­lis foi de­sig­na­da me­lhor trei­na­do­ra, de­pois de con­du­zir a Áfri­ca do Sul à fi­nal da CAN, per­di­da pa­ra a Ni­gé­ria no de­sem­pa­te aos pe­nál­tis.

A Ni­gé­ria foi vo­ta­da, co­mo me­lhor equi­pa fe­mi­ni­na, a Mau­ri­tâ­nia foi elei­ta a me­lhor se­lec­ção mas­cu­li­na, en­quan­to Her­vé Re­nard, que di­ri­ge Mar­ro­cos, foi vo­ta­do o me­lhor téc­ni­co do ano, pe­la ter­cei­ra vez, por uma equi­pa mas­cu­li­na, Ach­raf Ha­mi­ki, foi dis­tin­gui­do co­mo o me­lhor jo­ga­dor jo­vem. On­ze' afri­ca­no : De­nis Ma­sin­de Onyan­go (Uga/Ma­me­lo­di Sun­downs), Kou­li­baly (Sen/Ná­po­les), Au­ri­er (Cmf/Tot­te­nham), Be­na­tia (Mar/Ju­ven­tus), Eric Bailly (Cmf / Uni­ted), Mah­rez (Alg/ City), Kei­ta (Gui/Li­ver­po­ol), Par­tey (Gan/Atlé­ti­co Ma­drid), Sa­lah (Egi/Li­ver­po­ol), Ma­né (Sen/Li­ver­po­ol), Pi­er­re-Eme­rick Au­ba­meyang (Gab/Ar­se­nal).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.