Afon­so Ar­man­do in­dig­na­do com a Fe­de­ra­ção

Jornal dos Desportos - - MODALIDADE­S - PE­DRO FU­TA

Aal­te­ra­ção da da­ta de re­a­li­za­ção da Ta­ça Na­ci­o­nal me­re­ceu a re­pro­va­ção de atle­tas e de trei­na­do­res de di­fe­ren­tes equi­pas do país. Do 1º de Agos­to, che­gou a in­dig­na­ção do fun­dis­ta Afon­so Ar­man­do. O "mi­li­tar" de­fen­de que a con­cer­ta­ção de idei­as en­tre a Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Atle­tis­mo e os clu­bes fi­li­a­dos é im­por­tan­te pa­ra pre­ser­var a boa re­la­ção exis­ten­te.

Afon­so Ar­man­do jus­ti­fi­ca que os clu­bes dis­põem de pla­nos de pre­pa­ra­ção dos atle­tas que con­tem­plam o pe­río­do de al­can­ce do pi­co da per­for­man­ce des­por­ti­va. Por es­se mo­ti­vo, qual­quer al­te­ra­ção uni­la­te­ral sem a con­cer­ta­ção pré­via dei­xa-o "in­dig­na­do".

"As equi­pas têm pla­nos de trei­nos e a Fe­de­ra­ção An­go­la­na não po­de adi­ar a Ta­ça Na­ci­o­nal

a seu bel-pra­zer. O res­pei­to aos clu­bes é mui­to im­por­tan­te nas re­la­ções ins­ti­tu­ci­o­nais", fri­sou.

Afon­so Ar­man­do agra­de­ce a As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Lu­an­da pe­lo pro­lon­ga­men­to do cam­pe­o­na­to lo­cal. O even­to ser­ve pa­ra man­ter a per­for­man­ce com­pe­ti­ti­va dos atle­tas.

A Ta­ça Na­ci­o­nal es­ta­va pre­vis­ta pa­ra os di­as 15 e 16 de cor­ren­te, mas foi adi­a­da pa­ra os di­as 20 e 21 de Ju­lho em Lu­an­da.

Além de Afon­so Ar­man­do, Cláu­dio Mayem­be tam­bém ma­ni­fes­ta con­ten­ta­men­to com a di­rec­ção da As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Lu­an­da. O fun­dis­ta as­se­ve­ra que a ini­ci­a­ti­va per­mi­te aos atle­tas "me­lhor pre­pa­ra­ção pa­ra a Ta­ça Na­ci­o­nal".

"É de lou­var a ini­ci­a­ti­va da As­so­ci­a­ção. O pro­lon­ga­men­to do cam­pe­o­na­to vai per­mi­tir aos atle­tas ga­nhar a ro­da­gem com­pe­ti­ti­va. O trei­no é di­fe­ren­te da com­pe­ti­ção. Por is­so, o pro­vin­ci­al ser­ve de pre­pa­ra­ção pa­ra a Ta­ça e cam­pe­o­na­to na­ci­o­nal", dis­se.

Cláu­dio Mayem­be re­ve­lou que es­tá "fe­liz por ob­ter bons tem­pos no pro­vin­ci­al". Com o pro­lon­ga­men­to do pro­vin­ci­al vai "pro­cu­rar man­tê-los ou fa­zer me­lhor".

A As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al de Lu­an­da re­a­li­za no pró­xi­mo sá­ba­do, no ve­lho pi­so de tar­tan do Es­tá­dio dos Co­quei­ros, a ter­cei­ra jor­na­da dos cam­pe­o­na­tos se­ni­o­res mas­cu­li­no e fe­mi­ni­no. As con­di­ções ad­mi­nis­tra­ti­vas es­tão cri­a­das, se­gun­do o se­cre­tá­rio-ge­ral da ins­ti­tui­ção, Pas­co­al Chi­tum­ba.

"Te­mos as con­di­ções cri­a­das pa­ra a re­a­li­za­ção da pro­va, me­nos a fi­nan­cei­ra. A si­tu­a­ção obri­ga­nos a ter à dis­po­si­ção pou­cos juí­zes. A fal­ta de di­nhei­ro con­di­ci­o­na o pa­ga­men­to dos juí­zes", dis­se.

O res­pon­sá­vel as­so­ci­a­ti­vo es­cla­re­ceu que são necessário­s 20 juí­zes e cro­no­me­tris­tas pa­ra o êxi­to do even­to. Ca­da um é pa­go dois mil kwan­zas por pro­va.

"A nos­sa As­so­ci­a­ção não é uma uni­da­de or­ça­men­ta­da pe­lo Es­ta­do. Lo­go, es­ta­mos com di­fi­cul­da­des por não dis­por­mos tam­bém de pa­tro­ci­na­do­res", dis­se.

A ter­cei­ra jor­na­da con­ta com a par­ti­ci­pa­ção de atle­tas das equi­pas 1º de Agos­to, Pe­tro de Lu­ad­na, In­ter­clu­be e Pro­gres­so Sam­bi­zan­ga. O even­to é dis­pu­ta­do nas pro­vas de 100m bar­rei­ras e li­vres, 200, 400, 800, 1.500 e 10 mil me­tros, es­ta­fe­tas 4X400m, sal­to em com­pri­men­to e em al­tu­ra. O ar­re­mes­so de pe­so fe­cha o dia.

AGOS­TI­NHO NARCÍSO | EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.