Paul Ri­card: o pró­xi­mo “lar” dos he­róis das ro­das

Périplo pe­la “zo­na” da lín­gua fran­ce­sa con­ti­nua no “ar” de­pois dos GP de Mon­te Car­lo e de Gil­les Vil­le­neu­ve

Jornal dos Desportos - - ÚLTIMA - ALTINO VI­EI­RA DI­AS|

De­pois de Gil­les Vil­le­neu­ve mo­to­res vi­ram-se pa­ra Paul Ri­card. O périplo pe­la “zo­na” da lín­gua fran­ce­sa con­ti­nua no “ar”. De­pois de Mon­te Car­lo, Gil­les Vil­le­neu­ve, os mo­to­res "vi­ram-se” em di­rec­ção a Paul Ri­card, em Le­cas­tel­le, na Fran­ça.

Paul Ri­card se­rá a pró­xi­ma pa­ra­gem do cam­pe­o­na­to mun­di­al de Fór­mu­la 1 e a oi­ta­va cor­ri­da do cam­pe­o­na­to. Ro­main Gros­je­an e Pi­er­re Gasly são os úni­cos fran­ce­ses, pe­lo que irão re­ce­ber o mai­or ca­ri­nho dos adep­tos lo­cais.

A Fór­mu­la 1 já te­ve vá­ri­os pi­lo­tos fran­ce­ses co­mo Re­né Ar­noux, Fran­çois Ce­ve­ret, Jac­ques Laf­fi­te, Paul Bel­mon­te, Alain Prost, Oli­vi­er Pa­nis, Je­an Ale­si, Ju­les Bi­an­chi, Ro­main Gros­je­an, Es­te­ban Ocon, Pi­er­re Gasly e ou­tros. Alain Prost, Re­né Ar­noux e Je­an Pi­er­re Ja­boul­le são os úni­cos fran­ce­ses, que ven­ce­ram o Gran­de Pré­mio ca­sei­ro. Prost con­ti­nua a

ser a mai­or re­fe­rên­cia de to­dos os tem­pos de pi­lo­tos fran­ce­ses, pois ven­ceu cin­co cor­ri­das em Fran­ça: 1981, 1982, 1988, 1989 e 1990 e foi cam­peão dos mun­di­ais de 1985, 1986, 1989.

Alain Prost foi um pi­lo­to mui­to ha­bi­li­do­so, ra­zão pe­la qu­al é cha­ma­do “Pro­fes­sor” e foi tam­bém o prin­ci­pal ri­val que Ayr­ton Sen­na te­ve na Fór­mu­la 1.

Ro­main Gros­je­an, da Ha­as e Pi­er­re Gasly, da Red Bull Ra­cing Hon­da, são a gran­de es­pe­ran­ça dos fran­ce­ses. Mas, es­tes po­dem ti­rar o ca­va­li­nho da chu­va, pois os “an­jos da sor­te” da Fór­mu­la 1 não vão ope­rar nes­te sen­ti­do.

Se che­ga­rem ao pó­dio já se­ria um au­tên­ti­co “mi­la­gre”, ima­gi­ne­mos se ven­ce­rem a cor­ri­da. Gasly man­tém as ex­pec­ta­ti­vas bai­xas. Vai pre­ci­sar pas­sar por um pro­ces­so de re­co­nhe­ci­men­to, já que mui­tos fãs afir­mam que só es­tá na Red Bull es­te ano, por­que Da­ni­el Ric­ci­ar­do se trans­fe­riu pa­ra a Re­nault.

A Fór­mu­la 1 é o pi­ná­cu­lo do des­por­to mo­to­ri­za­do, uma com­pe­ti­ção em que ho­mens e má­qui­nas são tes­ta­dos até ao li­mi­te ab­so­lu­to, to­man­do a fi­a­bi­li­da­de cru­ci­al pa­ra o su­ces­so. Uma li­ção que a Mer­ce­des apren­deu, já que, des­de 2014, os úl­ti­mos anos têm si­do bons pa­ra a mar­ca ale­mã, pois tem do­mi­na­do os tí­tu­los de pi­lo­tos e equi­pas.

A mar­ca ale­mã par­te pa­ra Paul Ri­card, em Fran­ça, com o ob­jec­ti­vo de so­mar mais um vi­tó­ria, a oi­ta­va da tem­po­ra­da, mas, pe­lo que tu­do in­di­ca, po­de­rá con­tar com a for­te opo­si­ção da Fer­ra­ri que, em Gil­les Vil­le­neu­ve, viu o seu pi­lo­to re­le­ga­do pa­ra o se­gun­do pla­no, de­pois de su­pe­rar Lewis Ha­mil­ton na cor­ri­da.

A Mer­ce­des “voa” pa­ra Paul Ri­card com mui­to por ava­li­ar, pois, em Gil­les Vil­le­neu­ve, não con­se­guiu su­pe­rar a Fer­ra­ri em pis­ta. Vet­tel con­se­guiu im­por-se a Ha­mil­ton em pis­ta, ape­sar de es­te es­tar sem­pre no seu en­cal­ço, e Bot­tas não con­se­guiu ame­a­çar Le­clerc em ne­nhum mo­men­to na lu­ta pe­lo ter­cei­ro lu­gar.

Se­rá a Fer­ra­ri ca­paz de man­ter, em Paul Ri­card, o ní­vel apre­sen­ta­do em Gil­les Vil­le­neu­ve? Olha que, no Bah­rein, a Fer­ra­ri foi su­pe­ri­or à Mer­ce­des, mas na cor­ri­da se­guin­te foi "es­ma­ga­da" pe­las Fle­chas de Pra­ta (Mer­ce­des).

Os fãs da Fór­mu­la 1 es­pe­ram uma emi­nen­te lu­ta cer­ra­da, em Paul Ri­card, en­tre a Fer­ra­ri e a Mer­ce­des, com in­tro­mis­são da Red Bull. O ven­ce­dor da cor­ri­da ain­da é uma in­cóg­ni­ta, mas exis­tem for­tes es­pe­ran­ças de a mes­ma ser bem com­pe­ti­ti­va, a jul­gar pe­lo Gran­de Pré­mio pas­sa­do.

En­tão, até lá, va­mos aguar­dar pe­lo apa­gar das lu­zes ver­me­lhas e o ace­nar da ban­dei­ra xadrez, pa­ra sa­ber quem irá le­var a me­lhor em Paul Ri­car­do, na Fran­ça, num per­cur­so de 5.842 km, um to­tal de 309,622 km, 53 vol­tas e 15 cur­vas.

Ven­ce­dor da cor­ri­da de do­min­go ain­da é uma in­cóg­ni­ta mas exis­tem for­tes es­pe­ran­ças de a mes­ma ser bem com­pe­ti­ti­va a jul­gar pe­lo Gran­de Pré­mio pas­sa­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.