“Qu­e­re­mos con­so­li­dar a van­ta­gem”

Jornal dos Desportos - - FUTEBOL - PC

O se­lec­ci­o­na­dor in­te­ri­no dos Pa­lan­cas Ne­gras, Pe­dro Gon­çal­ves, sur­giu on­tem na con­fe­rên­cia de im­pren­sa de an­te­vi­são ao jo­go bas­tan­te op­ti­mis­ta em re­la­ção ao des­fe­cho da par­ti­da fren­te à Gâmbia. O téc­ni­co por­tu­guês ao ser­vi­ço do com­bi­na­do na­ci­o­nal dis­se es­tar mui­to con­fi­an­te na vi­tó­ria, ten­do jus­ti­fi­ca­do a cren­ça com o fac­to de An­go­la ter con­se­gui­do uma van­ta­gem na ca­sa do adversário que, em­bo­ra sen­do mí­ni­ma, con­fe­re al­gu­ma tran­qui­li­da­de. “Qu­an­do as coi­sas cor­rem bem, não tem co­mo não en­ca­rar o jo­go com op­ti­mis­mo. Ga­nhá­mos em Ban­jul, fi­ze­mos um jo­go bas­tan­te exi­gen­te e com su­ces­so. Es­ta­mos na fren­te da eli­mi­na­tó­ria e is­so nos sa­tis­faz. Ain­da as­sim, a Gâmbia vem de um con­jun­to de re­sul­ta­dos com equi­pas mui­to for­tes. O im­por­tan­te foi ter­mos al­can­ça­do um re­sul­ta­do mui­to in­te­res­san­te. Tra­ze­mos pa­ra ca­sa es­ta van­ta­gem e qu­e­re­mos con­so­li­dar”, afir­mou. Fru­to da exi­bi­ção e do êxi­to al­can­ça­do no em­ba­te da pri­mei­ra-mão, Pe­dro Gon­çal­ves ad­mi­te não ha­ver ne­ces­si­da­de de efec­tu­ar al­te­ra­ções ao “onze”, so­bre­tu­do pe­lo fac­to de es­tar a jo­gar em ca­sa e com uma van­ta­gem na eli­mi­na­tó­ria. “Não te­mos mui­to tem­po pa­ra tra­ba­lhar nes­tas da­tas FIFA. Es­sa foi a nos­sa quin­ta ses­são de trei­no e nem to­dos os jo­ga­do­res es­ti­ve­ram em to­das. Por­tan­to, pro­cu­ra­mos con­gre­gar um con­jun­to de com­por­ta­men­tos, pa­ra que a equipa te­nha de­pois um bom re­sul­ta­do des­por­ti­vo”, acres­cen­tou.

O se­lec­ci­o­na­dor ape­lou, a fi­na­li­zar, aos adep­tos a lo­ta­rem por com­ple­to o es­tá­dio 11 de No­vem­bro. Re­fe­riu que es­pe­ra ver o pú­bli­co a fa­ze­rem o mes­mo que os gam­bi­a­nos fi­ze­ram no jo­go de Ban­jul, em que es­ti­ve­ram ao la­do da se­lec­ção da Gâmbia do prin­cí­pio ao fim do jo­go. “Gos­ta­ria de dei­xar um apelo ao pú­bli­co an­go­la­no pa­ra que ve­nha apoi­ar a Se­lec­ção. O que vi­mos em Ban­jul foi uma cla­ra de­mons­tra­ção de fair-play, de gran­de apoio a Se­lec­ção da Gâmbia e de uma for­ma mui­to en­tu­si­as­ta com o campo cheio. Gos­ta­ria de ver o mes­mo aqui em nos­sa ca­sa, em Luanda, que to­dos os an­go­la­nos es­te­jam no es­tá­dio a apoi­ar a nos­sa se­lec­ção, pa­ra que pos­sa­mos le­var de ven­ci­da a Gâmbia”.

De res­to, o téc­ni­co de­fen­de que de­ve­mos to­dos nes­te mo­men­to es­tar­mos uni­dos em pol da Na­ção e acre­di­ta­rem na Se­lec­ção Na­ci­o­nal.

“Gos­ta­ria de dei­xar um apelo ao pú­bli­co an­go­la­no pa­ra que ve­nha apoi­ar a Se­lec­ção”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.